Uma versão mais real de Cinderela em Para Sempre Cinderela (1998) #oldbutgold

09 setembro 2018
  Sei que a maioria de vocês já deve ter assistido esse filme, mas eu claramente tive minha primeira vez com ele recentemente. Acho que esse é o propósito do quadro #oldbutgold, que estou ressuscitando nesse momento depois de taaanto tempo!


Para Sempre Cinderela
Ano de lançamento: 1998
Elenco: Drew Barrymore e Angelica Huston
Classificação etária: Livre
Sinopse: A rainha da França solicita a presença dos Irmãos Grimm no palácio e lhes conta que gosta muito da obra deles, mas que ficou espantada em como foi contada a história de Gata Borralheira. Assim, decide lhes narrar o que realmente aconteceu na França do século XVI, quando Danielle de Barbarac (Drew Barrymore), sua tataravó, que ficou feliz aos oitos anos quando seu pai (Jeroen Krabbé), um aristocrata viúvo, se casou novamente com uma baronesa (Anjelica Huston), pois assim ela ganhou uma mãe e duas irmãs no mesmo dia. Mas a sonhada felicidade durou muito pouco, pois logo depois seu amado pai morreu subitamente e a madrasta, que ela desejava que fosse a mãe que nunca tivera, passa a tratá-la como uma criada. Uma das filhas da baronesa é bondosa e não concorda com várias atitudes da mãe, mas por outro lado a outra filha é bastante egoísta e só pensa em se casar com o príncipe herdeiro (Dougray Scott). Para isto ela tem total apoio da mãe, que está disposta a conspirar, mentir e fazer o necessário para ver sua filha como a futura rainha. Mas ela precisa agir rápido, pois o príncipe conheceu Danielle e os dois estão apaixonados, com os sonhos de grandeza da baronesa podendo serem frustrados, pois sua enteada e o príncipe estão sendo aconselhados por ninguém menos que Leonardo da Vinci (Patrick Godfrey). (Adoro Cinema)


 
Foto: Bustle

     Bem, pra quem ainda não assistiu Para Sempre Cinderela, esse filme de 1998 deseja dar a história de Cinderela uma nova chance. A sacada inicial é confrontar os Irmãos Grimm, que escreveu não só esse conto infantil, mas muitos outros, e perguntá-los o porquê de terem sido tão crueis ao descrever a história da Gata Borralheira. A tataraneta de Cinderela vai, então, contar como tudo realmente aconteceu e assim se dá o filme: uma versão mais completa e real de Cinderela.

Foto: Ravepad

     O começo é meio parado porque vemos que demora um pouco para a história que conhecemos da Cinderela se desenvolver, mas só por ter Drew Barrymore, a rainha, nesse filme, já vale a pena cada minuto das 2 horas de duração. O legal de Para Sempre Cinderela é que realmemte reformularam o conto de fadas e transformaram a Cinderela em uma mulher muito mais esperta e menos submissa ao príncipe. Além disso, deu pra ver que eles se deram o trabalho de falar beeem sobre a AMIZADE do príncipe e de Cinderela, coisa que não aconteceu no conto de fadas. Bizarro que eles se veem em uma noite de baile e aí puft ele já sai procurando qual pé cabe no sapatinho de cristal.

Foto: Flynns

     Nesse filme não. Primeiro que muitas cenas foram modificadas e isso não destruiu a história de forma alguma, só adaptou para algo menos infantil e mais real. A cena do baile é MUITO mais interessante do que foi tratada nos livros e mesmo com a mudança, ainda percebi a essência dos Irmãos Grimm na história. Pra quem não sabe, os contos de fadas deles foram modificados pela Disney para parecerem menos aterrorizantes, porque SPOILER A SEGUIR, no conto original a Cinderela calça sapatinhos que foram queimados em brasa e acaba morrendo no meio do baile!

     O filme também é maravilhoso por mostrar referências históricas como a invenção do chocolate e a importância de Leonardo da Vinci. Acho que se fosse outra atriz no lugar da Drew Barrymore eu teria me apaixonado menos. Essa mulher me encanta a cada papel que atua! Mas acho que mesmo Para Sempre Cinderela tendo me encantado, o melhor filme dela, na minha opinião, continua sendo Nunca Fui Beijada. E ah, isso não tira nenhuma estrelinha de Para Sempre Cinderela, que me arrependo de não ter assistido antes!

Foto: Dicas de Filmes pela Scheila

3 comentários

  1. Oi, Clarissa
    Esse filme é tão autêntico e tão legal que não consigo não sentir uma saudade imensa dele. Eu adoro a Debby nesse papel, ela é tão fofa e consegue passar a essência de uma Cinderela. É antigo mas é um dos favoritos da vida!
    Beijo
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. I need to see it. I don't think I have watched it yet!

    www.fashionradi.com

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações