Robôs, alienígenas ou loucura? (Uma coisa absolutamente fantástica, Hank Green)

12 novembro 2018
   Já imaginou um livro com fantasia, distopia e conteúdo bem Black Mirror? Assim que recebi esse livro, morri de curiosidade pra conhecer esse novo universo com a April May e olha: fiz altas teorias que, a propósito, eu super acredito que pode acontecer com a humanidade haha. Um dos melhores livros do ano, com certeza.


Uma coisa absolutamente fantástica
Hank Green
Editora: Seguinte 
Ano: 2018
Páginas: 384
Sinopse: Enquanto volta para casa depois de trabalhar até de madrugada, a jovem April May esbarra numa escultura gigante. Impressionada com sua aparência — uma espécie de robô de três metros de altura —, April chama seu amigo Andy para gravar um vídeo sobre a aparição e postar no YouTube. No dia seguinte, a garota acorda e descobre que há esculturas idênticas em dezenas de cidades pelo mundo, sem que ninguém saiba como foram parar lá. Por ter sido o primeiro registro, o vídeo de April viraliza e ela se vê sob os holofotes da mídia mundial. Agora, April terá de lidar com os impactos da fama em seus relacionamentos, em sua segurança, e em sua própria identidade. Tudo isso enquanto tenta descobrir o que são essas esculturas — e o que querem de nós. Divertida e envolvente, essa história trata de temas muito relevantes nos dias atuais: como lidamos com o medo e o desconhecido e, principalmente, como as redes sociais estão mudando conceitos como fama, retórica e radicalização.
*Exemplar cedido em parceria com o Grupo Editorial Record 


   Em uma noite, na saída do seu estágio, April May tromba com uma grande estátua estranha em uma rua de Nova York. Logo liga para o melhor amigo que vem correndo gravar a coisa inusitada. No outro dia, o vídeo de April viraliza no Youtube porque dezenas de estátuas iguais aquelas apareceram sem explicação em diferentes cidades do mundo. Os chamados Carls são a nova sensação já que depois de estudos do governo, a única explicação plausível é ter sido colocado por seres alienígenas. April May se envolve na fama e tenta desvendar os segredos dos Carls e tenta entender o que eles querem dizer à população. 


"A verdade é que os especialistas não querem falar sobre o que aconteceu; querem usar o que aconteceu para falar sobre as coisas que já falavam todos os dias. Uma hora me dei conta de que quase todas essas pessoas estavam aparecendo no noticiário de graça. Não porque queriam mudar o mundo, ou porque queriam fazer algo interessante. E sim para tornar seu rosto e seu nome mais conhecidos."

   Completamente louco. Sério, nem tem outra palavra. Em alguns momentos ri de quanto o livro parecia louco, mas se a gente para e pensa, se isso acontecesse realmente, seria tão bizarro quanto né? O livro faz tudo parecer tão real que parece mais uma história sobre algo real que aconteceu. Tenho certeza que se estátuas assim aparecessem no mundo agora, seria o mesmo rebuliço e com razão.

"A fama destrói as pessoas, e a maioria lida com ela num grau muito menor. Você fala de si mesma como se fosse uma ferramenta, mas é uma pessoa."

   Eu gostei demais do livro, tem assuntos sérios, uma protagonista um pouco chata, mas que melhora bastante com o tempo, discussões LGBT, mas mais ainda por ter muitas temáticas que eu amo como ascensão das redes sociais, aqueles negócios bizarros da tecnologia que a gente só vê em Black Mirror e o melhor: alienígenas. Ei, não é aqueles verdes estranhos que vem em paz aqui, ok? Tenho minhas teorias sobre não estarmos sozinhos no Universo, com todos os planetas. Por que só a Terra teria vida inteligente? É uma teoria bem bizarra mesmo, mas que eu entrei total em Uma coisa absolutamente fantástica com ela. 

  O livro é cheio de investigação e me lembrou bastante Jogador Nº 1, que eu amo justamente por toda a procura pelo Easter Egg. Hank Green nos envolveu com a procura por respostas! Fiquei viciadíssima nesse livro esperando pelo desfecho, que também envolve teorias hahaha. Nem amo né? A minha está firme e forte. Aliás, pouco tempo depois de ter lido, vi uma notícia no Diário de Pernambuco que me ajuda na minha tese! Por que cientistas dizem que o misterioso Oumuamua pode ter vindo de civilização alienígena da BBC: "Por "origem artificial", os astrônomos Shmuel Bialy e Abraham Loeb, autores do novo estudo publicado na revista Astrophysical Journal Letters, querem dizer que "Oumuamua pode ser uma sonda totalmente operacional enviada intencionalmente para as proximidades da Terra por uma civilização alienígena"".



   Uma coisa absolutamente fantástica é bem diferente do que eu achei que seria. Acho que minha mente ligava muito o Hank Green ao John Green e todo mundo anda fazendo isso. Sim, alguns elementos são parecidos, assim como com qualquer outro jovem adulto. Não comparo mais os dois ismãos, Hank é mais do mundo fantástico, mas, pra mim, soube desenvolver uma ficção bem melhor e eu não sou lá tão fã do John. Pense em um livro viciante este! Imagina se existe outra civilização?

"A fama não é assim.
A fama está na cabeça de todo mundo, menos da pessoa que é famosa. Você pode estar fazendo check-in no aeroporto enquanto novecentas e noventa e nove pessoas te veriam como só mais um rosto na multidão. Só que uma talvez ache que você é mais importante que Jesus."

18 comentários

  1. Olá,
    Quem bom que você gostou da história. Eu não sei se conseguiria ler esse livro, mas adicionei na minha longa lista, porque ultimamente eu estou saindo da minha zona de conforto. Quando a protagonista é chata ninguém merece, né? Mas que bom que as coisas mudaram ao longo da leitura.

    Obrigada pela visitar o meu blog!
    Beijos!

    www.depoisdaleitura.com.br



    YouTube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é ótimo pra sair da zona de conforto! Dá pra aproveitar bem esse estilo diferentão dele hahah

      Excluir
  2. Tinha visto a capa desse livro por ai, mas nunca parei pra ler a sinopse e vou te dizer que você vendeu o livro pra mim viu, gostei muito da sua resenha e com certeza vou ler esse. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste tanto quanto eu gostei porque é ótimo real!!! <3

      Excluir
  3. Oiii Clarissa

    Esse livro pelo visto é totalmente diferente do que eu imaginava, mais maduro e com muito mais conteúdo do que pensei. Sempre fico com o pézinho atrás porque o John Green não me agradou em cheio em nenhum livro dele que li, mas vamos ver se com o irmão a experiência será positiva.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simm!! Mas a gente tem que esquecer o John um pouquinho e focar que o Hank é só o irmão dele e super me surpreendeu hahaha

      Excluir
  4. Nunca tinha lido nada do Hank Green e provavelmente não levaria esse livro caso esbarrasse nele em alguma biblioteca ou livraria, mas a verdade é que você usou um golpe baixo. Muito baixo. Eu li Jogador n°1 esse ano e é um livro que eu adoro MUITO. Vou até levar esse mais a sério a partir de hoje. ♡

    Sabrina Santiago | www.mocadecasa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHHA Jogador N 1 é mesmo surpreendente, sou apaixonadíssima. E real, esse livro tem uma pegada SUPER Jogador, então acredito que você também vá gostar hahah

      Excluir
  5. Oi Clarissa, tudo bem?

    Eu amei esse livro, achei a protagonista tão real, quando percebi já estava completamente viciada na leitura! Assim como vc tb não sou fã do John, mas fui positivamente surpreendida por esse livro!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha aí! É incrível quando o livro supera nossas expectativas né? Você acaba o livro e fica UAU hahahha

      Excluir
  6. Me identifiquei com algumas coisas que vc comentou nessa resenha. Primeiramente, eu também não gosto do John Green, e segundo, também sou fissurada nessas histórias, teorias e conspirações alienígenas e tecnologicas. Sério! Assisto vários documentários sobre o assunto, haha. Sem dúvida esse é um livro que eu quero ler!
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois por causa desses dois pontos é que você PRECISA ler esse livro hahahha não vai se arrepender não!

      Excluir
  7. Olá, Clarissa.
    Eu estou no bolo que está comparando os dois e por isso não tenho interesse em ler o livro hehe. Mas que legal que conseguiu gostar tanto do livro. Quem sabe eu dê uma chance futuramente por conta dessa comparação a Jogador Numero 1.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vale muito dar uma chance, Sil. Me arrependi de ter comparado os dois haha

      Excluir
  8. Não conhecia esse livro e confesso que ele foge muito do que costumo ler, mas gostei tanto da sua resenha que já anotei a dica para poder explorar ele!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  9. Eu AMO histórias assim que envolvem alienígenas, super acredito em vida inteligente fora da Terra também e adoro ler coisas sobre o assunto, provavelmente esse seria um livro que eu curtiria muito!

    www.estante450.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Carambaa, fiquei mega curiosa :D

    www.submersaempalavras.com

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações