5 livros sobre crimes que estão na minha wishlist

15 fevereiro 2018
         Hoje decidi trazer um post de wishlist/indicação pra vocês. Estava eu aqui vendo quando meu livro Casos de Família, da Ilana Casoy, publicado pela DarkSide, vai chegar, quando pensei que essa é uma ótima ideia pra post. Estou bem aqui pra mostrar pra vocês que sim: leio romance, fantasia e drama, mas tenho gostos peculiares também, como diria Christian Grey. Eu não devo ser a única no mundo, mas tenho uma paixão secreta por livros que trazem temáticas malucas, como assassinatos e outros absurdos do mundo do crime. Aí você me pergunta o porquê e eu realmente não sei te dizer o motivo, mas acho que é a parte psicológica que me fascina, a capacidade do ser humano de ser tão frio à ponto de fazer algo inimaginável e os detalhes me surpreendem demais. Por isso, trago aqui alguns livros "pesados", que eu quero muito ler. 


1.  Casos de Família - Ilana Casoy
Em “Arquivos Richthofen” o leitor vai acompanhar o comportamento dos três assassinos — as contradições e os erros decisivos; a distância de Suzane ao relatar os fatos, o descontrole de seu namorado Daniel na reprodução simulada do crime, os depoimentos e técnicas de investigação da polícia, dos médicos legistas, peritos e especialistas, que não deixaram outra alternativa aos culpados que confessar os assassinatos brutais. A grande novidade fica por conta da transcrição inédita do emblemático debate entre acusação e defesa, com o objetivo de oferecer os detalhes do julgamento nunca publicados. Em “Arquivos Nardoni” o mergulho é em um dos casos criminais mais polêmicos já ocorridos no Brasil, que contou com um qualificado trabalho da polícia técnico-científica — única “testemunha” do crime. Ilana reconstrói os cinco dias do julgamento de Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá, pai e madrasta de Isabella de Oliveira Nardoni, condenados pelo assassinato dela. A autora foi colaboradora do Ministério Público, que, com a ausência da confissão dos réus, trabalhou com provas periciais irrefutáveis para confrontar a versão do casal no tribunal do júri.


 2. Não Conte Para a Mamãe - Toni Maguire

A frase que dá título ao livro de Toni Maguire, Não conte para a mamãe, poderia ser uma pacto ingênuo entre dois irmãos ou uma brincadeira entre crianças. Infelizmente, não é o caso. Na verdade, é a ameaça sofrida pela autora durante os quase dez anos em que foi violentada pelo próprio pai. Quando aconteceu pela primeira vez, a pequena e inocente Antoniette tinha apenas seis anos. Apesar da tenra idade, tudo ficou gravado em sua memória, o tempo nada dissipou: os detalhes, os sentimentos, a dor. Foi a primeira de muitas, incontáveis vezes. Não conte para a mamãe, de Toni Maguire, desvela a comovente história de um infância idílica que mascarava uma terrível verdade.



3. 3096 Dias - Natalia Kampusch



Natascha Kampusch sofreu o destino mais terrível que poderia ocorrer a uma criança: em 2 de março de 1998, aos 10 anos, foi sequestrada a caminho da escola. O sequestrador - o engenheiro de telecomunicações Wolfgang Priklopil, a manteve prisioneira em um cativeiro no porão durante 3.096 dias. Nesse período, ela foi submetida a todo tipo de abuso físico e psicológico e precisou encontrar forças dentro de si para não se entregar ao desespero.






4. Precisamos Falar Sobre o Kevin - Lionel Shriver

Aos 15 anos, o personagem Kevin mata 11 pessoas, entre colegas no colégio e familiares. Enquanto ele cumpre pena, a mãe Eva amarga a monstruosidade do filho. Entre culpa e solidão, ela apenas sobrevive. A vida normal se esvai no escândalo, no pagamento dos advogados, nos olhares sociais tortos. Transposto o primeiro estágio da perplexidade, um ano e oito meses depois, ela dá início a uma correspondência com o marido, único interlocutor capaz de entender a tragédia, apesar de ausente. Cada carta é uma ode e uma desconstrução do amor. Não sobra uma só emoção inaudita no relato da mulher de ascendência armênia, até então uma bem-sucedida autora de guias de viagem. Cada interstício do histórico familiar é flagrado: o casal se apaixona; ele quer filhos, ela não. Kevin é um menino entediado e cruel empenhado em aterrorizar babás e vizinhos. Eva tenta cumprir mecanicamente os ritos maternos, até que nasce uma filha realmente querida. A essa altura, as relações familiares já estão viciadas. Contudo, é à mãe que resta a tarefa de visitar o "sociopata inatingível" que ela gerou, numa casa de correção para menores. Orgulhoso da fama de bandido notório, ele não a recebe bem de início, mas ela insiste nos encontros quinzenais. Por meio de Eva, Lionel Shriver quebra o silêncio que costuma se impor após esse tipo de drama e expõe o indizível sobre as frágeis nuances das relações entre pais e filhos num romance irretocável.

5. Zodíaco - Robert Graysmith

Aterrorizando a cidade de San Francisco desde 1968, o serial killer Zodíaco, em cartas cheias de escárnio enviadas aos jornais, escondia pistas sobre sua identidade e usava astuciosas mensagens criptografadas que desafiavam as maiores mentes decifradoras de código da CIA, do FBI e da NSA. Nessa época, o autor, Robert Graysmith, era o cartunista de política do maior jornal do norte da Califórnia, o San Francisco Chronicle, de forma que estava lá quando cada uma das cartas criptografadas, cada mensagem codificada, cada farrapo de roupa ensangüentada das vítimas chegou à redação. Esta é a história real de uma caçada que se estende por mais de duas décadas e que ainda persiste. Ao longo dos anos, apenas fragmentos das cartas do Zodíaco foram revelados pela polícia ou reproduzidos e reimpressos pelos jornais. Neste livro está cada palavra que o Zodíaco escreveu à polícia.

     Já sou louca pra ler esses livros faz tempo, mas a coragem nunca chegou. Quero muito tentar e vou começar 9na ordem do post) com Casos de Família, que já li mil e uma resenhas sobre. E vocês aí também tem vontade de ler obras assim sobre crimes?

10 comentários

  1. Eu tenho Precisamos falar sobre o Kevin e até hoje não li XD Mas esse ano vou ler, vai para a meta haha
    Também quero muito ler Zodíaco, assisti ao filme e achei muito interessante =D

    Beijão
    Toca da Lebre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que consiga ler! Parecem ser livros muito bons <33

      Beijoss

      Excluir
  2. Essa não é uma temática que me interesse muito, mas devido à adaptação, tenho muita curiosidade com o "Precisamos falar sobre o Kevin" =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro mais leve e que gera muuuita curiosidade né? Também quero muito ler haha

      Excluir
  3. Tenho esse mesmo gosto peculiar como você, meu marido diz que eu sou um tanto quanto... trevosa, haha. Mas, o fato é que eu também gosto muito dessa parte psicológica e de mistérios que crimes envolvem. Além de livros, meu canal favorito na TV é Investigação Discovery, então, percebe-se meu gosto né?! Haha, pois é, você não está sozinha no mundo.
    Eu não conhecia o livro "Casos de Família" e o único da sua lista que eu ainda não tenho coragem de ler é o "Não Conte Para a Mamãe" por que sei que não vou conseguir controlar a revolta.
    Eu já assisti os filmes 3096 dias e Zodíaco, não raro me pego lendo sobre teorias sobre o assassino Zodíaco, e ainda quero ler estes livros, inclusive o "Precisamos Falar Sobre o Kevin", este principalmente deve ter uma grande reflexão social e psicológica.
    Minha irmã comprou o livro "Social Killers", achei a edição super bem feita, mas ainda estou preparando meu psicológico para lê-lo, por que é realmente bem pesado, minha irmã parou no meio.
    Enfim, amei o post e falei demais, kkkk.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHHAHA somos trevosas então!!
      Pra você é o canal de investigação do Discovery pra mim são as matérias do Fantástico sobre crimes hahhaha
      Não sei se vou conseguir ler o Não Conte Para Mamãe, mas sou muito curiosa em relação a ele e espero muito ter coragem pra ler um dia!
      To nem conseguindo ler Casos de Família direito, imagina Serial Killers hahaha

      Beijos

      Excluir
  4. Oi! Eu não tenho esse gosto peculiar rsrsrs fujo de livros com essa temática. Mas, as obras escolhidas já li resenhas e todos elogiam. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo hahhaha nem todo mundo tem estômago e eu to sofrendo bastante pra ler hahah

      Beijos

      Excluir
  5. Oii Clarissa, tudo bem? Gosto muito de livros assim, não sei se é porque faço direito, mas são temas que me chamam a atenção. Desses que você citou tenho vontade de ler não conte para mamãe.
    -Beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu nunca cheguei a realmente ler um livro sobre crimes, mas também acho a temática muito interessante, inclusive assisto a vários seriados sobre, como Law & Order: SVU e Criminal Minds. Eu já assisti o filme baseado em 3096 dias, mas não sabia que tinha livro. Foi um dos filmes mais perturbadores a que já assisti.

    Beijos, Aninha
    https://thatisrealme.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações