Algumas mudanças... e um desabafo real

19 julho 2018


   Acho que faz bastante tempo que eu não venho aqui conversar com vocês e o que eu venho contar é algo que eu venho pensando há muito tempo. Tenho o Próxima Primavera desde 2016 e ele é o meu lugar favorito dessa internet. Amo saber que escrevo o que amo e faço tudo isso porque amo o mundo da leitura. Passei por tanta coisa nesses 2 anos e eu não podia estar mais orgulhosa do que conquistei, mesmo sem nenhum centavo no bolso vindo daqui. Como a Rafaela do Leitura Terapia falou no Instagram dia desses, a gente faz isso porque ama e não por retorno financeiro ou seguidores, mesmo sabendo que isso significa mais reconhecimento, que nós, obviamente, queremos sim. 

   Mas não é o tipo de reconhecimento "sou famosa" e sim aquele que alguém olha para o que você faz e se sente inspirado, sente vontade de acompanhar e no nosso caso sente vontade de ler. Vocês não imaginam a emoção que é uma mensagem de alguém que você sabe que não tem o costume de ler, falando que amou uma indicação nossa. Acho que nem precisa ser digital influencer de livros pra saber essa sensação. É aquela que você sabe que alguém também sentiu o que você sentiu enquanto lia ou assistia alguma coisa. Esse sempre foi o meu propósito por aqui. Foi por isso que criei o blog, por isso que foquei a maioria dos posts em conteúdos literários. Mas sempre tem um "mas". 

   Com um tempo, aproximadamente 2 anos, eu cansei. Soube disso quando admiti à minha psicóloga que me sinto na obrigação de inspirar e indicar, escrevendo sobre os livros que eu leio de um jeito mecânico. Isso não é um problema, mesmo que pareça. Sabe o que é? A parte de eu ter cansado. Do que eu cansei exatamente? De escrever resenhas opinativas puxadas pro resumo que parecem todas iguais. Leio muitos blogs literários (amo todos, claramente) e em todos vejo resenhas lindas e incríveis sobre obras e todas elas contém opinião + resumo dos livros e isso é uma resenha literária. Mas, para mim, não funciona mais na parte de escrever.

   As minhas resenhas favoritas aqui no blog são algumas que eu escrevi com o coração e eu nem mesmo considero resenhas no fundo do fundo. Não são resenhas. Eu simplesmente escrevi o que senti quando li aquele livro, o que aquele livro trouxe pra minha vida, se me inspirou, se me fez pensar no assunto, se me fez chorar e se aquele assunto daquele livro precisa ou não ser falado. Fiz isso com Sorrisos Quebrados, da Sofia Silva e essa é talvez minha resenha favorita de 2018 até agora. E lendo os livros, eu não penso no que eu poderia dizer para vocês sobre a obra em si que os fariam dar uma chance à leitura, sabe? Não penso na diagramação, nem na capa, nem nos personagens em especial de primeira. Eu penso na história. No que tem na história que precisa ser lido. E eu penso e penso e quando abro o post para escrever, não sai. Eu tenho medo de escrever por não ser uma resenha e sim talvez uma matéria do tipo coluna de jornal/revista. 


   Então, decidi que iria tentar. Eu leio porque amo ler. E mais ainda, amo ler porque amo ser transportada para outra vida, com outras experiências que já vivi ou nunca vivi e é incrível parecer estar na pele de outra pessoa. Hoje eu posso ser uma princesa, ou uma heroína, ou uma lady, ou uma adolescente, ou uma mulher divorciada, uma criança, um duende. Eu posso ser qualquer coisa, em qualquer lugar. E, a partir de agora, é isso que eu quero trazer aqui. Se são resenhas? Bom, isso aí você decide. Mas, claramente, serão postagens sobre um livro de cada vez, falando sobre o motivo pelo qual amei tanto a leitura (ou não amei - lembremos do lado negativo) e o porquê de você poder também dar uma chance à ela. É assim que eu me sinto apaixonada pela escrita ao mesmo tempo que dos livros e eu quero que vocês sintam isso daí e queiram também sentir o que eu senti.

4 comentários

  1. "Eu penso na história. No que tem na história que precisa ser lido. E eu penso e penso e quando abro o post para escrever, não sai."

    Olha, me vi muito neste trecho... Não sei explicar, também acho muitas resenhas robóticas e gostaria de melhorar, opinar mais, mostrar a minha visão de tudo, etc, da mesma forma que faço ao conversar com alguma pessoa sobre determinado livro, mas quando entro no blog para escrever, simplesmente não consigo...
    Bom, boa sorte para você e para mim nesta tentativa de mudar =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Dora. Espero que a gente consiga escrever o que realmente quer e sem medo!

      Excluir
  2. Clarissa minha querida, quero dizer que amo seu blog e sinto um carinho imenso por você, sabe por que? Porque aqui eu sinto amor vindo das suas palavras, a forma que você escreve me encanta e tenho certeza que encantam todos que por aqui passam. Entendi perfeitamente o que quis dizer e essa sua sinceridade me fez amar ainda mais o seu espaço, siga em frente com sua ideia e coloque aqui tudo que tiver dentro do seu coração, não apenas pra agradar ou pra ficar mecânico como se tivesse um padrão pra ser feito, mas faça aquilo de acordo com o que sentiu e com o que quer passar pra nós. Enfim, eu sei que vai continuar encantando. E só pra constar, minha lista já está enorme só com suas indicações rsrs em breve lerei todos :D
    Beijos!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro ler resenhas em que a pessoa conta como se sentiu lendo o livro, e não apenas comentando de forma crítica a história. Me sinto com mais vontade de ler! E também leio pra ser transportada pra outra realidade, bem diferente da minha ou até mesmo parecida. Vou adorar acompanhar as resenhas, do jeito que forem <3

    Bom fim de semana!
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações