Facebook

28 maio 2017

RESENHA: Mentira Perfeita - Carina Rissi

2 comentários:
Mentira Perfeita
Carina Rissi
Editora: Verus
Ano: 2016
Páginas: 461
Adicionar no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Com Mentira Perfeita, Carina Rissi prova mais uma vez que o seu forte é contar boas histórias, com ritmo acelerado e repletas de paixão, humor e reviravoltas. Júlia não tem tempo para distrações. Ela é brilhante e sempre se esforça para ser a melhor naquilo que faz; por essa razão, sua vida pessoal acabou ficando de lado. Algo que sempre preocupou sua tia Berenice. Gravemente doente, a mulher teme que Júlia acabe completamente sozinha quando ela se for. Júlia faria qualquer coisa qualquer coisa mesmo! por tia Berê e, em seu desespero para agradar a única mãe que já conheceu, inventa um noivo enquanto torce por um milagre... E então o milagre acontece: Berenice se recupera e, assim que deixa o hospital, gasta todas as suas economias com o casamento dos sonhos para a sobrinha. Como Júlia pode contar a ela que mentiu, com a saúde da tia ainda tão frágil? É quando Júlia conhece Marcus Cassani. Ele é irritantemente cínico, mulherengo e lindo de um jeito que a deixa desconfortável. Marcus também está enfrentando problemas, e um acordo entre eles parece ser a solução. Tudo o que Júlia sabe é que deveria se afastar de Marcus. Mas seu coração tem uma ideia muito diferente... Mentira Perfeita é um spin-off de Procura-se Um Marido, uma história que se passa no mesmo universo da primeira. Aqui você vai conhecer novos personagens inesquecíveis, além de rever aqueles que já moram no seu coração.
 

           Já faz bastante tempo que, sem compromissos, participei do sorteio do blog Seja Cult e ganhei esse livro. Eu sei, não dá pra acreditar. Acredito que muita gente tenha participado, afinal, é um livro da Carina Rissi! Mas aí a sorte veio ao meu favor e eu recebi um e-mail que me surpreendeu demais. Umas 2 ou 3 semanas depois, o livro chegou aqui em casa e eu só faltei mostrar pro mundo. Eu sou bem fã da Carina, assim como a maioria das pessoas que leem os romances dela. Não dá pra ler e não se apaixonar pela escrita dessa mulher. Lembro que li a série Perdida no 2º ano do Ensino Médio. Uma amiga me apresentou à Carina e ela, como fã incondicional, me emprestou No Mundo da Luna e Procura-se um Marido. Inclusive, lembro que li Destinado (da série Perdida) autografado. Olha a responsa! Então, assim que recebi Mentira Perfeita, coloquei na minha estante e escrevi na lista de próximas leituras. O que eu não sabia era que essa lista andaria muito devagar por conta da faculdade, e eu só consegui chegar nesse livro depois de mais de 2 meses! Me arrependo de não ter começado antes? Com certeza. Mas a melhor parte é que terminei com lágrimas nos olhos - como sempre a Carina me deixa. 

26 maio 2017

RESENHA: Sonata em Punk Rock - Babi Dewet

6 comentários:
Sonata em Punk Rock (Cidade da Música #1)
Babi Dewet
Editora: Gutenberg
Ano: 2016
Páginas: 300
Adicione no Skoob - Compre aqui ☺❤
------- Sinopse: Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos.No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar. Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas sim toda a Cidade da Música.

      Esse livro da Babi Dewet esteve presente na minha lista de leitura desde o momento em que terminei de ler Um Ano Inesquecível, uma parceria maravilhosa entre a Bruna Vieira, Thalita Rebouças, Paula Pimenta e a Babi. Nesse livro, me apaixonei total pelo estilo dela e quis ler mais obras, obviamente. Entre Sábado à Noite e Sonata em Punk Rock, escolhi o último pela capa. Sim, sou dessas. Se o conteúdo ainda não me fizer escolher entre dois, vai pela capa. E sério, que capa mais linda essa de Sonata em Punk Rock!

24 maio 2017

RESENHA: O Ar que Ele Respira (Elements #1) - Brittainy C. Cherry

11 comentários:
O Ar que Ele Respira
Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Ano: 2016
Páginas: 308
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim. 

       Fiquei impressionada com a rapidez que li esse livro. Ele é um dos três livros da minha meta de leitura do mês e entre eles, escolhi O Ar que Ele Respira pra comprar físico. Paguei caro por ele já que quanto maior a procura, maior o preço a ser pago. Comprei na livraria do shopping de perto de casa na segunda feira e ontem de noite eu já tinha acabado de ler. Não só merece 5 estrelas, como também meu coração.

22 maio 2017

REVIEW: Chronically Metropolitan com Shiloh Fernandez

2 comentários:
Foto: IMDb



Chronically Metropolitan
Ano de Lançamento: 2016
Elenco: Shiloh Fernandez e Ashley Benson
Classificação etária: +16 anos
Gênero: Drama
Sinopse: Fenton Dillane é um jovem escritor que passou algum tempo fora de casa. Certo dia e sem avisar, ele decide retornar ao seu lar em Nova Iorque com o objetivo de resolver alguns dos problemas e lembranças que continuam a complicar sua vida: os conflitos com sua família, o término com sua ex-namorada e algumas problemáticas de seus tempos de infância.






     Vou logo dizendo que me decepcionei real com Chronically Metropolitan. Eu apostei todas as minhas fichas na qualidade desse filme e fiquei me detestando em todos os minutos por estar perdendo tempo assistindo. Primeiramente decidi assistir exclusivamente por causa do meu ator favorito Shiloh Fernandez. Amo esse homem desde quando eu tinha 11 anos de idade e assisti A Garota da Capa Vermelha em Pay Per View na Sky. Fiz resenha aqui no blog também de outro filme recém de Shiloh, o Pássaro Branco na Nevasca que eu me decepcionei o filme todo, mas no final me surpreendi e acabei amando o plot twist. Mas em Chronically Metropolitan nem isso teve. 

19 maio 2017

RESENHA: Sob o Olhar Grego - Bella Crestan

12 comentários:
Sob o Olhar Grego
Bella Crestan
Editora: Autêntica Books
Ano: 2016
Páginas: 136
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Be é uma garota insegura que sonha ser escritora. Ela viaja à Grécia em busca de inspiração para seu livro e lá conhece Ed, um músico famoso que se torna um bom amigo e a faz enxergar o mundo com outros olhos. Quando finalmente se sente uma mulher mais confiante e decidida, algo inesperado acontece para confundir sua cabeça e trazer à tona sentimentos e frustrações que estavam escondidos em sua mente. Em meio a um conflito interno, Be vê no caos a chance de viver um grande amor.



       Já faz bastante tempo que to com o livro da Bella em mãos, mas adivinha quem não estava conseguindo organizar as leituras? Tive que acabar os que vieram primeiro do que Sob o Olhar Grego, mas finalmente chegou o momento! Confesso que achei de primeira a sinopse muito fofa e me interessei de cara pelo livro. É bem assim o estilo que eu me apaixono rápido: uma garota a procura de entender a si mesma e vai em uma aventura. Parece clichê? Ah, mas quem disse que clichê é ruim?

17 maio 2017

RESENHA: Menina Má - William March

8 comentários:
Foto: LiteraSutra

Menina Má
William March
Editora: Darkside Books
Ano: 1954 (edição especial de 2016 da Darkside)
Páginas: 272
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.
 


Finalmente!!! Como demorei pra terminar esse livro. Não demorei taaanto assim não, vai. Demorei mais do que costumo em qualquer livro, isso é verdade. O negócio é que eu deveria ter postado a resenha de Menina Má na última sexta feira do mês de Abril, por causa do Clube do Livro. O mês era livro de terror e esse foi o único que eu pude encontrar na minha estante. Eu comprei Menina Má em Janeiro quando fiz a troca mais justa da minha vida: meu livro de História do EM pelo dinheiro que paguei por esse bendito livro. Comprei na livraria da minha cidade, e reconhecemos que livrarias assim exploram um pouco, então, por incrível que pareça, paguei 49,90 por esse livro. Definitivamente o livro mais caro que já comprei e quer saber? Valeu cada temer.

16 maio 2017

Está no ar a edição nº 23 da revista Conexão Literatura!

2 comentários:
     Pessoas do meu coração, creio que vocês não conheçam a revista Conexão Literária. Ela é virtual e reúne os assuntos mais interessantes possíveis sobre o maravilhoso mundo da Literatura e é bem ilustrada e simples de ler. O Próxima Primavera tem parceria com a revista e eu vim aqui contar um pouco pra vocês, depois de ter lido, o que esperar da revista, e, principalmente, dessa edição nº 23.

Eu confesso que não conhecia a história de Carolina de Jesus. Já tinha ouvido falar em algum lugar, mas se você me perguntasse quem era, eu não saberia dizer. Li a matéria sobre Carolina na revista e fiquei impressionada com o que encontrei. Carolina era uma catadora que morava na favela e sempre fora apaixonada pela escrita e leitura. Certa vez, começou a trabalhar como empregada em uma casa, e o patrão liberou a biblioteca. Foi esse empurrãozinho que Carolina precisava para conseguir escrever sua história e a de todos os batalhadores que enfrentam todos os dias a vida barra pesada das favelas do Brasil. 


     Além da matéria com Carolina, nessa edição da revista, por incrível que pareça, a resenha da vez é o livro que mais quero ler nesse momento, Diário de Uma Escrava, da Jô Mierling, pela DarkSide. Fui lendo a resenha e me apaixonando cada vez mais pelo livro, que eu já estou a ponto de comprar com um dinheiro inexistente, mas vamos na fé! 

15 maio 2017

Espelho, espelho meu #VOCÊNÃOESTÁSOZINHO

6 comentários:
Foto: Google Imagens

     Acordar e encarar a vida nem sempre é tão simples. E lá estava ele, meu primeiro obstáculo, o espelho, como era triste me olhar todos os dias e não me aceitar como eu era. Depois era a hora de colocar a farda, aquela calça preta que nunca ficava boa em mim, me sentia um balão inflável, então olhava para meu rosto e via as olheiras funda, mostrando o quão pouco eu tinha dormido noite passada, me olhava procurando onde eu estava e porque tinha me perdido assim. 

     Ahh, como aqueles minutos na frente do espelho me destruía e continuava a me perguntar por que não ser como as meninas da minha escola. O tempo foi passando e eu não conseguia me olhar no espelho. Me achava gorda, feia, mas eu nunca conseguia enxergar o que eu realmente era. E foi assim que passei a parar de comer e quando sentia fome comia bem pouco e vomitava tudo logo após. Ninguém percebia o que estava acontecendo comigo, me isolei e cada vez me encontrava mais sozinha e sem enxergar quem eu era, me perdia a cada dia e parecia que meu mundo estava se fechando contra mim. 

     E foi aí que as pessoas e a minha família começaram a notar que eu passava o dia todo sem comer e o quanto eu estava fraca. Minha mente me punia sempre que comia e depois eu ia correndo para o banheiro vomitar tudo, até que desenvolvi anemia. Passei a me sentir sonolenta, sem forças e muitas vezes ficava tonta, aí veio o primeiro desmaio na escola...aquele dia foi horrível lembro das pessoas em minha volta ao acordar, com cara de assustadas e se perguntavam o que estava acontecendo comigo e eu só queria chorar, porque eu sabia o que estava acontecendo.