1

Delírios de Consumo na 5ª Avenida
Sophie Kinsella

2

Alice no País das Maravilhas
Lewis Carroll

3

Tudo e Todas as Coisas
Nicola Yoon

4

A Garota do Calendário #6
Audrey Carlan

5

Querido John
Nicholas Sparks

RESENHA: A Garota do Calendário (Junho) - Audrey Carlan

06 outubro 2017
A Garota do Calendário (Junho)
Audrey Carlan
Editora: Verus Editora
Ano: 2016
Páginas: 160
Adicione no Skoob - Compre aqui -- Sinopse: O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de junho em Washington com Warren, um coroa rico que precisa de uma mulher a seu lado para tratar com políticos e investidores. O acordo entre eles não envolve sexo — já com Aaron, o filho de seu cliente, Mia não pode garantir.


         Acabei o sexto volume da série de livros A Garota do Calendário e, por incrível que pareça, minha vontade de continuar ainda continua, mesmo o enredo tendo se tornado algo diferente do que eu esperava ao longo dos meses da Mia. Nesse mês, Mia teve que lidar com seus sentimentos acerca de todos os outro cinco homens que teve que conviver e o filho do sexto, que complica sua estadia em Washington e ainda por cima, a faz questionar sua carreira de acompanhante. 

          ESTA RESENHA NÃO CONTÉM SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES 

        Para quem ainda não conhece a história da série A Garota do Calendário, Mia Saunders está à procura de uma forma de pagar uma dívida absurda que seu pai tem com um agiota, já que o próprio está de coma por causa desta bendita dívida. Ela acaba trabalhando na empresa de acompanhantes da sua tia, onde todo mês seria mandada para um lugar diferente para trabalhar como acompanhante de homens que precisem fingir que têm um relacionamento sério para a mídia. Pareceu simples no início, mas Mia logo percebe que manter a classe e fugir do preconceito para com esse tipo de emprego é mais difícil do que ela imaginou.

"Aceitava o bom, o mau e até mesmo o feio, porque tudo isso era parte do processo. Como minha tatuagem dizia, eu tinha que confiar na jornada."

       Em Junho, Mia Saunders é enviada para Washington para acompanhar Warren em sua carreira meio política. Seu papel era fazer com que ele parecesse como os outros homens envolvidos nos negócios e que, assim, ele conseguisse o projeto que tanto deseja. Porém, Mia ainda sente tem questões passadas acerca da dívida do pai, do emprego de acompanhante e complicações quando o filho de Warren, Aaron, aparece em sua vida.

"Todos eles têm mulheres bonitas e muito jovens como acompanhantes. É algo nojento relacionado a status. Eu não gosto disso, mas vou fazer o que for preciso para avançar com o meu trabalho"

        Devo dividir esse livro em três partes. 1) a parte onde tudo parecia igual a todos os outros livros, 2) quando eu odiei o que Mia estava fazendo e cogitei parar de ler e 3) quando entendi o porquê de Mia ter feito o que fez e chegar à conclusão de que eu faria exatamente o mesmo, apesar de não ser a coisa certa. Percebi que ao longo dos meses, Audrey Carlan vem focando ainda mais na Mia e não nos caras diferentes que ela precisa conhecer a cada mês. 

       Além de toda a trama envolvendo Mia, Warren e Aaron, amei ver que Mia ainda é uma cupida casamenteira e continua querendo ver a felicidade nas pessoas que admira. Ela faz isso a cada mês e eu simplesmente queria ser como ela nesse quesito. Em Junho também matamos a saudade de nosso querido Mace, do livro 5, e Tai, do livro anterior. 

"Naquele momento, só conseguia me sentir abençoada por ter a oportunidade de experimentar algo que jamais conseguiria de outra forma."

        O clima romântico foi o mínimo possível, e isso não me deixou mal ou deslocada. Mia defendeu o que queria e, mesmo não agindo da forma correta legalmente falando, continuou defendendo seus objetivos e colocando a felicidade dos outros na mesma linha que a dela. O livro conta com cenas bem fortes e foi difícil pra mim ler tudo aquilo sabendo que existem relacionamentos abusivos por aí e as pessoas tem medo ou não se sentem seguras para denunciar. Em Junho, Mia aprende que, mais uma vez, deve bater de frente com preconceitos. 

"O que importava era que eu estava levando aquelas pessoas no coração e na alma. Homens e mulheres que ficariam comigo... que eu gostaria de acrescentar ao que era agora a minha família. Eles eram parte da razão desta jornada, tanto quanto a dívida que eu precisava pagar - se não mais."





  1. Eu não estou lendo essa série porque não faz muito meu estilo. Que pena que esse você não gostou tanto assim..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu espero gostar mais do proximo, ainda espero muito da série!

      Excluir
  2. Meninaaa, você tá focada em terminar ela! Achei que tinha desistido. Eu acho que já teria cansado hahaha a Mia parece estar bem enrolada nesse emprego, acho que até o fim do ano ela se apaixona de verdade por algum desses caras e fica com ele. Sou daquelas que sonha com o final feliz haha

    Bom fim de semana!
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. To só no foco, força e fé hahahaha
      Acho que ela já se apaixonou desde o primeiro hein :D

      Excluir
  3. Oi Clarissa esse volume foi um pouco chocante pra mim, Mia passa por maus bocados. Eu acho que a série tem altos e baixos e a gente quando começa quer saber o final, né?

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É chocante mesmo, Mi. To louca pra saber o final!!!
      Beijos

      Excluir
  4. Oi, Clarissa. Ainda fico impressionada com a boa vontade de vocês de ainda conseguirem ler essa série. Eu a detestei desde o primeiro livro e resolvi nem perder meu tempo, acho-a extremamente sem graça e sem noção.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EU to ansiosa pro final, Miriã. Então, acho que por isso que continuo na luta e esperança hahaa

      Beijos

      Excluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!