Clarissa Assis

20 primaveras, leonina e persistente. Estuda Comunicação Social, é apaixonada por livros, música, séries e culturas. Não gostava de chá, mas agora seu passatempo favorito é ler um bom livro tomando uma xícara de chá fumegante e meias fofinhas nos pés.

@proximaprimavera

RESENHA: Outros jeitos de usar a boca - Rupi Kaur

Outros jeitos de usar a boca Rupi Kaur Editora: Planeta Ano: 2017 Páginas: 208 Classificação etária*: + 18 anos Adicione no Skoob - Compre aqui: SaraivaAmazonKindle Sinopse: Outros jeitos de usar a boca é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a…

4 filmes que são adaptações de livros mas não aparentam ser

Sei que você já parou pra pensar no tanto de adaptação de livros pra cinema estão surgindo por aí, né? A maioria dos filmes que são lançados vêm de um livro e eu não vou mentir que adoro isso, mas eu já sabia que bem antes desse boom das adaptações elas já existiam, só não eram famosas por sere…

RESENHA: A Irmã de Becky Bloom - Sophie Kinsella

A Irmã de Becky Bloom Sophie Kinsella Editora: Record Ano: 2006 Páginas: 480 Classificação etária*: Livre Adicione no Skoob - Compre aqui: SaraivaAmazonKindleEstante Virtual Sinopse: Becky Bloom achou que casar com Luke Brandon seria uma caixinha da Tiffany cheia de felicidade. Mas, honestamente, a…

RESENHA: Os 12 Signos de Valentina - Ray Tavares

Os 12 Signos de Valentina Ray Tavares Editora: Galera Record Ano: 2017 Páginas: 392 Classificação etária*: +16 anos Adicione no Skoob - Compre aqui: SaraivaAmazonKindle Sinopse: Isadora é ariana e seu ex namorado pisciano... Inferno astral! Em busca da combinação astrológica perfeita, ela cria um b…

Safe de Harlan Coben no Netflix

Muita gente já está falando desse hino de série e eu não posso ser a única que não vai falar. Tirei meus dias de recesso por motivos médicos pra dar uma conferida em Safe, nova série do Netflix dirigida pelo ilustre Harlan Coben. Se você nunca ouviu falar neste homem, saiba que ele é maravilhos…

RESENHA: História da Vida - Edmac Trigueiro

História da Vida
Edmac Trigueiro
Editora: Novo Século
Ano: 2015
Páginas: 112
Classificação etária*: Livre
Adicione no Skoob - Compre aqui: TravessaAmazonKindle
Sinopse: Em História do Universo, a interface predominante foi com a Física e a Cosmologia. Neste segundo livro, o diálogo constante será c…

RESENHA: Fala sério, mãe! - Thalita Rebouças

Fala Sério, Mãe
Thalita Rebouças
Editora: Rocco
Ano: 2004
Páginas: 172
Classificação etária: Livre
Adicione no Skoob - Compre aqui: Saraiva  Amazon  Kindle  Estante Virtual
Sinopse: Mãe e filha. Que relação complicada essa! Amor, carinho, compreensão e, claro, muitas, muitas brigas. Brigas importa…

5 autoras que quero ler

    Aposto que vocês tem alguns autores que sempre leem sobre ou escutam elogios e a cada vez que falam mais você sente necessidade de ler. Bem, tenho vários casos desse tipo e nesse post reuni cinco autoras que mais quero ler e os livros que pretendo começar de cada uma.

1) Nora Roberts


Já vi inúmeros blogs falarem da Nora Roberts e sempre acho uns livros mais antigos dela bem baratos, mas quero começar com esse livro por tanto ler resenhas, sou bem influenciável quando o livro é legal e a resenha é boa.

Quando crianças, as amigas Parker, Emma, Laurel e Mac adoravam fazer casamentos de mentirinha no jardim. E elas pensavam em todos os detalhes. Depois de anos dessa brincadeira, não é de surpreender que tenham fundado a Votos, uma empresa de organização de casamentos bem-sucedida. Mas, apesar de planejar e tornar real o dia perfeito para tantos casais, nenhuma delas teve no amor a mesma sorte que tem nos negócios. Até agora. Com várias capas de revistas de noivas no currículo, a fotógrafa Mac é especialista em captar os momentos de pura felicidade, mesmo que nunca os tenha experimentado em sua vida. Por causa da separação dos pais e de seu difícil relacionamento com eles, Mac não leva muita fé no amor. Por isso não entende o frio na barriga que sente ao reencontrar Carter Maguire, um colega de escola com o qual nunca falara direito. Carter definitivamente não é o seu tipo. Professor de inglês apaixonado pelo que faz, ele cita Shakespeare e usa paletó de tweed. Por causa de uma antiga quedinha por Mac, fica atrapalhado na frente dela, sem saber bem como agir e o que falar. E mesmo assim ela não consegue resistir ao seu charme. Agora Carter está disposto a ganhar o coração de Mac e convencê-la de que ela é capaz de criar suas próprias lembranças felizes.

2) Agatha Christie



Eu mesma a louca por thrillers, suspenses e romances policiais nunca li Agatha Christie. Como pode? Sei que quero ler primeiro Assassinato no Expresso Oriente e nem sei se é uma boa escolha para um começo com a autora, mas quero. 

Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano. O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos.

3) Lisa Kleypas


Lisa é minha meta para depois de terminar de ler Os Bridgertons, da Julia Quinn. Acho o estilo bem parecido, por mais que realmente se pareçam um pouco por serem do mesmo gênero.

Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas. A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon. Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar. Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu? Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final.

RESENHA: A Sutil Arte de Ligar o F*da-se - Mark Manson

A Sutil Arte de Ligar o F*da-se
Mark Manson
Editora: Intrínseca
Ano: 2017
Páginas: 224
Classificação etária*: +16 anos
Adicione no Skoob - Compre aqui: Saraiva  Amazon  Kindle
Sinopse: Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço. Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva - sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. É um pecado social se deixar abater quando as coisas não vão bem. Ninguém pode fracassar simplesmente, sem aprender nada com isso. Não dá mais. É insuportável. E é aí que entra a revolucionária e sutil arte de ligar o foda-se.
 

   Quando vi o lançamento desse livro, já fiquei animada porque olha que título e capa mais chamativos! Gosto bastante de livros assim, que não sejam auto-ajuda, mas também que sejam daqueles que mostram que a gente deve sim levantar a bunda da cadeira e fazer as coisas se quer chegar em algum lugar. Se você, como eu, também achou que esse livro é assim... Errou!

   Este livro não vai ensiná-lo a subir na vida ou alcançar seus objetivos, e sim a errar e perder sem se destruir por isso. Vai ensiná-lo a fazer um inventário de sua vida, identificar os itens mais importantes e então eliminar todo o resto. Vai ensiná-lo a fechar os olhos e confiar que é possível escorregar e não sofrer nada grave. Vai ensiná-lo a direcionar sua atenção para evitar desperdiçá-la. Vai ensiná-lo a nem tentar.
   Como disse, esse livro foi diferente do que pensava e me fez pensar bastante no que dar importância ou simplesmente ligar o foda-se, já que nos preocupamos com coisas demais que, às vezes, não acrescentam em nada na nossa vida além de nos trazer preocupação, ansiedade, transtornos e até depressão. Como não posso falar muito do livro, deixo alguns (vários) quotes que achei interessantes. 

Sutileza no1: Ligar o foda-se não significa ser invulnerável, mas se sentir confortável com a vulnerabilidade.

A ideia de ligar o foda-se é um jeito simples de reorientar nossas expectativas e descobrir o que é ou não importante na vida.