Quando fui chuva

11 abril 2018

   Saí correndo pelas escadas, abri a porta e senti os primeiros pingos de chuva molharem minha cabeça. Corri de olhos fechados, sentindo todos os respingos da chuva. Meu coração disparado me lembrava da loucura que eu estava fazendo. Mas não era loucura pra mim. Procurei em todos os lados. Não o encontrei. Em todos os bares, todos os clubes, nas esquinas, nas avenidas mais movimentadas. Eu não te encontrei. Minha certeza absoluta em te encontrar tornou-se mais uma razão de uma provável loucura. Continuei andando. Meus sapatos encharcados, minha blusa transparente e minha respiração descompassada me lembravam a cada segundo que tudo isso era por você. Sabe quando você disse que não desistiria de nós? Eu me lembro de ter sorrido. Você provavelmente achou que eu não tinha acreditado. E não acreditei, mas no fundo eu sabia que faria o mesmo por você. E é por isso que continuo aqui quando o frio já fez meus lábios ficarem roxos e meu corpo ficar tremendo, e no fundo eu sei que você desistiu de mim

    Você me esqueceu. E a chuva continua a me lembrar que eu não te esqueci.


21 de Junho de 2015, 23:46, EU.

P.S: era pra ser uma quase crônica bem fictícia e de fato foi, mas quase três anos depois encontro esse texto no fundo das minhas notas do celular. ler isso foi tiro no meu estômago, disparado por mim mesma, a eu de três anos atrás que jamais imaginaria que se identificaria com cem por cento dessas palavras. só queria compartilhar esse fato estranho com você.
P.S: o título é uma música linda da maria gadú que vem definindo minha vida ultimamente, escutem

18 comentários

  1. Que texto lindo.
    A música é maravilhosa e caiu muito bem com o texto! Adoro quando encontramos coisas no nosso bloco de notas do celular <3
    Beijos,
    http://ofantasmaliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Dá um sentimento de nostalgia né? <3

      Beijoss

      Excluir
  2. Ahhh que texto lindo :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo!
    Já me aconteceu isso de escrever algo é ele ficar perdido no meio das minhas coisas e me surpreender com ele.
    Ainda mais quando o contexto condiz com o que passamos atualmente.Da uma vontade de chorar até

    Amei
    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  4. Oi, Clarissa!
    Amei seu texto <3
    Eu acho lindo quando as pessoas conseguem transformar pensamentos e sentimentos nesses textos tão bonitos. Eu tenho uma dificuldade imensa em fazer isso, para ser sincera. Por isso, parabéns!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Mari!!
      Eu ando tendo essa dificuldade também, mal escrevo assim mais :(

      Excluir
  5. Wowww, tu escreve muito bem :) Li meio sem fôlego aqui pra saber o final, mas fiquei mais imaginando na minha cabeça mesmo...

    Beijinhos
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! HAHAHHAHA o final foi meio sem final, eu sei, mas era a intenção hahah

      Excluir
  6. Clarissa, que texto lindo!
    Delicado e forte ao mesmo tempo. Adorei.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie,

    Que lindo texto, a gente já começa a imaginar a cena.
    Bjs!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  8. É muito incrível quando isso acontece, de encontrar um texto antigo e se identificar tanto.

    Tem sorteio novo la no blog, te convido a participar! http://www.cobaiaamiga.com/2018/03/resumo-da-semana-sorteio-makes.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem incrível mesmo! Um negócio louco hahaha

      Excluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações