RESENHA: Londres é nossa - Sarra Manning

07 abril 2018
Londres é nossa
Sarra Manning
Editora: Galera Record
Ano: 2017
Páginas: 266
Classificação etária*: +14 anos
Adicione no Skoob - Compre aqui (Físico | E-book)
Sinopse: Uma divertida e acelerada carta de amor a Londres, a garotos e a alucinantes noites em claro Sunny sempre foi um pouco ingênua, até meio molenga. Mas quando recebe a foto de seu namorado beijando outra garota em seu celular, ela sabe exatamente o que fazer: encontrá-lo e terminar tudo. Só que... será que Mark não tem uma explicação para isso tudo? Eles estavam indo tão bem... Agora, Sunny precisa achar o rapaz em pleno sábado à noite em uma das cidades mais movimentadas do mundo. O que antes parecia uma tarefa simples virou uma verdadeira corrida maluca por Londres. No caminho, Sunny conhece um condutor de riquixá, grupo de dragqueens, sua banda girl power favorita e, principalmente, os Goddard – os gêmeos (primos) franceses mais misteriosos e descolados de Londres.

    Comprei esse livro bem baratinho na Bienal de Pernambuco, ano passado e nem foi apenas pela capa ser maravilhosa, mas pela sinopse ter chamado minha atenção. Me pareceu um young adult bem divertido, mas preciso confessar que li 50% do livro com raiva das atitudes da protagonista e me até o negócio de tudo acontecer em uma noite me estressou. Deixa eu contar pra vocês direitinho!

"Nada de festas. Pode reunir alguns amigos, mas não coloque nenhum convite no Facebook. Não quero chegar em casa e descobrir que quinhentos adolescentes drogados destruíram completamente a casa. Tenho certeza de que o seguro não cobre algo do tipo."

    Sunny é uma garota normal que achava que o centro de sua vida era seu relacionamento com Mark, um playboyzinho famoso de Londres. É no dia da narrativa inteira do livro que a vida de Sunny muda em 24 horas. Literalmente. Ela recebe uma mensagem com uma foto de Mark beijando outra menina e se põe nos ônibus de Londres à procura do namorado traidor. No caminho ela acaba encontrando dois primos franceses que a acompanham nessa jornada e nesse pra lá e pra cá até encontrar Mark.

Foto: Próxima Primavera

   Se a própria sinopse fala que Sunny é ingênua, acho que posso dizer aqui que ela é sim mil vezes ingênua, que chega a ser irritante. Será que tem adolescente que realmente age assim? O livro começa quando os pais de Sunny viajam e deixam a casa só pra ela, e claro, ela faz uma festa enorme e deixa a casa uma bagunça enorme com paredes sujas e móveis quebrados. Ela deixa a casa para sair com os amigos na manhã seguinte e aí descobre que o namorado estava beijando outra. A explicação do namorado? Ela me beijou, eu não a beijei mesmo estando com as mãos enterradas na bunda dela. Sunny o perdoou, pois ela sabia que ele não o trairia na noite em que perderia sua virgindade com ele. Ai, meu Deus. Tenho que continuar?

"Tenho medo de tantas coisas. Às vezes, à noite, não consigo dormir porque fico listando todas as coisas que me dão medo, e já tenho até uma nova sublista de medos dedicada ao que eu vou fazer com Mark daqui a algumas horas."

   É aí que Sunny e o namorado traidor entram em um jogo de esconde-esconde. Ele pede que ela vá o encontrar em tal lugar e ela atravessa a cidade atrás dele e ele, no fim, acabou indo para outro lugar. Sunny e seu dois novos amigos, os franceses, passam a madrugada inteira (até 5 da manhã) nessa busca pelo namorado de Sunny. Mas é nessa noite que Sunny conhece pessoas incríveis, aprende altas lições e dá de cara até com a garota que estava beijando seu namorado na foto. É aí que ela precisa decidir o que fazer com seu relacionamento e com a própria vida.

Foto: Próxima Primavera

   Do meio pro fim, o livro ficou até legal. As ações idiotas de Sunny foram se explicando (só lendo pra saber mesmo) e no final eu vejo que foi ótimo eu não ter abandonado a leitura. Tudo que eu achei ridículo na primeira parte faz total sentido dado a idade, a pouca maturidade e ao fato de primeiros amores serem, na maioria das vezes, assim mesmo. Além disso, a autora tem uma escrita bem fluída, cada começo de capítulo fala um pouco de Londres, o que me deixou muito apaixonada pela cidade e o livro em si é uma quebra de padrões com seus personagens (que eu gostei bastante, poderiam ter sido mais aprofundados 😞). A protagonista é negra e tem uma melhor amiga lésbica, vários pontos do livro tratam bem dessa quebra de padrão de narrativas young adult. Gostei muito disso, mesmo tendo minhas dúvidas sobre certas abordagens no livro, sendo a autora branca. Mas, no fim, Londres é nossa fala de amores impossíveis, amizades e aventuras em uma noitada de Londres. 

"Será que uma noite pode mudar sua vida? Acho que pode. Ou, pelo menos, ela pode mudar a direção que sua vida estava tomando. Preciso de um tempo para entender isso. Para me acostumar a viver minha vida como se todo dia fosse uma noite de sábado"


Livros parecidos com esse:



*Classificação baseada no meu senso de obscenidades



16 comentários

  1. Olá Clarissa, tudo bem???

    Não conhecia este livro, e que pena que o inicio foi chato a ponto de pensar em desistir... eu ando na vibe de que se o livro não andar, eu desisto, porque perder tempo não é comigo. Mas se ficou melhor depois é o que importa... Xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo bem essa fase, a parte boa desse livro é que ele realmente melhora :)

      Beijoo

      Excluir
  2. Oi Clarissa,
    Eu vejo esse livro na Saraiva e nem sabia que era mais antigo, porque o preço estava de lançamento, rs. Acho que vou aguardar a bienal e pegar uma promoção como você, porque a sinopse (e capa) chamam minha atenção!
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não é antigo, é do ano passado! Acho que é fácil encontrar ele em Bienal sim!!

      Beijoss

      Excluir
  3. Oi, Clarissa
    Já sei que não devo chegar nem perto desse livro. Eu me irrito demais com personagens assim, ainda mais quando perdoam traição e se fazem de sonsa. Deus me livre! Prefiro passar a história.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHHAHA eu sou bem assim mesmo, mas gostei do final desse livro!

      Excluir
  4. Oi, Clarissa!
    Berrei com sua observação no final da resenha hahahaha
    Olha, pelo que li aqui, eu não leria esse livro porque personagens como a Sunny me irritam horrores e nada que aconteça de legal na história vai me fazer com que a leitura seja boa.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei que ninguém ia notar HAHAHHAHAHAH
      Mas até que a Sunny dá uma volta por cima, viu? Mas te entendo hahha

      Excluir
  5. Ah, no fim até que o livro é bem engraçado e leve, mas eu me irrito fácil com personagens ingênuas, acho que é porque já "passei dessa fase" hahaha Gostei da abordagem de personagens mais "diferentes" e do livro se passar em Londres, mas acho que eu ia odiar as ações dela lá no início e já largar a leitura :x Parabéns, guerreira x)

    Boa semana!
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmmm, fico assim mesmo hahhah mas o fato de se passar em Londres deixa as coisas até melhores haha

      Excluir
  6. Oi Clarissa,

    Uma pena a personagem ser assim, não me dou muito bem com esse tipo de personalidade então sei que iria passar raiva rsrs.
    A capa é muito linda.
    Bjs e um bom Domingo!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ultimamente venho passado muita raiva com protagonistas de young adult também hahaha

      Beijoss

      Excluir
  7. Oi Clarissa!

    cONFESSO QUE a capa super me chamou a atenção e a premissa mas acho que eu não to muito nessa vibe agora :/ ta dificil o ritmo de leituras mas fico feliz que tenha tirado coisas boas da leitura hehehe apesar de toda a raiva hehe
    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, pelo menos eu tirei algo da leitura! ahahaha

      Excluir
  8. Olá,
    Eu tenho um livro da autora por aqui, só esperando uma brecha haha
    Esse não sei se curti a premissa. Esse namorado dela já me irritou haha mas se passa em Londres, então, talvez leia por curiosidade.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho ranço desse namorado dela hahhaha mas é legal ler pra passar o tempo!

      Excluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações