Para os amores antigos - e novos? (Para Todos os Garotos que Já Amei #1, Jenny Han)

01 agosto 2018
   O que falar desse livro já tão falado por esse mundo literário? Para Todos Os Garotos que Já Amei é o livro um da trilogia da Jenny Han. Antes mesmo da Netflix anunciar o filme, todo mundo já fazia o maior rebuliço sobre esses livros por serem bem fofinhos e não sei que. Não vou mentir que só passei a saber direitinho da narrativa quando soube do filme e vi o trailer. Agora que conheci a Lara Jean e descobri que ela é minha personagem favorita do momento, não sei como proceder!

Para Todos os Garotos que Já Amei #1
Jenny Han
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 320
Classificação etária: +12 anos
Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar
 

   Lara Jean é uma adolescente normal. Com normal eu quero dizer com os mesmos problemas, aflições, anseios e medos que a maioria dos adolescentes. Quando ela se apaixona por um cara, por algum motivo, cria alguns obstáculos pra ter que não seguir em frente. Então, ela escreve... E assim ela despeja todo sentimento que tem em si no papel e as palavras tiram o peso do sentimento dela mesma. É assim que Lara Jean lidou com todos os inúmeros crushes que teve na vida. 

"De todas as coisas que eu guardo, acho que posso afirmar que as cartas de amor são meus bens mais preciosos."

   Ela guarda todas as cartas endereçadas aos amores antigos em uma caixa que ganhou da sua mãe falecida. Certo dia, Lara percebe que todas as cartas foram enviadas e pessoas próximas a ela saberiam de seu amor um dia não correspondido. Se fosse comigo eu desejaria estar morta e enterrada, e assim desejou Lara Jean, obviamente. Principalmente quando um de seus amores que recebeu a carta é seu vizinho e ex namorado de sua irmã e melhor amiga.

   O cenário de Para Todos os Garotos que Já Amei é aquele que você vê em comédias românticas adolescentes, sabe? Eu quase consegui ver perfeitamente Lara Jean indo para escola, tendo momentos em família, passando por cenas hilárias e tristes. Jenny Han transformou o young adult em um filme na minha cabeça de tão imersa que eu fiquei. 

   Entre cartas, amores antigos, amores futuros e família, esse último tema foi mais explorado do que pensei que seria. Lara Jean tem duas irmãs, a mais velha e a mais nova, sendo Lara a do meio. Após a morte da sua mãe, seu pai ficou extremamente preocupado em como cuidaria das três filhas sozinho quando é médico. Logo a irmã mais velha de Lara, a Margot, entra em cena para encarnar o papel de mãe na família. 

  Achei lindo que o romance não focou somente nas partes fofinhas dele. Aliás, pra falar a verdade, achei o livro mais pro lado juvenil do que pro lado romântico. É bem leve e divertido e mostra a importância de certos eventos na vida de uma garota de 16 anos. Quando a Margot viaja para o outro lado do mundo para fazer faculdade, Lara Jean precisa, pela primeira vez, lidar com sua vida sozinha e sem ter ninguém que lhe diga o que fazer ou que, mais importante ainda, a impeça de errar e assim aprender e crescer descobrindo novos amores.

"São cartas de despedida. Porque, depois que eu escrevo, aquele amor ardente para de me consumir. Posso tomar café da manhã sem me preocupar se ele também gosta de banana com cereal; posso cantar músicas românticas sem estar cantando para ele. Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo. As cartas me libertam. Ou pelo menos deveriam."

Palavras-chave do livro: paixão - cartas de amor - família - amadurecimento 

Música que me lembra o livro: 


(Eu não quero que eles saibam os segredos / Eu não quero que eles saibam do jeito que eu amei você /  Eu não acho que eles entenderiam isso, não / Eu não acho que eles iriam me aceitar, não eu amava e eu amava e eu perdi você) - essa música tocou quando eu estava lendo e achei a letra perfeita pra Lara Jean

Livros com temáticas parecidas: Aos Dezessete Anos (Ava Dellaira) // Isla e o Final Feliz (Stephanie Perkins) // Lola e o Garoto da Casa ao Lado (Stephanie Perkins) // Sonata em Punk Rock (Babi Dewet) // Tudo e Todas as Coisas (Nicola Yoon)

5 comentários

  1. Oi Clarissa! Tudo bem/ Eu queria ler antes de sair o filme, mas não vou conseguir a tempo. de qualquer forma gosto bastante da escrita da autora e acho que é uma leitura que iria curtir!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo bemmm, espero que dê uma chance ao livro depois do filme porque é ótimo <333

      Excluir
  2. Já vi várias vezes a capa do livro mas nunca tinha lido sobre ele. É beeem meu tipinho de livro! Achei bem legal a história das cartas e nem sabia sobre o filme da Netflix. Amei!

    Beijinhos
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações