Anne Shirley-Cuthbert e o mundo da imaginação real (Anne With An E, Netflix)

08 agosto 2018
   Eu me perguntei muito qual seria o post de hoje, já que não estou podendo postar resenhas até dia 13 porque meus livros não estão comigo agora. Foi só maratonar Anne With An E por dois dias seguidos que eu encontrei o que falar por aqui. Não só achei o conteúdo pro post, mas a inspiração que eu precisava nesse momento e já faz um tempo que precisava. 


   Eu era uma daquelas pessoas que adiava assistir essa série até o fim dos tempos. Já tinha assistido o primeiro episódio e até fiz um post sobre a série por aqui, mas sinceramente não sei porque não continuei vendo e só essa semana dei play no segundo episódio. Anne Shirley-Cuthbert mudou minha percepção sobre muitas coisas que eu me questionava em mim mesma e no mundo. Nada como a inocência de uma garotinha de 13 anos, órfã e recém chegada em Avonlea, ensinando uma baita lição de vida e uma inspiração daquelas que você realmente sente vontade de fazer alguma coisa, sabe? Levantar e meter a cara no que a gente quer realizar. Nada nos impede, na verdade. O que nos impede, Anne me ensinou, é não tentar, não querer de verdade e mais importante, querer antes do tempo. 

   A cada episódio de Anne With An E, um pedacinho do meu coração se remendava. Anne e seu amor pelos livros refletia muito do meu pensamento que educação, imaginação, sonhos e leituras mudam o mundo. Não estou sendo exagerada quando digo mudar o mundo. O mundo de Anne era Avonlea, sua cidade, sua casa. Anne mudou Avonlea com sua personalidade, conhecimento e lições, aprendida nos livros. E mudando Avonlea, as consequências disso com certeza chegariam em outro lugar e em outras pessoas. Anne em si só é uma mudança e esperança. Uma garota de 13 anos por todo esse tempo órfã e de repente é adotada e tem um lugar pra chamar de casa. Lá ela não é aceita, sofre bastante bullying e dá de cara com uma adolescência no século XIX. 

   Anne With An E fala de família, educação, amizade e a sociedade em transição do século XIX com o feminismo, racismo, preconceitos gerais, bullying e a chegada da tecnologia. Acima de tudo, é o pontapé que eu precisava para continuar sonhando e acreditando nas pessoas. A mudança realmente começa com a gente, acreditando em nós mesmos. Anne, te devo muito por ter me ensinado tanto.

P.S: Assistam a série, ela corre riscos de ser cancelada e ela é simplesmente a série mais linda que já assisti em toda a minha vida. Pra quem se interessa por esses temas, assim como eu, a série de livros da Anne tem 9 livros publicados lá fora, vamo fazer com que eles venham pro Brasil!

8 comentários

  1. Sério que corre risco de ser cancelada? Parece ser tão fofa XD
    Só não vi ainda pq estou um pouco sem tempo para acompanhar séries... Nem filmes estou assistindo muito também, mas desde quando a série foi anunciada fiquei curiosa para ver =D

    ResponderExcluir
  2. Eu não cogitava a possibilidade de assistir essa série simplesmente porque não sou de assistir séries e não queria "me viciar" digamos assim, mas como não ir dar um play na primeira oportunidade que tiver depois desse post? Sua inspiração nos inspira Clarissa, amei o post e com certeza já vou assistir hoje mesmo e depois volto pra contar o que achei!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oiii! Essa série tá na minha listinha, eu vi o pessoal lá no Twitter comentando que podia ser cancelada e eu tô pensando seriamente em passar ela na frente de todas. É muito ruim quando uma série que a gente gosta é cancelada =( E essa série parece ser muito boa. Adorei a tua resenha! Acho que vou começar a assistir logo logo.

    Beijos, quebrarosilencio.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia de todo, mas irei espreitar. Fiquei mega curiosa. Beijinho, Dezoito

    ResponderExcluir
  5. Oie Clarissa.
    Essa série é muito linda .Você já leu o livro "Anne de Green Gables " que inspirou a série?Se não leu eu recomendo.

    É uma série de muito carisma e um trabalho muito bem feito da Netflix.
    Além de ótimo roteiro e trazer uma ótima mensagem ,tem uma ótima fotografia e que abertura é aquela ?
    Tomara que não cancelam. Ia ser uma pena...


    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  6. Oi Clarissa!
    Anne with an e é o que eu chamo de AMORZINHO em forma de série! Amo muito os personagens e a Anne é muito especial. As mensagens que passa são incríveis msm!
    Tenho vontade de ler os livros!
    Beijão
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Clarissa
    Eu não gosto de séries, eu reluto bastante em assisti-las porque não é um tipo de entretenimento que eu consuma como a maioria, mas vi várias resenhas positivas acerca dessa série, só que eu ainda acho-a confusa, não sei bem o que é a história e acho os efeitos visuais muito forçados, sei lá.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Clarissa!
    Todo mundo fala dessa série, de como é boa e de como eu deveria assistir. Nunca tentei, mas não sei... Olha para a imagem dela, a sinopse e não sinto vontade, sabe? Eu estou esperando um momento em que eu olhe e pense "nossa, vou assistir" hahaha
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações