RESENHA: O Diário de Anne Frank - Anne Frank

16 dezembro 2017
O Diário de Anne Frank
Anne Frank
Editora: Geek
Ano: 1947 (edição de 2017)
Páginas: 239
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: No auge da Segunda Guerra Mundial uma garota ganha em seu aniversário de 13 anos um caderno de autógrafos. Tinha um fecho, capa dura de tecido xadrez vermelho e branco. O nome da garota era Anne Frank e ela gostava muito de escrever. Por isso, transforma o caderno em um diário. Menos de um mês depois, Anne, a irmã Margot e os pais vão para um esconderijo secreto, onde passam mais de dois anos, com outras quatro pessoas, para não serem enviados para um campo de concentração. Os nazistas acharam o esconderijo e o grupo não escapou do holocausto. Anne, que era judia, morreu pouco antes de fazer 16 anos. Porém, o diário onde foram narrados os momentos sobre a vida de Anne Frank e as acontecimentos vivenciados no anexo secreto sobreviveu ao tempo. Foi publicado pela primeira vez em 1947 e se tornou um dos livros mais lidos do mundo, traduzido para mais de 60 idiomas.


   Claramente um dos melhores livros que já li na vida, top 5, com certeza. Creio que ele possa disputar com Novembro, 9 como a melhor leitura de 2017. Sempre quis ler O Diário de Anne Frank, mas nunca tinha tido a oportunidade de comprar até a Bienal de Pernambuco desse ano. Vi que estava por apenas R$ 10 e aproveitei. Ele faz parte não só da minha Meta de Leitura do Skoob como também do projeto Rory Gilmore Books Project, em que temos que ler os mais de 300 livros citados na série Gilmore Girls. Anne Frank se tornou minha amiga e eu nunca vou esquecer do quanto ela me inspirou.

"Por isso que escrevo um diário. É para eu fazer de conta que tenho uma grande amiga. A este diário que vai ser minha grande amiga, vou dar o nome de Kitty."

    O Diário de Anne Frank é literalmente o diário que Anne Frank escreveu enquanto se escondia dos nazista com sua família e alguns conhecidos em um esconderijo. Ela relata acontecimentos diários, atualizações sobre a Segunda Guerra Mundial e também compartilha com Kitty, o diário, seus medos, anseios, vergonhas e orgulhos. Nos quase 2 anos registrados por Anne, vemos o quanto ela cresceu e nos ajudou a crescer espiritualmente. 

    Eu sabia que ficaria mal depois que lesse esse livro, mas não sabia que ficaria TÃO mal. Não, não. Se você ainda não leu e tem medo de ler por ser muito triste, não se preocupe. É triste sim, mas, infelizmente, Anne teve sorte por conseguir se esconder por tanto tempo. Tantas milhares de pessoas  foram capturadas e levadas para campos de concentração que é impossível falar do Holocausto sem ficar mal. Mas Anne é única. Ela te inspira de um jeito paranormal. Ela começa a escrever o diário bem monótono mesmo sobre alimentação, a vida reclusa, dificuldades, momentos engraçados em família. 

"Noite após noite os automóveis cinzentos e verdes dos militares atravessam as ruas a toda a velocidade. Os "verdes" (a SS alemã) e os "pretos" (a polícia nazi holandesa) procuram os judeus."

   A coisa começa a tomar forma lá pelos 14 quase 15 anos de Anne Frank. Ela começa a passar pelos problemas da adolescência e se sente depressiva, ansiosa e apaixonada. Sim! O Diário de Anne Frank é triste pela realidade da época e por sabermos que Anne e sua família morrem no final, mas  inúmeras partes do diário te deixam com o coração aquecido sabe? E é definitivamente quando Anne se apaixona perdidamente. Impossível não ler com um sorriso. E que tal falar do quanto Anne escreve bem? Às vezes me senti lendo um livro escrito por um escritor SOBRE o Holocausto, não um relato de uma garota de 13/14/15 anos VIVENDO nessa época. 

"E lembrar-me que também já fui alemã! Hitler tirou-nos a nacionalidade há muito. Entre aquela espécie de alemães - os hilterianos - e os judeus existe uma inimizade como não pode haver mais forte em todo o mundo."

  Eu me vejo muito na Anne e deve ser por isso que ela com certeza vai estar nos meus pensamentos de agora em diante. Marquei dezenas de passagens no livro que vou fazer questão de reler muitas e muitas vezes. Quero que as palavras de sabedoria de Anne continuem a me inspirar e o que mais dói em mim é saber que várias vezes ela fala do quanto quer ser jornalista e uma escritora famosa. Te entendo, Anne. Eu sei que ela não viveu para saber que se tornaria um best-seller internacional, mas eu admiro a bravura da menina e no desejo dela de mudar o mundo ou algo em alguém. Uma de minhas metas da vida agora é conhecer o Museu Anne Frank em Amsterdã e ver onde toda a família se escondeu e reviver tudo aquilo em memória à Anne. Se eu pudesse dizer algo ela, com certeza seria um: "você mudou sim algo em mim: o desejo de viver intensamente e de não parar de lutar NUNCA".

"Quando escrevo, sinto um alívio, a minha dor desaparece, a coragem volta. Mas me pergunto: algum dia escreverei coisa importante? Virei a ser jornalista ou escritora? Espero que sim, espero de todo o meu coração! Ao escrever, sei esclarecer tudo, os meus pensamentos, os meus ideais, as minhas fantasias."

  O livro é tão bom que eu QUASE esqueci de falar dessa edição que li o livro. É da Editora Geek e com certeza foi a pior edição que eu já li na vida. Até achei que iria tirar estrelas do livro simplesmente pelos erros de concordância, digitação e pareceu que simplesmente NINGUÉM revisou o livro, pois os erros eram tão óbvios que fiquei muito chateada e com raiva. Mas eu jamais diminuiria minha classificação por isso porque Anne merece mais que 5 estrelas e um coração e eu obviamente vou comprar outra edição desse livro assim que encontrar. 

"Já cheguei a um ponto que é indiferente viver ou morrer. O mundo não parará por causa de mim, e eu, pela minha parte, não posso também fazer parar os acontecimentos. Venha o que vier."
"Quero conquistar o meu lugar no mundo e trabalhar para a humanidade." 

OUTROS LIVROS QUE LI DO RORY GILMORE BOOKS PROJECT 

18 comentários

  1. Olá Clarissa, eu ainda não tenho esse livro mas tenho vontade de ler um dia. ótima resenha e muito legal ser do Rory Gilmore Books Project rsRS adoro Gilmore Girls
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É ótimo, um clássico é um clássico né?
      Gilmore Girls é muito amorr <3

      Bj

      Excluir
  2. Oi Clarissa!
    Eu tbm comprei essa edição na Bienal (do RJ), e esse livro está em minha meta de leitura há muuuuuuito tempo. Tbm acho q vai me deixar bem impactada!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa mesma edição? Boa sorte viu? Odiei ela, mas o livro em si é maravilhoso!

      Beijoss

      Excluir
  3. Oie! Sabe que esse livro nunca me despertou a vontade de lê-lo, porque achava triste e falando demais sobre a guerra, coisa que eu não sou lá muito ligada. Mas depois de ler a resenha fiquei morrendo de vontade! Adoro livros com passagens tocantes e bem escritos, acho que ele tem muito a ensinar, muito mais do que sobre a guerra e o holocausto em si. Adorei a resenha! :D

    Boa semana!
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também achava isso, Raquel, mas aí dei uma chance e vi que quase não fala da guerra em si, mas dos sentimentos da Anne Frank. Ensina demaissss <3

      Beijoss

      Excluir
  4. Oi Clarissa!
    Acho esse desafio bem legal.
    Acredita que eu nunca li Anne Frank? Mas pretendo corrigir isso um dia. Não tenho duvidas de que a história é mesmo muito impactante.
    Beijos,
    Alem da Contracapa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito porque eu nunca tinha lido hahahah mas é um clássico que deve sim ser lido por todos!!!

      Beijoss

      Excluir
  5. Oi, Clarissa. Nunca tive vontade de ler esse livro, porque mesmo sabendo que a história escrita é impactante e emocionante, não me sinto bem lendo coisas do tipo, prefiro fugir de leituras assim.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo, às vezes não é o tempo de ler. Eu me sentia assim antigamente, mas agora eu cheguei numa fase que quanto mais eu leio esse livros inspiradores, mais me sinto confiante acerca do meu futuro, sabe? Espero que um dia você consiga dar uma chance à Anne.

      Beijoss

      Excluir
  6. Oi Clarissa, eu adoro o lado eclético do blog! Você l~e de tudo, adoro! <3 Não li O diário de Anne Frank ainda, mas é um dos livros que quero ler antes de morrer rsrsrsrs e com certeza não será nessa edição rsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHHAHAHA pode crer! Gosto de conhecer muitos gêneros e dar a possibilidade dos leitores se identificarem com eles. Leia mesmo e essa edição não, pelo amor de Deus hahaha

      Beijoss

      Excluir
  7. Oi, Clarissa!
    Comprei esse livro na bienal do ano passado aqui em SP, mas não li até agora, acredita?
    O meu é aquela edição que parece acolchoada e sou apaixonada por ele.
    Depois de ler sua resenha, vou tentar passar ele na frente de alguns outros que tenho aqui!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você PRECISA ler, Mari! Você conseguiu a minha versão dos sonhossss, vou tentar comprar essa na próxima Bienal!!

      Beijoss

      Excluir
  8. Movers Packers in Ghaziabad We are one of the best packers and movers in Ghaziabad, relocation household goods, vehicle and offices safe and secure across the country at the best price.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Clarissa!
    Eu amo esse livro com todas as minhas forças. Eu tinha uma ideia diferente dele e ainda assim quando terminei foi uma das minhas melhores leituras da vida.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Natal Literário e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso que aconteceu comigo!!! Fiquei feliz que foi ainda melhor do que eu pensava que seria. Anne é maravilhosa demais né? <3

      Beijoss

      Excluir
  10. Oi Clarissa!
    Eu li a obra aos 13 anos. Peguei aleatoriamente na biblioteca da escola, sem nem sonhar do peso histórico que a obra trazia. Foi inesquecível, triste; enfim, uma leitura daquelas de se guardar no coração. Adorei sua resenha, agora adulta pretendo reler e foi bom saber que essa edição é linda!
    Beijos
    http://pausaparapitacos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações