Clarissa Assis

20 primaveras, leonina e persistente. Estuda Comunicação Social, é apaixonada por livros, música, séries e culturas. Não gostava de chá, mas agora seu passatempo favorito é ler um bom livro tomando uma xícara de chá fumegante e meias fofinhas nos pés.

@proximaprimavera

RESENHA: 826 Notas de Amor para Emma - Garth Callaghan

826 Notas de Amor Para Emma
Garth Callaghan
Editora: Leya
Ano: 2014
Páginas: 320
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Uma história de amor comovente de um pai por uma filha. Pouco depois de Emma completar 12 anos, seu pai, Garth Callaghan, descobriu que tinha câncer de rim. Determinado a fazer do tempo que lhe restava relevante, ele compilou diversos valores para auxiliar sua filha até a formatura do Ensino Médio. Garth começou a escrever seus recados em guardanapos quando Emma ainda estava nos primeiros anos de escola. À medida que a filha foi crescendo, suas notas tornaram-se mais significativas. 826 notas de amor para Emma é um relato familiar inspirador, repleto de amor e sabedoria. No início de cada capítulo, Garth apresenta um dos recados de guardanapo para, em seguida, compartilhar uma história ligada àquela mensagem e à sua própria vida. Com olhar sensível e sábio, Garth consegue confortar os corações e tocar as almas dos leitores.
 

      Ganhei esse livro de aniversário nos meus 18 anos esse ano da minha mãe. Esse e mais outro, na verdade, mas esse eu já desejava e resolvi ler primeiro com certo atraso de 3 meses. Acho que alguns livros são especiais de acordo com o momento que você está passando e acho que não tinha outro momento melhor que o que eu estou passando para ler as lições de vida de Garth Callaghan.

"Este livro é um chamado. Para acordar. Conectar-se. Compartilhar seus sentimentos. Faça aquele telefonema. Escreva aquele bilhete. Porque eu conheço bem a fragilidade da vida e sei o quanto é importante reservarmos um tempo para nos aproximar daqueles que amamos, enquanto ainda estamos aqui, enquanto ainda podemos."

      Nesse livro, o próprio escritor, Garth Callaghan, narra como descobriu que tinha câncer e como isso mudou sua convivência com sua esposa e sua filha Emma. É um livro autobiográfico contando sobre o processo de Garth de todos os dias deixar uma nota no guardanapo dentro da mochila da escola de Emma e o quanto isso foi importante na luta contra o câncer.

"Ser pai significa ajudá-la a tornar-se alguém que faça a diferença no mundo. Esse era o meu pequeno jeito de moldar seu cotidiano."

      Não conhecia o projeto de Garth, mas o Napkin Notes (Notas de Guardanapo) explodiu nos Estados Unidos anos atrás e o escritor do livro e a filha Emma foram parar na TV e em jornais pela coragem e pelo modo diferente do pai contar para a filha que sempre vai estar com ela, não importa onde a doença o leve. O livro é dividido entre conselhos para Emma e como Garth descobriu o câncer e momentos importantes que o fizeram valorizar a vida. 

RESENHA: Meu Romeu (Starcrossed #1) - Leisa Rayven

Meu Romeu
Leisa Rayven
Editora: Globo Livros
Ano: 2015
Páginas: 407
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Cassie está prestes a realizar o grande sonho: estrelar um espetáculo na Broadway. O que ela não esperava era ter que enfrentar o reencontro com o ex-namorado, que será novamente protagonist…

RESENHA: Jardim de Inverno - Kristin Hannah

Jardim de Inverno
Kristin Hannah
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Páginas: 416
Adicionar ao Skoob - Compre aqui
Sinopse: Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas. A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história. Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são.

         Meus olhos ainda ardem e minha cabeça dói. Resultado de mais de quatro horas seguidas lendo Jardim de Inverno, mas também por ter chorado tanto a ponto de soluçar e não conseguir respirar. Faz tempo que uma amiga tinha me indicado essa leitura, mas só esse ano pude comprar o livro de uma menina que estava se desfazendo dele e eu realmente não entendo o porquê de ela ter feito isso. Esse com certeza é um dos melhores livros que já li na minha vida e agora entendo o "#1 do The New York Times" estampado na capa. Mereceu o primeiro lugar e merece ser lido por todos que amam a leitura. 

"Você ficaria surpresa com o que o coração humano pode suportar."

         O livro é narrado em terceira pessoa e conta a história de duas irmãs totalmente diferentes e que seguiram rumos afastados em suas vidas, mas o que elas tem em comum é um pai amoroso e uma mãe distante e fria que não as ama. Meredith e Nina se aproximam da mãe quando seu pai adoece e as faz prometer que irão insistir até ouvir sua mãe, Anya, contar a história do príncipe e da camponesa. É assim que elas começam a investigar o passado doloroso da mãe e o motivo por trás de tanta frieza por parte de Anya. 

Minha wishlist para a Black Friday 2017

         Black Friday chegando e eu to como? Decepcionada, isso mesmo. Inventei de gastar até o que não tinha na Bienal de Pernambuco e agora tenho que me comportar, mas isso não significa que eu não tenha uma listinha pequena do que vou focar na BF, vou arriscar um ou dois livros sim só pra não dizer que não comprei nada. 


Kindle Unlimited

    Resultado de imagem para kindle unlimited

Já tive o Kindle Unlimited, mas na época quem usava mais o Kindle era o meu pai e eu ficava com os meus livrinhos físicos. Mas agora estou querendo testar o KU e ver se vale a pena ou não e conto aqui pra vocês direitinho como foi. Só sei que em toda BF o Kindle Unlimited fica com umas promoções legais de, por exemplo, R$1,99. Espero que atendam minhas preces e que tenha esse ano também porque vou arriscar!

Quero muito ler Menina Veneno, da Carina Rissi. É o único livro lançado pela autora que eu ainda não li e os motivos são óbvios: lançou faz pouquíssimo tempo. Bem, sabemos que isso significa preços lá em cima. Espero que nessa BF baixe um pouquinho, mas to desanimada ainda assim, como é novo ainda, acho que o preço vai ficar no preço dos normais sem ser lançamento hoje.

Contada sob a perspectiva ferina e cheia de humor ácido de Malvina, a madrasta, essa história vai te surpreender. Da mesma autora da série best-seller Perdida. Você conhece a história de uma certa princesa que sofreu inúmeras tentativas de assassinato por sua madrasta, uma delas com uma maçã envenenada. O bem contra o mal, a indefesa donzela ameaçada pela perversa Rainha... É bonito, não é mesmo? Francamente, me embrulha o estômago só de falar dessa história da carochinha. Eu não sou uma bruxa, não sou má e eu nunca planejei matar ninguém. Por anos, fui a maior modelo do planeta, o nome mais poderoso do mundo da moda... Até o dia em que a insossa da minha enteada, Bianca, roubou a minha maior campanha. Dá pra acreditar? Bianca é tão sonsa... e tem esse arzinho azedo e avoado que me dá vontade de voar no pescoço dela... Eu sei, parece mesmo que eu fiz tudo o que a imprensa me acusa de ter feito. Mas não foi bem assim. Senta aqui e me ouça até o fim. Depois me diga se acha mesmo que mereço o título de Rainha Má... Talvez só Rainha seja muito melhor.


Esse aqui tá sendo muito falado ultimamente né? Só vejo o desespero  do pessoal no Facebook em relação a esse livro e o próximo dessa lista. Então, fiquei automaticamente louca pra ler!

RESENHA: Confesse - Colleen Hoover

Confesse
Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Ano: 2017
Páginas: 320
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.
 

        Eu e meu projeto de ler todos os livros da Colleen Hoover continua firme e forte. Já conhecia Confesse desde antes de ser lançado no Brasil, de tanto que vi a capa pela internet. Então, eu sempre quis ler e esse desejo só aumentou quando eu soube que ia ser lançada uma série da obra. Acabei adiando um pouco a leitura quando a série estreou porque estava mais no mood pra assistir. Quase terminei a série e gostei bastante de tudo, mas me recusei a assistir o final, pois precisava pelo menos ler o livro primeiro. Mas o negócio é o seguinte: nunca assista as coisas pra depois ler o livro.

"Eu posso ver as camadas de profundidade em seus olhos. Eu posso ver o jeito que minha arte a transforma pela forma como ela focaliza sobre ela, ignorando todo o resto ao seu redor."

       Em Confesse, Colleen Hoover narra a história de vida de Auburn Reed, uma jovem que tem seu passado misterioso escondido de todo mundo que conhece em Dallas, cidade que acabou de se mudar. Ela acaba dando de cara com o estúdio de arte de Owen Gentry, um artista que se inspira em confissões deixadas em seu estúdio. Ele pinta imaginando o que tem por trás de cada confissão. Quando Auburn trabalha para Owen por uma noite, percebe o quão especial é o homem, mas só depois que descobre que ela não é a única a esconder segredos do passado. O livro é dividido em capítulos narrados uma vez por Auburn, outra Owen, o que mostra duas visões do mesmo acontecimento.

Parcerias abertas com editoras 2018 (ATUALIZADO EM 03/04/18)

É só chegar o fim do ano que a gente já começa a pensar nas editoras que abrirão parceria para blogs literários. É uma competição danada e é lindo de ver que as editoras estão pensando cada vez mais em nós, blogueiros literários, que ajudamos a promover o incentivo à leitura. 
     Certo que muita …

RESENHA: A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Arte da Guerra
Sun Tzu
Editora: Jardim dos Livros
Páginas: 136
Ano: 2007
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: O maior tratado de guerra de todos os tempos em sua versão pocket completa e em língua portuguesa. A Arte da Guerra é sem dúvida a Bíblia da estratégia, sendo hoje utilizada amplamente no mundo dos negócios, conquistando pessoas e mercados. Não nos surpreende vê-la citada em filmes como Wall Street (Oliver Stone, 1990) e constantemente aplicada para solucionar os mais recentes conflitos do nosso dia-a-dia. Um de seus ensinamentos enfatiza a importância de conhecer o inimigo – “Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você conhece a si mesmo, mas não o inimigo, para cada vitória conquistada, você também sofrerá uma derrota”.


         Não sei se vocês já ouviram falar desse livro, mas ele é um clássico. E como todo clássico da literatura estrangeira, está na lista de livros citados pela Rory Gilmore em Gilmore Girls. Pra quem ainda não sabe, eu estou tentando ler todos os 300 livros citados na série e esse é o sexto que eu leio e resenho aqui no blog. A Arte da Guerra sempre esteve na estante do meu pai, mas confesso que nunca tive curiosidade em saber do que se tratava até ver que o bendito estava na lista da Rory. 

        Não acho que teria tido a coragem de ler se não fosse pela lista, mas o livro conta 13 estratégias para vencer seu inimigo no campo de batalha. O livro foi escrito em 500 a.C e suas táticas foram usadas em diversas guerras e, atualmente, são usadas no mundo dos negócios. 

Minha primeira Maratona Literária de 24 hrs

Hoje vim contar pra vocês minha experiência de ter participado de uma Maratona Literária, mas na verdade a minha história e o porquê de eu não ter conseguido. Isso, eu não consegui ler os três livros que estavam separados para ler.


   Tudo começou quando Thainara Amorim, do Se Esse Mundo Fo…

RESENHA: O Apanhador no Campo de Centeio - J. D. Salinger

O Apanhador no Campo de Centeio
J. D. Salinger
Editora: Editora do Autor
Páginas: 207
Ano: 1951 (essa edição é de 1999)
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: À espera no centeio (O Apanhador no Campo de Centeio na edição brasileira) narra um fim-de-semana na vida de Holden Caulfield, jovem de 16 anos vindo de uma família abastada de Nova York. Holden, estudante de um reputado internato para rapazes, volta para casa mais cedo no inverno depois de ter recebido más notas em quase todas as matérias e ter sido expulso. No regresso a casa, decide fazer um périplo adiando assim o confronto com a família. Holden vai refletindo sobre a sua curta vida, repassa sua peculiar visão de mundo e tenta definir alguma diretriz para seu futuro. Antes de enfrentar os pais, procura algumas pessoas importantes para si (um professor, uma antiga namorada, a sua irmãzinha) e tenta explicar-lhes a confusão que passa pela sua cabeça. Foi este livro que criou a cultura-jovem, pois na época em que foi escrito, a adolescência era apenas considerada uma passagem entre a juventudade e a fase adulta, que não tinha importância. Mas esse livro mostrou o valor da adolescência, mostrando como os adolescentes pensam.

   A primeira vez que ouvi falar de O Apanhador no Campo de Centeio foi em algum filme aí que se passava no ensino médio americano. Esse é um dos clássicos que o pessoal lá precisa ler para as aulas, assim como A Moreninha ou Iracema são para nós brasileiros. Sempre tive um sonho de ler esses clássicos da literatura estrangeira e, depois de ver Gilmore Girls, fiquei mais louca ainda e resolvi participar do projeto Rory Gilmore Books Project, em que temos que ler os mais de 300 livros lidos pela Rory ao longo da série (esse é o quinto livro da lista que leio e resenho aqui no blog). O Apanhador no Campo de Centeio é um dos primeiros a serem falados na séries e assim, resolvi começar por ele e me impressionei bastante. Esse é definitivamente o livro que eu quero ter na minha estante e que eu desejei ter lido na minha adolescência. 

“Sou o maior mentiroso do mundo. É bárbaro. Se vou até a esquina comprar uma revista e alguém me pergunta onde é que estou indo, sou capaz de dizer que vou a uma ópera. É terrível. Por isso, quando disse ao velho Spencer que tinha de ir ao ginásio apanhar o meu equipamento, era pura mentira. Nem costumo deixar a droga de meu equipamento no ginásio.”

   Em O Apanhador no Campo de Centeio, Holden Caulfield conta sua própria história, ou melhor, a história de sua expulsão no colégio para meninos que costumava frequentar. Holden foi reprovado em todas as matérias (menos inglês) e foge do colégio para rever e conhecer algumas figuras da sua adolescência antes de ter que lidar com as consequências de sua expulsão. O que Holden faria quando seus pais descobrissem? Na sua jornada de 1 semana, ele encontra freiras, taxistas, ex professores, uma ex namorada e sua irmã mais nova para assim decidir o que faria de sua vida.

Minha primeira experiência com o NaNoWriMo (National Novel Writing Month) 2017

Não sei se vocês já conhecem o NaNoWriMo, ou se são que nem eu desatualizados que só descobrem as coisas séculos depois de terem sido criadas, mas esse projetão é bem famoso no meio literário e vou me aventurar por esse universo pela primeira vez nesse ano e vou contar tudo pra vocês por aqu…