Clarissa Assis

19 primaveras, leonina e persistente. Estuda Comunicação Social, é apaixonada por livros, música, séries e culturas. Não gostava de chá, mas agora seu passatempo favorito é ler um bom livro tomando uma xícara de chá fumegante e meias fofinhas nos pés.

@proximaprimavera

O fim da jornada de Mia Saunders (A Garota do Calendário #12, Audrey Carlan)

   Finalmente cheguei ao final dessa série quase interminável. A Garota do Calendário esteve comigo nos últimos meses e nunca achei que chegaria ao fim dela, por tanto ranço da Mia nos últimos livros. Resolvi ter coragem de ler esse último. Tinha lido 11, certo? Mais um não ia me matar e não me arrependi de ter terminado.

"Todo mundo está tão melhor que eu" (Diário de uma ansiosa ou como parei de me sabotar, Beth Evans)

   Pra quem tem ansiedade, é normal sentir como se ninguém te entendesse ou desse importância ao que você sente. Quando vi sobre esse livro, fiquei logo interessada por ser escrito por quem passa por isso de uma forma leve e com autoajuda.

Um triângulo amoroso de tensão e mistérios (Por trás de seus olhos, Sarah Pinborough)

   Depois que li um post no Facebook sobre o final desse livro, não tive outra alternativa a não ser adicioná-lo na minha lista de leitura pra o mais rápido possível. Quem me conhece sabe que sou a louca dos thrillers e quanto mais ele me chocar, mais eu penso nele e mais eu me apaixono. Por trás dos seus olhos é exatamente assim e eu até agora penso no final dele!

Robôs, alienígenas ou loucura? (Uma coisa absolutamente fantástica, Hank Green)

   Já imaginou um livro com fantasia, distopia e conteúdo bem Black Mirror? Assim que recebi esse livro, morri de curiosidade pra conhecer esse novo universo com a April May e olha: fiz altas teorias que, a propósito, eu super acredito que pode acontecer com a humanidade haha. Um dos melhores livros do ano, com certeza.

Valentina e seu conto - de fadas? (Desencantada, Carina Rissi)

   Depois de vários anos me aventurando na série Perdida, esse ano Carina Rissi nos presenteou com mais um livro da série, dessa vez com a Valentina, melhor amiga da cunhada da Sophia Clarke, nossa eterna menina perdida. Esse livro me relembrou a escrita leve e gostosa da autora e todo o meu amor pelos livros dela.

+ respeito, empatia, amor e - racismo e preconceito (O ódio que você semeia, Angie Thomas)

Tinha vontade de ler esse livro há tempos e agora que vai ser lançado no Brasil em Dezembro, não pude deixar de conferir essa obra maravilhosa. Já considero uma das mais importantes que li em 2018 e na vida!