As polêmicas das Histórias e do Arquivo (A Guardiã de Vazios #2, Victoria Schwab)

30 dezembro 2018
   Dando sequência a continuação de A Guardiã de Histórias, Mackenzie me deixou bem dividida nesse livro! Já esperava que esse seria melhor que o primeiro e assim foi!



A Guardiã dos Vazios
Victoria Schwab
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2018
Páginas: 322
Adicione no Skoob - Compre aqui: Saraiva  Amazon  Kindle
Sinopse: Um mundo rico e criativo, repleto de segredos e escolhas difíceis, em que amor e perda parecem ser duas faces da mesma moeda. O segundo livro da série A Guardiã de Histórias Mackenzie Bishop é uma das Guardiãs do Arquivo, um domínio secreto onde descansam as Histórias dos mortos ― registros de sua vida armazenados em corpos. Se uma História desperta, ela pode enlouquecer e tentar fugir ― e cabe a Mac garantir que cada uma seja devolvida à sua prateleira. No entanto, Mackenzie não se sente mais tão apta para o trabalho. Os acontecimentos do verão passado a assombram, e, quando os pesadelos que a perseguem começam a se insinuar mesmo durante o dia, ela sabe que algo está errado. Estaria lentamente perdendo a sanidade ou será que algo ainda mais sinistro a está perseguindo? Enquanto isso, pessoas começam a desaparecer sem deixar vestígios, e, quando Mackenzie acaba tornando-se a principal suspeita, ela se vê na obrigação de descobrir o verdadeiro culpado. Caso contrário, ela corre o risco de perder tudo ― seu papel de Guardiã, suas memórias… e até sua vida.
*Exemplar cedido em parceria com o Grupo Editorial Record
 

ESSA RESENHA NÃO CONTÉM SPOILER DO LIVRO ANTERIOR

   Depois de muito tentar entender A Guardiã de Histórias e da demora pra história desenrolar, esse segundo livro trouxe uma Mackenzie mais cautelosa por causa de toda a treta que aconteceu no primeiro livro. Ela acabou se tornando mais chatinha pra muita gente, pelo que ouvi falar por essa linda internet.

"Não precisa terminar assim. Palavras, promessas, ameaças suspensas entre nós pelo tempo necessário para que eu girasse a chave no ar atrás das costas dele, abrisse uma fenda no mundo, uma porta do nada para o nada - para lugar nenhum - e o jogasse ali."

   E não é que eu gostei mais dela nesse livro? Eu não sei se foi o gap entre o lançamento dos dois livros, mas a escrita da Victoria (que eu achei maçante antes) foi mais leve e muita coisa fez sentido  (só) em A Guardiã dos Vazios. Toda a polêmica das Histórias e dos Arquivos volta à tona com ainda mais problemas em que a heroina Mac precisa dar conta além do começo das aulas, como uma pessoa normal.

   Já tinha achado a Mac muito "humana" no primeiro livro, mas nesse atestei que por trás de toda a tristeza da protagonista, vem mesmo um ensinamento que eu já tinha captado há um tempo. Os outros personagens tiveram um desenvolvimento melhor e eu gostei demais disso. O universo que Victoria criou chama minha atenção pela importância que cada vida tem na Terra, com suas memórias sobre tudo que viveram por aqui. 

   A história é boa, pra quem curte fantasia é uma ótima escolha! A narrativa se embola no começo do livro e demora um pouco pra seguir em frente, mas entendo o porquê e não reclamo disso haha. O único problema pra mim ainda é a escrita da Victoria Schwab no quesito de como escreveu essa trama mesmo, demoro a entender muita coisa por esse estilo e isso aconteceu super no primeiro livro. 

"Não tenho medo dos pesadelos, pois o meu se tornou real e eu o superei"

Um comentário

  1. Olá, Clarissa.
    Terminei um livro da autora ontem e me apaixonei ainda mais por ela. Por isso pretendo ler esse e o anterior também. Não tinha lido ainda porque vi algumas opiniões como a sua sobre o primeiro livro hehe.
    Feliz Ano Novo!

    Prefácio

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações