Clarissa Assis

20 primaveras, leonina e persistente. Estuda Comunicação Social, é apaixonada por livros, música, séries e culturas. Não gostava de chá, mas agora seu passatempo favorito é ler um bom livro tomando uma xícara de chá fumegante e meias fofinhas nos pés.

@proximaprimavera

A alegria e o Jogo do Contente (Resenha Poliana, Eleanor H. Porter)

   Poliana é um clássico e ninguém pode negar. Sempre ouvi falar da história e tudo mais, mas a oportunidade só surgiu quando vi os dois livros serem vendidos a R$10 cada em um daqueles estandes de shopping sabe? Aproveitei e trouxe Poliana e Poliana Moça, louca pra conhecer a menina.




Poliana
Eleanor H. Porter
Editora: Ciranda Cultural
Páginas: 207
Adicione no Skoob - Compre aqui: Saraiva  Amazon  Kindle
Sinopse: Uma carta chega endereçada à amarga senhorita Polly. Sua sobrinha, que há pouco ficou órfã, não tem nenhum outro familiar para criá-la. A tia então aceita o dever de abrigar a garota. Poliana traz em sua bagagem roupas surradas, uma imensa alegria de viver e o desejo de descobrir o mundo. A tia preocupa-se com as leituras e estudos da garota, porém, o que a pequena mais deseja é descobrir o mundo e conhecer as pessoas. Algo está prestes a acontecer no casarão no alto da colina....

Esta resenha não contém spoilers. 
O livro em questão não tem conteúdo sensível
Conteúdo sexual: não
A idade recomendada para leitura é acima de 10 anos

    Pra começo de conversa, acho que devo destacar que não fazia ideia da sinopse do livro quando comprei. Sabia que era infantil, clássico, com ensinamentos e conhecia a novela do SBT. Mas só isso. Acho que não saber foi ainda melhor pra mim, pude ler sem influência externa, sabe? E Poliana me encantou tanto quando Anne de Green Gables, porque sim, achei extremamente parecidas no começo já que tanto Poliana quanto Anne acabam sendo adotadas e mudam o dia a dia de muita gente. 

"Apenas respirar não é viver!"

   O legal de Poliana é que é curtinho, infantil, mas não passa a ideia de ser "bestinha". A gente realmente fica curioso pra saber o que vai acontecer mesmo que Poliana seja bem insistente no começo. Quase larguei o livro só de agonia de tanto que a menina falava do tal Jogo do Contente. Me parecia demaaais como um extremo caso de só ver o lado positivo das coisas SEMPRE e a gente sabe que é impossível sorrir e ser feliz o tempo todo. 

"Quando você sabe que vai encontrar algo bom, você encontra."

  Mas é aí que Poliana dá uma volta por cima e foi impossível largar o livro antes do fim. Fiquei super com o coração aquecido no final e morrendo de ansiedade para Poliana Moça, que ainda não li. Agora sim posso indicar esse livro tanto para crianças, adolescentes, mas qualquer pessoa que queira ler uma história fofa e daquelas que te faz pensar mesmo em pequenos detalhes que nos passa despercebido no dia a dia.


Comentários

  1. Eu li o livro e achei bem bonitinho. Mas toda essa história de ser contente o tempo todo é SUPER irritante. Agora a novela está bem irritante também, então estou odiando a história hahaha Apesar disso, li Poliana Moça. É mais legal e menos bobinho (até onde eu lembro) haha só sei que não consigo aplicar o Jogo do Contente na vida haha

    Boa semana!
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Clarissa
    Eu adoro a escrita da autora, li Polianna há muitos anos, sendo um dos primeiros clássicos que li, mas confesso que até o jogo do contente dela me irritava um pouco. Eu sou mais apaixonada por Polianna Moça, espero que goste.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!