RESENHA: Caixa de Pássaros - Josh Malerman

26 dezembro 2017
Caixa de Pássaros
Josh Malerman
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 272
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.
 

    Confesso que nem lembro quando comprei esse livro, só sei que comprei. Penso que foi em uma de minhas idas à livraria do shopping. Juro que não posso entrar sem sair com um livro, o nome disso é consumismo, minha gente. Mas sei que valeu muito a pena ter comprado Caixa de Pássaros. Foi um dos únicos livros que comprei confiando 100% nas inúmeras resenhas positivas que li a respeito e o livro foi realmente uma leitura muito aflita. 

    Em Caixa de Pássaros conhecemos Malorie, que sobreviveu a uma crise de mortes no mundo com seus dois filhos. A causa dessas mortes? Suicídio em epidemia explicado por alguma criatura que quando o ser humano a vê, enlouquece completamente a ponto de tirar sua própria vida de modos macabros. A população, então, é instruída a não sair de casa e, se precisar sair, usar vendas. Depois de 6 anos planejando sua fuga de casa, Malorie precisa confiar em seus instintos e em seus filhos para os três percorrerem um rio de olhos vendados à procura de abrigo. 

"Fios passam por baixo da porta dos fundos e chegam até os quartos do primeiro andar, onde amplificadores alertam Malorie e as crianças para qualquer barulho que venha de fora da casa. Ficam bastante tempo sem sair. E, quando saem, estão vendados."


     Não é de terror. Não mesmo. Nem um pouquinho. Sei que a sinopse fala de medo e terror e tal, mas 0 terror. O que eu senti foi aflição, sabe? Tipo quando você vê um filme de cobras e ela se aproxima do mocinho. Aflição. Praticamente engoli todos os capítulos de Caixa de Pássaros, pois a narrativa é tão engajada que logo no início você se pergunta o seguinte: onde Malorie está? o que aconteceu com o resto do mundo? para onde ela vai? quem são as criaturas? o que aconteceu com seus amigos? 

    Eu jamais pararia de ler sem saber a resposta de todas elas, mas infelizmente (ou felizmente para alguns), o autor deixou muitas delas soltas, deixando tudo à cargo da própria imaginação do leitor. Achei tudo uma sacada de mestre. Eu mesma li e imaginei meu próprio cenário onde não podíamos enxergar algo que pode nos matar. Outra pessoa pode ter lido e imaginado tudo isso uma farsa, um experimento do governo, uma planta, um lobo com poderes sobrenaturais, um programa de TV tipo Jogos Vorazes, LITERALMENTE qualquer coisa. O que importa é o que vemos no livro: não dá pra olhar para o que quer que esteja fazendo as pessoas se matarem. 


"Malorie precisa que as crianças ouçam para além das árvores, para além do vento, para além das margens sujas que levam a todo um mundo de criaturas vivas. O rio é um anfiteatro, pensa Malorie enquanto rema. Mas também é um túmulo."

    Caixa de Pássaros é narrado em terceira pessoa e isso facilitou muito o entendimento da trama. Eu não curto muito esse tipo de narração, não sinto a personalidade do personagem dessa forma, mas os capítulos são alternados entre o "momento do descobrimento das mortes" até o presente, que é a fuga de Malorie. Tudo faz perfeito sentido durante o livro e o clímax te deixa com os olhos sem piscar. Quase passo mal, gente. Josh Malerman, não faça mais isso comigo. Vi muita gente inconformada com o final, mas é isso mesmo, nem todos os autores gostam dos pingos nos is. Eu odiei o final quando terminei de ler, só alguns segundos depois que fui recapitulando e vendo o quão  f*da foi todo o livro. 

   Então, se você está procurando um suspensezinho meio investigativo pra esquentar suas leituras em 2018, invista em Caixa de Pássaros!
   
"Quão longe uma pessoa consegue ouvir?"

12 comentários

  1. Oi Clarissa.
    Sempre ouço e leio muitas resenhas elogiando o livro, mas te confesso que ainda não senti aquela vontade de ler. Ele já está na lista faz tempo... Quem sabe em 2018? rsrsrs
    Gostei muito da sua resenha e da forma como colocou seus sentimentos. Bjus
    Doces Letras

    ResponderExcluir
  2. Clarissa, Caixa de Pássaros está na minha lista há tempos e preciso ler logo. Tenho muita curiosidade com a história. Antes do filme sair farei isso huauhahua
    Boas festas e muito amor neste novo ano. xD

    bjoesss,
    www.papuff.com

    ResponderExcluir
  3. Oiii Clarissa

    Vc me animou bastante com Caixa de Pássaros. Já vi criticas bem mistas sobre o livro, principalmente sobre o final e confesso que fiquei com o pé atrás mas pela sua resenha deu pra sentir o quanto vc curtiu. Eu acho que gostaria da história também, ando num momento bom com esse tipo de gênero e enfim, acho que vale a pena dar uma oportunidade.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Clarissa, acho que sou minoria nessa terra porque infelizmente não gostei do livro =/
    Foi justamente isso de deixar as pontas soltas e ficar só nesse suspensezinho que me deu a sensação de ter perdido o meu tempo, mas fico feliz que você gostou dele.

    abraços
    auniversitaria.com

    ResponderExcluir
  5. Ok, já vi muuuita gente falando desse livro e agora que descobri melhor sobre o que ele trata estou com MUITA VONTADE DE LER! Ah, Clarissa, com certeza vou colocar nas minhas metas pra 2018. Vou sim. Adoro suspenses. <3

    Beijo!
    https://controversios.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, Clarissa.
    Eu senti foi raiva desse livro. Não acontecia nada o livro todo e ainda não teve respostas no final. Eu odiei esse livro hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Eita, ele parece um livro que te deixa bem aflita mesmo! Já tinha visto a capa mas não sabia do que tratava, pela capa já julgava como algo que não é beeem meu tipinho... haha achei a história bem legal e gosto dessa sensação meio de tensão que o livro causa. Mas confesso que também não curto a terceira pessoa narrando, gosto de saber o que passa na cabeça do personagem :(

    Queria te agradecer por ser sempre uma leitora fofa lá no blog!! Adoro ler teus comentários e fico feliz com o carinho que traz neles. Quero te desejar um 2018 cheio de sucesso e conquistas, e moneys pra comprar muitos livros, e tempo livre pra se aventurar neles :D

    Bom final de ano :)
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oii Clarissa, tudo bem? Menina amei a resenha, fiquei mais curiosa ainda para ler o livro, espero ler em 2018. Feliz Ano Novo !
    - Beijos, Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Clarissa! Pois é, vi muita reclamação sobre o final do livro mesmo, mas ainda assim tenho curiosidade, acho que mesmo que eu não curta o fim, a leitura parece valer a pena e ainda vai ter adaptação com a Sandra Bullock! Com certeza quero conferir!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oi Clarissa,
    Esse gênero não é algo que me atraia, mas eu fico curiosa, porque todos elogiam muito essa obra.
    Preciso conhecer, né? Sair da zona de conforto!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, Clarissa!
    Já vi opiniões variadas sobre o livro, mas todas concordam no quesito aflição. E acho que a história funcionaria melhor se fosse em primeira pessoa. Nos conectaríamos melhor com a personagem.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  12. Eu gostei bastante do livro, mas realmente fiquei bem decepcionada com o final. Tiveram algumas descrições de mortes e situações tão macabras que eu pulei um capítulo de tanto que senti algo ruim, uma sensação estranha, meio macabra. Acho incrível essa coisa de termos amplitude e liberdade para imaginar, mas também é meio estranho não saber exatamente o que pensar.

    https://thatisrealme.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!

por aqui...

algumas parcerias e informações