1

Delírios de Consumo na 5ª Avenida
Sophie Kinsella

2

Alice no País das Maravilhas
Lewis Carroll

3

Tudo e Todas as Coisas
Nicola Yoon

4

A Garota do Calendário #6
Audrey Carlan

5

Querido John
Nicholas Sparks

XI Bienal Internacional de Pernambuco - Parte 1

08 outubro 2017
Se você me acompanha por aqui pelo blog ou pelo Instagram (@proximaprimavera), sabe que ontem (7), eu estive na XI Bienal Internacional de Livros de Pernambuco no Centro de Convenções de Olinda/PE. Foi minha primeira Bienal e prometi que ia contar tudinho pra vocês por aqui. Vou fazer 2 posts, esse sobre a Bienal em si, os prós e contras e minha experiência por lá e o segundo post com os livros que comprei! 


MINHA PRIMEIRA BIENAL 


Pode parecer estranho e anormal eu dizer que eu pleno 2017, fui à minha primeira Bienal. Mas é verdade. Moro no interior e 1h20min do Recife, onde acontece a maioria dos eventos de todos os tipos. Para poder ir por lá preciso de dinheiro, tempo já que moro em Caruaru e tempo do meu pai, que trabalha. Mas me programei muito e esse ano nada me impediria de dar um alô na Bienal de Pernambuco. Consegui o credenciamento da Bienal, então foi maravilhoso poder participar do evento como blogueira e mostrando tudo no Instagram. 

Prós da XI Bienal Internacional do Livro de Pernambuco

  • Livros específicos e famosos por menos 
  • Eventos nerd com quadrinhos e Harry Potter 
  • Eventos literários como lançamento de livros e autógrafos com autores nacionais 
  • Dentro da Bienal tudo era bem organizado e pareceu muito bem planejado e, inclusive, a questão da segurança e informação dentro do evento. 
  • O estande do MEC oferecendo livros gratuitos e jogos educativos 
  • Artesanatos, acessórios e brindes com um precinho em conta
  • Sebos com livros antigos e usados (porém em bom estado de conservação) com preços maravilhosos 
  • Estandes com todos os livros por apenas R$ 10 
Contras da XI Bienal Internacional do Livro de Pernambuco 

  • Falta de informação para chegar no local do evento. Andei por 10 minutos apenas porque meu pai só pôde me deixar na entrada do Classic Hall (ex Chevrolet Hall) e o estacionamento é enorme e eu andei demais sozinha no esquisito pra poder pedir informações à uma vendedora sobre onde era o Centro de Convenções, afinal. Custa nada umas plaquinhas, sabe? Meu pai também teve dificuldades em encontrar entrada e saber onde estacionar e onde pagar estacionamento, que por sinal é meu próximo ponto.
  • Estacionamento e ingressos caros. O estacionamento estava por mais de R$ 7,50 com permanência de até 4 horas. E o preço de entrada no evento era R$ 10 inteira, R$ 5 meia e R$ 7 social + 1kg de alimento. Apenas os veículos credenciados que não pagaram a entrada. 
  • Poucos livros em promoção. Não espere que vai comprar todos os livros mais desejados da sua lista do Skoob na Bienal. Os mais famosos estavam nos estandes de editoras como Saraiva e Leya, e por preço de livraria física - mais de R$ 35 cada livro. 
  • Estandes com todos os livros de R$ 10 salvaram o evento e lotaram bastante, mas, infelizmente, eram livros sem muita fama e lançados há bastante tempo. Os lançamentos estavam apenas nos estandes das livrarias, que já falei que eram preço de livraria física. 
  • Sem sinalização para palestras e eventos literários. Eu não sabia onde ia acontecer cada coisa e acabei não assistindo nada, pois não existia placa alguma indicando onde seria apresentações culturais e até mesmo lançamento de livros. 
  • Pouca opção de alimentação. Comi biscoito, pois não estava querendo comer pastel, macaxeira ou sorvete. 
  • Vendedores a cada metro quadrado pedindo assinaturas de revistas por “preços promocionais”, mas que já fui avisada por uma colega no começo da Bienal que era apenas fachada e que o preço mensal aumentava com o tempo.

Consegui pensar nesses pontos. Colocando os dois lados em uma balança, vi que a Bienal foi sim boa, mas com seus defeitos. Aproveitei sim, na medida do possível e dentro do meu orçamento. Comprei um saldo de 8 livros, e 6 deles são antigos e eu estava desejando mesmo. Foi uma experiência boa sim e com certeza irei na próxima Bienal daqui, mas não espero julgar o evento pelo tamanho pequeno da versão pernambucana. Se tudo der certo, estarei na próxima Bienal do Rio, em 2019, aproveitando o que há de melhor na maior Bienal desse país. 


Spoiler do próximo post da Bienal, onde contarei sobre minhas aquisições: 


  1. Putz, teve bastante ponto negativo até. Mas acho que os positivos se sobressaem. Aqui em Porto Alegre tem a feira do livro e é bem assim, os livros são todos bem caros até, salvos os sebos e outros desses de dez reais que estão tomando conta por aqui, mas que agora tem até no shopping então não precisa esperar a feira. Acho que eles aproveitam que o pessoal vai lá achando que está mais barato e vai comprar mesmo assim, mas não pegam nós, ~as ligadas~ haha No fim, vale mesmo pelo passeio, não pela economia. Acho que tu vai amar os livros da Becky Bloom!

    Boa semana!
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Raquel. Apesar dos pontos negativos, eu gostei bastante!!

      Excluir
  2. Oi Clarissa.

    Fico feliz que finalmente conseguiu ir na Bienal, esses eventos são ótimos pra conhecer gente com os mesmos gostos que a gente mesmo com toda a loucura de bienal.
    Infelizmente essa prática dos preços caros acontece em todas e o único dia em que vale a pena para ir comprar livro é no último dia, já que as editoras querem voltar pra casa com o estoque vazio. Então se você ir numa segunda vez e puder ficar mais tempo deixa os primeiros dias pra conhecer e o último para comprar tudo ^^

    bjs
    http://www.auniversitaria.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmmm!
      Adorei a dica, vou tentar fazer isso na próxima Bienal!

      Excluir
  3. Oi Clarissa,
    Que bacana, fiquei bem feliz por você! Ótimo post!!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  4. Sim, e a Bienal foi menor do que as edições anteriores.
    Antigamente tinha mais uma praça de alimentação.
    Esses eventos tem que ver a programação antes mesmo e ver no mapa onde fica, é assim mesmo.
    Os livros que estavam por 10 não me interessaram muito. Os livros que eu me interessei estavam no preço de livraria.
    Vou fazer um post sobre isso também.
    Meu blog: http://blogdapatylavir.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me interessei mais pelos dos estandes mais caros, mas aproveitei pra comprar alguns de R$10 que também eram desejados

      Excluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!