De Portugal para o Brasil, em 1930 (Das vindimas no Douro ao Rio de Janeiro, Ana Mariano de Carvalho)

18 outubro 2018
   Eu como sou bem apaixonada por romances e livros de época, fiquei animada com a possibilidade de poder conhecer não só o Brasil daquela época, mas de quebra Portugal. Os livros históricos que leio geralmente se passam em Londres e Europa em geral e vale descobrir como funcionava a vida de pessoas de famílias ricas e pobres por lá. Mas depois de ter conhecido o Brasil de 1930 não sei se trocaria por Londres não viu...


Das vindimas no Douro ao Rio de Janeiro
Ana Mariano de Carvalho
Editora: Hyria
Ano: 2016
Páginas: 224
Sinopse: Bento é um rapaz sonhador de 21 anos e que mora em uma cidade pobre do interior de Portugal, a Galafura de 1930. O jovem trabalhador que sempre ajudou o pai na fazenda foi trabalhar no inverno em uma vindima em outra cidade para ajudar na renda. Lá conheceu o amigo Maurício, com quem dividiu sonhos e suor. Por lá, também conheceu Amélia, uma moça de mesma idade, loira e com um vestido branco que o encantou. Apaixonou-se no mesmo momento que viu seus olhos cor de amêndoa, porém, foram apenas cinco minutos perto um do outro. Convencido pelo amigo, os dois decidiram partir para o Brasil, terra de oportunidades, para enriquecerem e darem boa vida as famílias. O caminho foi longo e cheio de aventuras, os dois amigos chegaram à terra nova com ambição e determinação e enfrentaram grandes desafios. Contudo, a jovem Amélia, da Vindima Nossa Senhora do Rosário, reapareceu para agitar a vida de Bento e colocar a amizade com Maurício à prova.​ “Ou amor é um sentir que nunca passa algo que entrou e só sairá com muita desilusão, [...] é um sentimento que nasce com o individuo e só será completo com outro igual.”
*Exemplar cedido em parceria com a editora 
 

   Nesse livro conhecemos Bento, um morador do interior de Portugal que trabalhou em uma vindima, onde conheceu seu grande amigo Maurício que o fez acreditar que eles mudariam de vida se fossem fazer riqueza no Brasil, assim conseguiriam mandar dinheiro para a família e ter sucesso na vida em terras brasileiras. Com muita coragem os dois amigos embarcam para o Rio de Janeiro, onde Maurício tem um tio rico que os ajudaria a fazer riqueza, como pretendia. A viagem até o Rio rendeu amizades, reflexão e desejos de melhora de vida e, quando chegaram, mais uma surpresa aguardava Bento. Amélia, a mulher por quem se apaixonou à primeira vista enquanto trabalhava na vindima, estava também no Rio de Janeiro. 

"O Brasil é um  país muito  bom, depressa vão fazer amigos e vão se sentir em casa... Depois é como eu: fica-se dividido em dois. Custa deixar um país, não se consegue decidir em qual dos dois ficar... É assim, o coração fica rachado ao meio. Gosta-se dos dois, sente-se saudade daquele onde não se está..."

   Eu não achava que o livro tomaria o rumo que tomou quando comecei, sério. Mas gosto muito de livros assim que não coloco expectativas e acabam me impressionando ainda mais por isso. A jornada dos dois amigos para buscar uma melhora de vida no Brasil, mesmo que seja ficção, é claramente algo que costumava acontecer naquela época, com imigrantes vindo de Portugal para formarem suas vidas e famílias por aqui. 

   Bento é um personagem que me impressionou bastante. Comecei achando ele meio sem sal, mas foi só ele chegar no Brasil que vi que ele seria meu xodó no livro por sempre sempre querer o bem das pessoas, ajudá-las e não se recusava de jeito nenhum a trabalhar pouco. Queria merecer o sucesso que sonhava e teve ideias empreendedoras para a época. Creio que boa parte do livro mostra as dificuldades e o cotidiano dos portugueses por aqui, mas também cheio de referências de inovações tecnológicas de épocas e de pontos turísticos do Rio de Janeiro.


"Nós também temos sonhos, minhas meninas, mas, para sobreviver, temos de desistir deles e pensar na riqueza, em um futuro longe da miséria."

   Quanto ao romance tão esperado por mim, acho que ele me fez lembrar alguns romances adultos que já li. Adultos não quero dizer erótico, mas reais. Sem clichê, sem fantasiar e sem fru frus. O puro amor romântico e suas dificuldades. Confesso que não gostei do rumo que a autora estava dando ao romance e a um suposto triângulo amoroso, mas com um tempo a gente percebe que tudo em Das vindimas no Douro ao Rio de Janeiro foi escrito de forma extremamente real. Pra mim, parece que li uma história real de imigrantes em solo brasileiro. Conheço amigas que avôs e bisavôs são portugueses e vieram ao Brasil justamente como Bento e Maurício. Me pego sonhando acordada com o passado da minha própria família imigrante de Portugal e Itália mais de 90 anos atrás até chegar na minha geração brasileira. 


   Esse livro me fez ter mais apreço pelo passado e eu gosto muito dessa sensação que me dá quando termino alguns livros históricos, que creio que são os que eu mais consigo emergir na leitura, me imaginando no cenário, sabe? Também gosto de ver que o caráter empreendedor e feminista desse livro trouxe um Brasil começando a ficar menos machista e aceitando mulheres dirigindo, sendo empresárias e tudo mais. Também achei bem emocionante o final, confesso. Foi o final mais perfeito que achei que poderia ter sido escrito, mesmo achando meio triste. Fiquei com vontade extrema de perguntar a vovó sobre como era a vida na década de 30 e confirmar o que li na vida de Bento, Maurício, Amélia e sua trupe.

6 comentários

  1. Amei a premissa do livro. Me parece ser aquele romance de ficção com base em histórias reais, e eu amo história, então, pra mim seria um deleite ler esse livro.
    Amei a resenha!
    Beijo,Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  2. Oi, Clarissa
    Só vendo sua resenha pra me interessar pelo livro porque sendo bem sincera, a capa não me agradou em nada. Eu nunca li um romance histórico de Portugal/Brasil, deve ser bem interessante e diferente, afinal, faz parte da nossa história. Adicionei a lista.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vale super a pena, é tudo muito lindo e se passa por aqui em um tempo que a gente não faz ideia de como funcionavam as coisas!

      Excluir
  3. Adorei a resenha, acho que vale a pena a leitura
    Beijos
    www.opsquerida.com.br/
    www.instagram.com/siteopsquerida/

    ResponderExcluir
  4. Ah Clarissa que legal, ainda não conhecia e já estou louca pra ler. Os livros de épocas que leio também se passam em Londres, um do Brasil seria sensa, já quero :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações