25 fevereiro 2018
Os 10 capas mais bonitas da minha estante

Os 10 capas mais bonitas da minha estante

     
    Acho que nunca esperei tanto por um post nessa vida. Gente, um dos meus maiores sonhos era começar uma grande estante no meu quarto, mas na casa dos meus pais ele é bem pequeno, fiquei adiando esse sonho até o momento em que eu tivesse minha própria casa com meu próprio quarto. Achei que demoraria mais para acontecer, mas aos 17 anos saí da casa dos meus pais e vim morar com uma amiga na famosa capital do Agreste pernambucano. Depois de um ano, finalmente consegui comprar uma estante (a primeira, claro) e meu maior orgulho é dizer que ela foi fruto do meu esforço aqui no blog e a primeira coisa que comprei de verdade com o que recebi. Toda essa introdução foi pra falar o quanto quero mostrar pelo menos um pedacinho da minha estante em construção (não pude trazer todos os meus livros por causa da quantidade) e também pra falar que esse post faz parte do projeto Próximo Capítulo, juntamente com outros blogs! E vamos lá ver minha seleção de capas mais bonitas da estante!



1. Caraval - Stephanie Garber

Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta. Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele. Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-los está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donattela, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donattela desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível. O Caraval é um jogo elaborado, que precisa de toda a astúcia dos participantes. Será que Scarlett saberá jogar? Ela tem apenas cinco dias para encontrar sua irmã e vencer esta jornada.

Minhas impressões: Acho que essa capa chama muita atenção por ser bem PAM e eu comprei o livro mais pela beleza da capa do que pelo que li na sinopse hahah.

2. O Apanhador no Campo de Centeio (versão americana) - J. D Salinger

À espera no centeio (O Apanhador no Campo de Centeio na edição brasileira) narra um fim-de-semana na vida de Holden Caulfield, jovem de 16 anos vindo de uma família abastada de Nova York. Holden, estudante de um reputado internato para rapazes, volta para casa mais cedo no inverno depois de ter recebido más notas em quase todas as matérias e ter sido expulso. No regresso a casa, decide fazer um périplo adiando assim o confronto com a família. Holden vai refletindo sobre a sua curta vida, repassa sua peculiar visão de mundo e tenta definir alguma diretriz para seu futuro. Antes de enfrentar os pais, procura algumas pessoas importantes para si (um professor, uma antiga namorada, a sua irmãzinha) e tenta explicar-lhes a confusão que passa pela sua cabeça. Foi este livro que criou a cultura-jovem, pois na época em que foi escrito, a adolescência era apenas considerada uma passagem entre a juventudade e a fase adulta, que não tinha importância. Mas esse livro mostrou o valor da adolescência, mostrando como os adolescentes pensam.

Minhas impressões: Tenho esse livro em e-book, e foi assim que me apaixonei por ele. Tem até uma resenha linda aqui no blog sobre ele e todo esse amor pelo Salinger me fez comprar essa versão em inglês que eu sou apaixonada pela capa. 



3. O Jardim Secreto - Frances Hodgson Burnett

Um livro delicado, meigo e muito mágico. Conta a história da jovem Mary,uma menina mal-humorada e infeliz que acaba indo morar na casa de um tio seu, após o falecimento de seus pais.A casa é uma mansão nas charnecas,um lugar que ela escolhe odiar. Porém, vendo que não há outra forma e que ela terá que ficar lá, a menina decide explorar o local. Acha um velho jardim trancafiado em uma de suas explorações e decide cuidar dele com a ajuda de dois amigos. Mostra do começo ao fim o crescimento de Mary e de seus amigos.

Minhas impressões: Mais uma capa de versão americana. Essa é deluxe da Barnes & Noble e eu sou completamente louca por ela. A capa é a mais linda de toda a minha estante com toda a certeza, e nem digo isso porque esse tom de azul é o meu favorito!


4. Orgulho e Preconceito/ Persuasão/ Razão e Sensibilidade - Jane Austen

Esta edição especial reúne 'Razão e Sensibilidade', 'Orgulho e Preconceito' e 'Persuasão' - três dos mais lidos romances desta que é uma das mais lidas e amadas autoras inglesas em todo o mundo.

Minhas impressões: Todo fã de romance que é fã já deu de cara com a Jane Austen nessa vida, mesmo que não tenha lido nada ainda da autora. Eu quis começar com essa linda edição da Martin Claret e é maravilhosa demais, né?



5. Tudo e Todas as Coisas - Nicola Yoon

"Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."

Minhas impressões: Amo demais esse livro, pois ele fez meu 2017 e foi provavelmente o melhor livro que li ano passado porque eu me identifiquei quase que totalmente com o que a protagonista vivia e ele me marcou demais. Mas olha essa capa linda com essas ilustrações?

21 fevereiro 2018
RESENHA: Para Sir. Phillip, Com Amor (Bridgertons #5) - Julia Quinn

RESENHA: Para Sir. Phillip, Com Amor (Bridgertons #5) - Julia Quinn

Para Sir. Phillip, Com Amor
Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 276
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.
 
   
   Muita gente me falou que esse quinto livro da série dos Bridgertons é um dos mais incríveis, eu acreditei e arrisquei comprá-lo físico na Livraria Cultura, mesmo custando mais de R$ 35. O negócio é que eu agradeço por ter comprado essa coisa linda, que se tornou o meu livro favorito dos Bridgertons. 

"Ele era seu segredo. Seu. E, como nunca o havia conhecido pessoalmente, pudera criá-lo em sua cabeça, usando as correspondências como base e depois montando o resto de acordo com o que achava interessante. Se existia mesmo um homem perfeito, com certeza era o Sir. Phillip Crane da sua imaginação."

   Nesse quinto volume, conhecemos mais profundamente a vida de Eloise Bridgerton, que foi muito bem falada no quarto livro, Os Segredos de Colin Bridgerton, por ser melhor amiga da protagonista Penelope. Eloise anda se correspondendo há um ano com um recente viúvo de sua prima falecida, o Sir. Phillip, um botânico amargurado. Depois do falecimento de sua esposa, ele precisava urgentemente de uma esposa para colocar seus dois filhos gêmeos nos eixos e propôs a Eloise uma oferta de se conhecerem melhor para possivelmente se casarem, já que ela estava solteirona com seus 28 anos. 
17 fevereiro 2018
RESENHA: A Garota do Calendário (Agosto) - Audrey Carlan

RESENHA: A Garota do Calendário (Agosto) - Audrey Carlan

A Garota do Calendário (Agosto)
Audrey Carlan
Editora: Verus
Ano: 2016
Páginas: 160
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Agosto virá com uma tarefa diferente para Mia: ir a Dallas fingir ser irmã do jovem magnata e caubói Max. Mia sabe que sua contratação tem a ver com os negócios de Max, mas nunca poderia imaginar o que está prestes a acontecer.
 

      Mais uma resenha da série A Garota do Calendário, da Audrey Carlan. Tenho que falar pra vocês que esse é o primeiro da série que eu realmente termino com aquele sentimento de dever cumprido que a gente fica quando termina um bom livro. 

"Eu precisava saber que, de uma vez por todas, eu era dona do meu destino. Que cada decisão que eu tomasse de agora em diante seria por minha conta. Só minha. Era a minha jornada."


ESSE LIVRO NÃO CONTÉM SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES
15 fevereiro 2018
5 livros sobre crimes que estão na minha wishlist

5 livros sobre crimes que estão na minha wishlist

         Hoje decidi trazer um post de wishlist/indicação pra vocês. Estava eu aqui vendo quando meu livro Casos de Família, da Ilana Casoy, publicado pela DarkSide, vai chegar, quando pensei que essa é uma ótima ideia pra post. Estou bem aqui pra mostrar pra vocês que sim: leio romance, fantasia e drama, mas tenho gostos peculiares também, como diria Christian Grey. Eu não devo ser a única no mundo, mas tenho uma paixão secreta por livros que trazem temáticas malucas, como assassinatos e outros absurdos do mundo do crime. Aí você me pergunta o porquê e eu realmente não sei te dizer o motivo, mas acho que é a parte psicológica que me fascina, a capacidade do ser humano de ser tão frio à ponto de fazer algo inimaginável e os detalhes me surpreendem demais. Por isso, trago aqui alguns livros "pesados", que eu quero muito ler. 


1.  Casos de Família - Ilana Casoy
Em “Arquivos Richthofen” o leitor vai acompanhar o comportamento dos três assassinos — as contradições e os erros decisivos; a distância de Suzane ao relatar os fatos, o descontrole de seu namorado Daniel na reprodução simulada do crime, os depoimentos e técnicas de investigação da polícia, dos médicos legistas, peritos e especialistas, que não deixaram outra alternativa aos culpados que confessar os assassinatos brutais. A grande novidade fica por conta da transcrição inédita do emblemático debate entre acusação e defesa, com o objetivo de oferecer os detalhes do julgamento nunca publicados. Em “Arquivos Nardoni” o mergulho é em um dos casos criminais mais polêmicos já ocorridos no Brasil, que contou com um qualificado trabalho da polícia técnico-científica — única “testemunha” do crime. Ilana reconstrói os cinco dias do julgamento de Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá, pai e madrasta de Isabella de Oliveira Nardoni, condenados pelo assassinato dela. A autora foi colaboradora do Ministério Público, que, com a ausência da confissão dos réus, trabalhou com provas periciais irrefutáveis para confrontar a versão do casal no tribunal do júri.


 2. Não Conte Para a Mamãe - Toni Maguire

A frase que dá título ao livro de Toni Maguire, Não conte para a mamãe, poderia ser uma pacto ingênuo entre dois irmãos ou uma brincadeira entre crianças. Infelizmente, não é o caso. Na verdade, é a ameaça sofrida pela autora durante os quase dez anos em que foi violentada pelo próprio pai. Quando aconteceu pela primeira vez, a pequena e inocente Antoniette tinha apenas seis anos. Apesar da tenra idade, tudo ficou gravado em sua memória, o tempo nada dissipou: os detalhes, os sentimentos, a dor. Foi a primeira de muitas, incontáveis vezes. Não conte para a mamãe, de Toni Maguire, desvela a comovente história de um infância idílica que mascarava uma terrível verdade.



3. 3096 Dias - Natalia Kampusch



Natascha Kampusch sofreu o destino mais terrível que poderia ocorrer a uma criança: em 2 de março de 1998, aos 10 anos, foi sequestrada a caminho da escola. O sequestrador - o engenheiro de telecomunicações Wolfgang Priklopil, a manteve prisioneira em um cativeiro no porão durante 3.096 dias. Nesse período, ela foi submetida a todo tipo de abuso físico e psicológico e precisou encontrar forças dentro de si para não se entregar ao desespero.






4. Precisamos Falar Sobre o Kevin - Lionel Shriver

Aos 15 anos, o personagem Kevin mata 11 pessoas, entre colegas no colégio e familiares. Enquanto ele cumpre pena, a mãe Eva amarga a monstruosidade do filho. Entre culpa e solidão, ela apenas sobrevive. A vida normal se esvai no escândalo, no pagamento dos advogados, nos olhares sociais tortos. Transposto o primeiro estágio da perplexidade, um ano e oito meses depois, ela dá início a uma correspondência com o marido, único interlocutor capaz de entender a tragédia, apesar de ausente. Cada carta é uma ode e uma desconstrução do amor. Não sobra uma só emoção inaudita no relato da mulher de ascendência armênia, até então uma bem-sucedida autora de guias de viagem. Cada interstício do histórico familiar é flagrado: o casal se apaixona; ele quer filhos, ela não. Kevin é um menino entediado e cruel empenhado em aterrorizar babás e vizinhos. Eva tenta cumprir mecanicamente os ritos maternos, até que nasce uma filha realmente querida. A essa altura, as relações familiares já estão viciadas. Contudo, é à mãe que resta a tarefa de visitar o "sociopata inatingível" que ela gerou, numa casa de correção para menores. Orgulhoso da fama de bandido notório, ele não a recebe bem de início, mas ela insiste nos encontros quinzenais. Por meio de Eva, Lionel Shriver quebra o silêncio que costuma se impor após esse tipo de drama e expõe o indizível sobre as frágeis nuances das relações entre pais e filhos num romance irretocável.

5. Zodíaco - Robert Graysmith

Aterrorizando a cidade de San Francisco desde 1968, o serial killer Zodíaco, em cartas cheias de escárnio enviadas aos jornais, escondia pistas sobre sua identidade e usava astuciosas mensagens criptografadas que desafiavam as maiores mentes decifradoras de código da CIA, do FBI e da NSA. Nessa época, o autor, Robert Graysmith, era o cartunista de política do maior jornal do norte da Califórnia, o San Francisco Chronicle, de forma que estava lá quando cada uma das cartas criptografadas, cada mensagem codificada, cada farrapo de roupa ensangüentada das vítimas chegou à redação. Esta é a história real de uma caçada que se estende por mais de duas décadas e que ainda persiste. Ao longo dos anos, apenas fragmentos das cartas do Zodíaco foram revelados pela polícia ou reproduzidos e reimpressos pelos jornais. Neste livro está cada palavra que o Zodíaco escreveu à polícia.

     Já sou louca pra ler esses livros faz tempo, mas a coragem nunca chegou. Quero muito tentar e vou começar 9na ordem do post) com Casos de Família, que já li mil e uma resenhas sobre. E vocês aí também tem vontade de ler obras assim sobre crimes?
13 fevereiro 2018
RESENHA: A Escolha - Nicholas Sparks

RESENHA: A Escolha - Nicholas Sparks

A Escolha
Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Ano: 2007 (edição de 2016)
Páginas: 196
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: A escolha levanta uma das questões mais difíceis da vida: até onde você iria em nome de um amor verdadeiro? Para Travis Parker, felicidade é estar com a irmã e os amigos, viajar, andar de moto e praticar esportes radicais. Ele nunca teve um relacionamento amoroso sério, mas não sente falta disso. Para ele, sua vida já está completa. Pelo menos até conhecer Gabby Holland, a bela médica que acaba de se mudar para a casa ao lado em busca de felicidade e independência. Mas conquistá-la não será tão simples. A jovem tem namorado e fica muito confusa com os sentimentos que o vizinho lhe desperta. E, depois de um fim de semana em especial, ela terá que tomar uma decisão. Mostrando que sentimentos imprevisíveis levam a caminhos surpreendentes, Nicholas Sparks mais uma vez constrói personagens sensíveis e cenas emocionantes que trazem tanto sorrisos como lágrimas num espaço de poucas páginas.
 

         Já conhecia esse livro do Nicholas Sparks por causa do filme, que foi lançado recentemente. Mas Raíssa do @booksmorephoto me emprestou o livro dizendo que é o favorito dela. Bem, comecei com poucas expectativas e a cada capítulo elas diminuíam ainda mais. 

        Nesse livro, conhecemos Travis Parker e Gabby Holland, dois vizinhos que se conhecem por acaso quando a cadela engravida possivelmente do cão do vizinho. Eles acabam se aproximando por ela ser médica e ele veterinário, mas o que parece impedir Gabby de sentir algo é seu namoro de anos. Assim, Gabby terá que fazer uma escolha: ficar com Travis e experimentar novas sensações e aventuras ou continuar com sua vida monótona com seu namorado

"Aos 32 anos, ele sabia que a vida às vezes era um jogo, Já tinha sobrevivido a alguns obstáculos e quedas, mas não era só isso. A vida era imprevisível." 
10 fevereiro 2018
RESENHA: Todas as Garotas Desaparecidas - Megan Miranda

RESENHA: Todas as Garotas Desaparecidas - Megan Miranda

Todas as Garotas Desaparecidas
Megan Miranda
Editora: Verus
Ano: 2017
Páginas: 294
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Faz dez anos que Nicolette Farrell deixou Cooley Ridge, sua cidadezinha natal, depois que sua melhor amiga, Corinne, desapareceu sem deixar rastros. De volta para resolver assuntos pendentes, Nic logo se vê imersa em um drama chocante que faz o caso de Corinne ser reaberto e remexe em antigas feridas. Logo ao chegar, Nic descobre que seu namorado da época está envolvido com Annaleise Carter, a jovem vizinha que foi o álibi do grupo de suspeitos para a noite do sumiço de Corinne. E então, poucos dias após a volta de Nic, Annaleise desaparece. Agora Nic precisa desvendar o desaparecimento de sua vizinha e, no processo, vai descobrir verdades chocantes sobre seus amigos, sua família e o que realmente aconteceu com Corinne naquela noite, dez anos atrás. Todas as Garotas Desaparecidas é um suspense psicológico impactante — contado de trás para frente. Quando você pensa que está seguindo por um caminho conhecido, Megan Miranda — autora revelação no gênero do suspense — vira tudo de cabeça para baixo e nos faz questionar até onde estaríamos dispostos a ir para proteger aqueles que amamos.
 

      Confesso que assim que ouvi falar nesse livro, no ano passado, fiquei me roendo de curiosidade. Tudo que o livro propõe é o que eu gosto: um belo de um suspense com investigações criminais. Cheguei numa fase da vida em que esse é meu gênero literário e isso me dá muito o que pensar e refletir. Assim como foi, de fato, a leitura de Todas as Garotas Desaparecidas. Pra quem curte o Harlan Coben, esse é o livro perfeito pra você.

"Mas eis uma coisa que aprendi sobre ir embora: é impossível voltar de verdade."

      Nesse livro, conhecemos Nicolette Farrell, uma mulher que fugiu de sua cidade pequena há dez anos, procurando por uma mudança de vida, o que não acontecia no interior. Nic precisa voltar a Cooley Ridge, sua cidade natal, por conta da piora de seu pai, que sofre de perda de memória e acessos de insanidade. É lá que ela revive seus medos de quando tinha apenas 18 anos de idade e viu sua melhor amiga, Corinne, desaparecer sem deixar rastros. E quando Nic acha que pode passar por algumas semanas nessa cidade, a atual namorada do seu ex namorado de 10 anos atrás também desaparece. E ela inevitavelmente precisa investigar ela mesma todo o caso, já que a polícia nunca conseguiria resolver, pois cada pessoa envolvida com Corinne, 10 anos atrás, mentiu no interrogatório da polícia. 

"Éramos uma cidade cheia de medo, em busca de respostas. Mas também éramos uma cidade cheia de mentirosos."
05 fevereiro 2018
SORTEIO DE "NÃO É UM CONTO DE FADAS" (KIM ROSACUCA)

SORTEIO DE "NÃO É UM CONTO DE FADAS" (KIM ROSACUCA)

 
 
  Você quer sorteio, @? Fico muito feliz quando trago sorteios aqui pro blog porque sei que vocês adoram! Dessa vez é um sorteio do livro "Não É Um Conto de Fadas" da Kim RosaCuca (aquela do Youtube mesmo!) em parceria com a Editora Hyria! Já vou logo avisando que esse é o primeiro de três sorteios desse livro, o primeiro vai rolar aqui no blog, o segundo no Instagram e o terceiro no Facebook! Então, não desanima que você tem três chances de ganhar!

           Sobre o livro

           Vocês já devem conhecer a Kim do Youtube, mas eu particularmente não sabia que ela tinha escrito um livro! Claro que pra contar pra vocês uns spoilerzinhos de nada, eu dei uma lida no livro, só uns capítulos. Posso dizer que gostei bastante das história contadas pela Kim. Sei que às vezes é difícil de imaginar o que ela teria pra contar em um livro, mas o título dele faz jus a história dela. A gente se identifica em algumas partes e eu fiquei bem tentada a continuar a ler (acho que farei isso) porque amo ler histórias de superação e sucesso de outras pessoas, sabe? Pelo que vi, o livro é muito gostoso de ler e dá pra se envolver super com a escrita da Kim.

REGULAMENTO

. As inscrições para o sorteio começarão no dia 05/02/2018 e terminarão no dia 01/03/2018.
.Os participantes devem preencher todas as regras obrigatórias do formulário Rafflecopter. Estas serão conferidas no momento do sorteio e se a pessoa que for sorteada deixar de cumprir alguma, será desclassificada e um novo sorteio será realizado.
.Quando todas as regras obrigatórias forem preenchidas, o formulário Rafflecopter irá abrir as regras opcionais, ou seja, você preenche se quiser e quantas quiser. Todavia, fiquem cientes de que, quanto mais opções você preencher, mais vezes o seu nome estará no sorteio e, então, mais chances você terá de ganhar!
.Na opção “Visit on Facebook” é necessário CURTIR a página.
.O sorteio será realizado no dia 01/03/2018 e os vencedores serão anunciados em até sete dias.
.Os vencedores terão 48 horas para responder a mensagem de um dos organizadores. Se não houver resposta dentro do prazo estabelecido, outro sorteio será realizado.
.Os participantes devem ter endereço de entrega válido em território nacional.
.Os blog não se responsabilizam por extravios, danos e/ou perdas por parte dos Correios.
.Caso o vencedor informe o endereço incorretamente ou não esteja presente nos momentos de tentativa de entrega, ocasionando no prêmio retornando ao remetente, um novo envio só será realizado mediante pagamento do frete. 
 

03 fevereiro 2018
RESENHA: Menina Veneno - Carina Rissi

RESENHA: Menina Veneno - Carina Rissi

Menina Veneno
Carina Rissi
Editora: Galera Record
Ano: 2017
Páginas: 192
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Contada sob a perspectiva ferina e cheia de humor ácido de Malvina, a madrasta, essa história vai te surpreender. Da mesma autora da série best-seller Perdida. Você conhece a história de uma certa princesa que sofreu inúmeras tentativas de assassinato por sua madrasta, uma delas com uma maçã envenenada. O bem contra o mal, a indefesa donzela ameaçada pela perversa Rainha... É bonito, não é mesmo? Francamente, me embrulha o estômago só de falar dessa história da carochinha. Eu não sou uma bruxa, não sou má e eu nunca planejei matar ninguém. Por anos, fui a maior modelo do planeta, o nome mais poderoso do mundo da moda... Até o dia em que a insossa da minha enteada, Bianca, roubou a minha maior campanha. Dá pra acreditar? Bianca é tão sonsa... e tem esse arzinho azedo e avoado que me dá vontade de voar no pescoço dela... Eu sei, parece mesmo que eu fiz tudo o que a imprensa me acusa de ter feito. Mas não foi bem assim. Senta aqui e me ouça até o fim. Depois me diga se acha mesmo que mereço o título de Rainha Má... Talvez só Rainha seja muito melhor.


     Como sou muito fã da Carina Rissi, assim que esse livro foi lançado (ano passado), fiquei completamente louca para comprar e vinha até com um espelho de brinde, a coisa mais fofa. Hoje, agradeço mil vezes por não ter gastado meu dinheiro com ele. A leitura não funcionou para mim e eu nem acredito que foi a Carina que escreveu esse livro. Ao contrário de todos os outros livros dela, esse não me prendeu nem por uma frase dita. Senti ódio e desgosto pela protagonista e essa resenha é apenas a minha opinião.

"Ela não é a mulher mais linda e perfeita que você viu na vida? Eu concordo. E tenho a grata satisfação de vê-la todos os dias, quando me olho no espelho."

     Esse livro é uma releitura do conto da Branca de Neve, onde a madrasta má seria injustiçadamente vista pela sociedade como a vilã da história. Malvina Neves, uma modelo brasileira famosa, conta para o leitor de forma informal como sua trajetória foi contada de forma errada e, por isso, a julgaríamos como má. Bianca Neves é sua enteada e, após a morte de seu marido Henrique Neves, Malvina acaba ficando com a guarda de Bianca, o que acaba sendo sua ruína. 
01 fevereiro 2018
RESENHA: Isla e o Final Feliz - Stephanie Perkins

RESENHA: Isla e o Final Feliz - Stephanie Perkins

Isla e o Final Feliz
Stephanie Perkins
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 304
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito. Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes. Com participações de Anna, Étienne, Lola e Cricket, personagens mais do que queridos pelo público apresentados em livros anteriores da autora, Isla e o final feliz é uma história de amor delicada, apaixonante e sedutora, um desfecho que vai fazer os fãs de Stephanie Perkins suspirarem ainda mais.



        Acho que sempre quis ler esse livro, já que ele faz parte da coleção de livros da Stephanie Perkins, que é bem díficil de ser explicada, mas são três livros interligados: Anna e o Beijo Francês, Lola e o Garoto da Casa ao Lado e Isla e o Final Feliz, formando a série Anna, Lola e Isla. Li os outros dois livros e gostei bastante, mas desse terceiro eu tinha expectativas altíssimas, já que amo a França e o livro se passa lá. 

"Josh está bem atrás de mim e, quando viro a cabeça para responder, ele sorri (está flertando comigo, sem dúvida) e agora não sei mais qual é meu nome, em que país moro, e muito menos em qual lugar do universo estou neste exato momento."

     Isla é uma adolescente que nasceu privilegiada, filha de uma parisiense e um americano, e acaba indo fazer o Ensino Médio em uma escola de Paris, o que melhoraria suas chances de conseguir entrar para uma faculdade de prestígio. O negócio é que ela se apaixonou platonicamente por Josh, no 2º ano do Ensino Médio e não olha pra ele sem sentir borboletas no estômago. Um ano depois, numa situação desconfortável, Josh e Isla conversam e passam a ser amigos quando as aulas retornam. E é assim que Isla finalmente consegue se aproximar de Josh, porém percebe que isso não é o bastante.



por aqui...

algumas parcerias e informações