Clarissa Assis

20 primaveras, leonina e persistente. Estuda Comunicação Social, é apaixonada por livros, música, séries e culturas. Não gostava de chá, mas agora seu passatempo favorito é ler um bom livro tomando uma xícara de chá fumegante e meias fofinhas nos pés.

@proximaprimavera

Crescer e florescer, das flores para a vida (O que o sol faz com as flores, Rupi Kaur)



O que o Sol faz com as flores
Rupi Kaur
Editora: Planeta 
Ano: 2018
Páginas: 256
Sinopse: Da mesma autora de outros jeitos de usar a boca, best-seller com mais de 100 mil exemplares vendidos no Brasil. o que o sol faz com as flores é uma coletânea de poemas arrebatadores sobre crescimento e cura. ancestralidade e honrar as raízes. expatriação e o amadurecimento até encontrar um lar dentro de você. organizado em cinco capítulos e ilustrado por Rupi Kaur, o livro percorre uma extraordinária jornada dividida em murchar, cair, enraizar, crescer, florescer. uma celebração do amor em todas as suas formas. essa é a receita da vida minha mãe disse me abraçando enquanto eu chorava pense nas flores que você planta a cada ano no jardim elas nos ensinam que as pessoas também murcham caem criam raiz crescem para florescer no final'

★★★★☆

     Da série “livros que li já faz um tempo e não postei a resenha”, mais um: O que o sol faz com as flores. Esse livro é daqueles de poema bem curtinhos e li não só pela hype mas porque a capa é a coisa mais linda, toda minimalista. 

     Esse livro tem alguns poemas que falam de amor, autoconhecimento, inspiração e vida. Não são poemas bestas que podem ser encontrados no explorar do Instagram. Talvez você até encontre. Mas a junção de todos os poemas do livro da a impressão de que todos eles estão interligados. E tão mesmo! 

      Já conhecia a autora por “Outros jeitos de usar a boca” e realmente foi o único livro, na época, que me fez gostar de ler poema. Esse da resenha é mais leve, já que o outro fala bastante de relacionamentos abusivos e pode ser um gatilho pra algumas pessoas.


      O livro é tão curtinho e gostoso de ler que dá vontade de ler outra vez. E você deve mesmo ler mais de uma vez. Não só pelo tamanho, claro, mas porque talvez quando você leu da primeira vez alguns poemas não falaram com você. Acho esse aspecto um ponto importante pra eu ter gostado bastante do livro. Me senti parte da narrativa de alguns textos e me inspirei com as palavras de Rupi Kaur. 

     Se você curte essa vibe, indico bastante. Os livros por serem curtinhos e pequenos (em tamanho!) sempre estão na promoção por aí!


*Contém conteúdo sexual, gatilhos, estupro, violência e assédio 

Comentários

  1. Oi Clarissa.
    Poemas também não são o meu forte,já tentei algumas coletâneas e nada, mas achei interessante você ter falado que às vezes não gostamos de um poemas porque naquele momento ele não fala com a gente, mas que no futuro pode ser sim. Então quem sabe no futuro eu tente novamente.

    Abraços
    http://www.auniversitaria.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!