4

The Kiss Of Deception
Mary E. Pearson

5

O Orfanato da Srta. Peregrine P. C. P.
Ransom Riggs

1

826 Notas de Amor Para Emma
Garth Callaghan

2

Meu Romeu
Leisa Rayven

3

Jardim de Inverno
Kristin Hannah

RESENHA: Os Delírios de Consumo de Becky Bloom - Sophie Kinsella

30 junho 2017
Os Delírios de Consumo de Becky Bloom
Sophie Kinsella
Editora: Record
Ano: 2000
Páginas:
Adicione no Skoob - Compre aqui - Sinopse: Os delírios de consumo de Becky Bloom é o primeiro romance da inglesa Sophie Kinsella. É a história de uma jornalista financeira que durante o dia, ensina às pessoas como administrar seu dinheiro e no fim-de-semana, transforma-se em uma consumidora compulsiva, fugindo do gerente do seu banco e com muitas dívidas. Rebecca Bloom não resiste uma liquidação! Quanto mais inútil, melhor! Para ela, o mundo todo enxerga os detalhes da alça de seu sutiã, combinando com as cores de seus sapatos. Mas seu salário nunca é suficiente para pagar suas extravagâncias. Endividada até a alma, Rebecca, ou Becky, vive fugindo do seu gerente de banco e procurando fórmulas mirabolantes para pagar a fatura do cartão de crédito.




Acho que a melhor escolha que fiz na vida foi finalmente começar a ler a série de livros da Becky Bloom. Pra quem não sabe, meu filme favorito de todos os tempos é e sempre foi Os Delírios de Consumo de Becky Bloom. Já assisti mil vezes e acho que tinha uns 10 ou 11 anos na primeira vez e me apaixonei de cara. Eu simplesmente amo o cenário do filme, o estilo da Becky e o fato de ela ter se endividado tanto e mesmo assim trabalhar para uma revista de finanças. Tudo me encantou e já estava na hora de comprar essa belezinha e dar início a leitura da série de oito livros da Becky. Procurei por todos os livros nas livrarias mais confiáveis e dei de cara com preços absurdamente altos e acabei me rendendo ao Estante Virtual, que pra quem não sabe, é um sebo virtual com preços bem baixos e livros em alto estado de conservação. Paguei cerca de R$ 9 sem o frete e me orgulho do achado, pois o livro veio novíssimo mesmo sendo datado de 2005.

RESENHA: Meu conto não é de Fadas - Barbara Stefane

26 junho 2017
Meu Conto Não é de Fadas
Barbara Stefane
Editora: Independente (publicado pela Amazon)
Ano: 2017
Páginas: 280
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Keylli D'Waise é uma jovem de bom coração, que vê sua vida mudar após a morte inesperada de seu pai. Edu Ferrero é um playboy ricaço e mentiroso, que só pensa em curtir e não gosta de ter responsabilidades. Ramon é um rapaz carinhoso, que deseja entregar seu coração á um grande amor. Ao ver sua família na ruína, Keylli decide ir para a cidade, na esperança de encontrar melhores condições de trabalho. Em meio á tristeza, ela encontra consolo nos braços de Ramon. Porém, quando a moça pensou que havia reencontrado sua felicidade, uma notícia muda seus planos e também os seus caminhos. Triste e sem saber o que fazer, Keylli acaba permitindo a entrada de Edu em sua vida. Uma exigência, uma proposta, um acordo... Envolvida numa rede de intrigas, amores, indecisões e mentiras, Keylli terá que decidir qual rumo dará á sua vida. Viaje nessa história onde no final, nada é o que parece ser!

         Finalmente chegou a vez de resenhar esse livro fofo da Barbara Stefane. Ele tem uma proposta de narrativa bem diferente e me lembrou bastante minha infância, quando eu lia fanfics com finais opcionais. Meu conto não é de Fadas pode parecer um romance juvenil simples, mas um dos finais realmente me impressionou. Fiquei com uma pulguinha atrás da orelha e as notas da autora no final do livro me fizeram chorar a ponto de querer colocar aqui exatamente o que está escrito, mas creio eu que não posso fazer isso haha, mas vou tentar, juro. 

RESENHA: Real - Katy Evans

23 junho 2017
Real
Katy Evans
Editora: Novo Século
Ano: 2014
Páginas: 304
Adicione no Skoob - Compre aquiSinopse: Remington Tate tem a reputação de ser um bad boy, dentro e fora. É conhecido também pelo corpo escultural e pelo poder, sexy e selvagem, que emana de cada gota de suor, levando toda e qualquer mulher que o veja a um verdadeiro frenesi. Em seus olhos, brilha um desejo brutal, devastador e real. Brooke, uma especialista em fisioterapia esportiva, é contratada para manter aquele corpo funcionando como uma máquina mortal. Esse parecia ser seu emprego dos sonhos, mas, ao circular pelo perigoso circuito de lutas clandestinas com Tate e sua equipe, Brooke passa a ser dominada por um novo sentimento, um fogo e uma necessidade com os quais ela não sabe lidar. O que começa com um simples flerte pode virar uma obsessão sexual incontrolável. Terríveis segredos serão revelados, e Brooke deverá lutar para manter-se sã, discernindo o que há de real e o que é pura ilusão em seus próprios sentimentos.


Esse é mais um livro que estava na minha Meta de Leitura de 2017 do Skoob e que separei para ler esse mês. A primeira vez que ouvi falar nesse livro foi na escola, uma amiga minha literária me indicou e disse o quanto era maravilhoso ler a história de amor de Brooke e Remy. um lutador de boxe. Eu acreditei e comecei a ler. Dei duas estrelas, infelizmente.

RESENHA: Alguém Como Você - Taynara Lima

20 junho 2017
Alguém Como Você
Taynara Lima
Editora: Independente
Ano: 2017
Páginas: 290
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Jesse Blake é Jornalista, formado pela British Columbia University, uma das universidades mais respeitadas e prestigiadas do Canadá. Antigo aluno da faculdade, depois de passar pelos mais respeitados jornais do país, ele resolve realizar um antigo sonho: dar aulas. Nathalí Lavinski é brasileira e juntou dois sonhos e realizou de uma vez. De uma família humilde, ela trabalhou e estudou muito para conquistar a bolsa de estudos na British Columbia University e conseguir cursar Jornalismo. Mas o senhor Blake é uma pedra no sapato de Nathalí, as aulas de Jornalismo Investigativo são as piores possíveis. Durante uma das aulas, Blake faz um convite inesperado e chama Nathalí para ser sua assistente. Um escândalo envolvendo estupros em uma Universidade vizinha é o estopim para que eles comecem a investigar. Mas a pergunta que não quer calar é: será que esses dois conseguem trabalhar juntos?


O que falar de um dos meus livros favoritos? Sim, eu meio que já tinha noção de que eu iria me apaixonar pelo livro por ser com jornalistas, maaaas eu me impressionei mesmo assim e chorei também! Esse é aquele tipo de livro que assim como A Menina dos Olhos Molhados da Marina Carvalho (resenha aqui), me fez ter certeza de que estou no curso certo e que quero um romance desses também hhaha. 

RESENHA: A Vida de Aparência de Evelyn Beegan - Stephanie Clifford

18 junho 2017
Foto: Skoob
A Vida de Aparência de Evelyn Beegan
Stephanie Clifford
Editora: Leya
Ano: 2016
Páginas: 352
Adicione no Skoob - Compre aqui --------------Sinopse: Todo mundo quer pertencer a um grupo. Mas até onde você iria para ser aceita? O ano é 2006, o lugar é Manhattan, lar de jovens cheios de charme e estilo. Dinheiro e classe colidem numa cidade prestes a mergulhar em um precipício financeiro, carregando com ela boa parte do país. Aos 26 anos, Evelyn Beegan é uma pessoa inteligente e engraçada que está determinada a traçar o próprio caminho e se libertar das garras da mãe - uma alpinista social que a criou para se casar com um homem de uma família tradicional e influente. Evelyn se sente uma estranha em meio á elite nova-iorquina, mas, quando consegue emprego em uma rede social voltado exclusivamente para ricos e milionários, vê uma oportunidade de se juntar a eles. Recrutando novos membros para essa rede social, ela começa a frequentar as montanhas de Adirondack, as casas de campo de Newport e os clubes de Southampton, em companhia de socialites e barões de Wall Street. Aquela estranheza inicial se esvai até rápido demais e ela se vê intoxicada pela sensação de pertencer à alta sociedade e passa, inclusive, a agir como membro de uma família rica e tradicional. Porém, com o pai sendo processado por corrupção, Evelyn precisa impedir o declínio de sua família, agarrando-se à sua vida de mentiras. Estimulante, hilária e por vezes picante, a estreia literária de Stephanie Clifford oferece uma nova roupagem aos temas clássicos dos grandes romances - dinheiro, ambição, família, amizade -, e ao sentimento universal de se sentir parte de algo.


Eu mantive as esperanças por esse livro por bastante tempo. Me arrependi. Confesso que me interessei primeiramente apenas pela capa e pelo título, a sinopse parecia legal também e eu acabei colocando na minha lista de leitura. Eu passava uma eternidade em cada página e o tanto de informações ficava voando na minha cabeça.

RESENHA: Quase Uma Rockstar - Matthew Quick

16 junho 2017

Foto: Saraiva
Quase Uma Rockstar
Matthew Quick
Editora: Intríseca
Ano: 2015
Páginas: 255
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Desde que o namorado da mãe as expulsou de casa, Amber Appleton, a mãe e o cachorro moram em um ônibus escolar. Aos dezessete anos e no segundo ano do ensino médio, Amber se autoproclama princesa da esperança e é dona de um otimismo incansável, mas quando uma tragédia faz seu mundo desabar por completo, ela não consegue mais enxergar a vida com os mesmos olhos. Será que no meio de tanta tristeza e sofrimento Amber vai recuperar a fé na vida? Com personagens cativantes e uma protagonista apaixonante, Matthew Quick constrói de forma encantadora um universo de risadas, lealdade e esperança conquistada a duras penas.


A maioria das classificações desse livro são 3 ou 4 estrelas de 5. Acho suficientemente bom, mas ao mesmo tempo pouquíssimo para expressar o que senti ao ler um livro que não fazia ideia de que tratava de um assunto que eu me identificaria tanto. Amber Appleton me fez enxergar muita coisa que eu precisava ver. Pra quem não sabe a história desse livro, eu conto a seguir. Em um belo dia, Quase Uma Rockstar estava na Amazon por R$9,90 e eu implorei para que meu pai em outra cidade o comprasse. Uns 10 dias depois, o livro estava esperando por mim na minha cama. Desembrulhei, tirei o plástico e folheei o livro que eu havia comprado porque vi algumas resenhas séculos atrás e nem lembro do que tinha nelas - estava barato! Achei a diagramação linda, como todos os livros da Intríseca que li nessa vida. Coloquei o livro na minha lista de leitura e quando chegou a vez dele, a minha rotina apertou, as coisas complicaram pra mim em relação à faculdade e eu me mudei. Aconteceram muitas coisas que inclusive me fizeram deixar o blog de lado por alguns dias. Na noite do dia 15, resolvi sentar no meio das cobertas (19º é inédito em Pernambuco, sorry) e ler até me dar vontade de parar. Só parei de quase 1 da manhã de hoje (16) e com lágrimas escorrendo pelo meu rosto. 

RESENHA: O Acordo (Amores Improváveis I) - Elle Kennedy

09 junho 2017
Foto: Skoob
O Acordo (Amores Improváveis I)
Elle Kennedy
Editora: Paralela
Ano: 2016
Páginas: 360
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Tocante, profundo, engraçado, sexy... ''O Acordo" é um romance que vai te encantar e surpreender a cada página. Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.

          Mesmo estando triste por ter atrasado a leitura e consequentemente a resenha desse livro, fico extremamente feliz em finalmente estar aqui escrevendo essa resenha. Finalmente li O Acordo! Se você é bem inserido na blogosfera literária, com certeza já viu resenhas ou fotos desse livro por aí. Ou melhor, da coleção inteira. Assim que vi, adorei a capa e mesmo a sinopse sendo um pouco clichê, fiquei interessada em saber como Elle Kennedy tomaria as rédeas dessa história.
       

RESENHA: A Garota do Calendário (Abril) - Audrey Carlan

05 junho 2017
A Garota do Calendário (Abril)
Audrey Carlan
Editora: Verus
Ano: 2016
Páginas: 160
Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... O cliente de Abril é o astro do beisebol Mason Murphy, de Boston, que precisa de Mia a seu lado para melhorar sua imagem com os patrocinadores. Mason não está acostumado a ouvir “não” de mulher alguma, e Mia vai representar o desafio supremo para ele.


Sim, esse quarto livro é definitivamente um dos que eu não considero tão bom na coleção de livros - do que li até agora. Li com muito tédio e cheguei no fim esperando que algo acontecesse, mas infelizmente fiquei só querendo mesmo.

Para quem ainda não sabe a história da coleção e não leu as outras três resenhas, explico rapidamente a situação. Mia Saunders precisa trabalhar como acompanhante (não prostituta, ACOMPANHANTE EM EVENTOS) para caros ricos que precisam por algum motivo de companhia em algum evento ou para enganar a mídia. Só o simples fato de ser acompanhante já rende milhares de dólares por mês para Mia, que precisa desse dinheiro para pagar a dívida que seu pai tem com seu ex-namorado, um agiota. Então, Mia trabalha na agência de acompanhantes da sua tia e por um ano precisa arrecadar o dinheiro para pagar ao ex, e a cada mês, é um cara diferente. 

RESENHA: A Pequena Vendedora de Fósforos - Hans Christian Andersen

03 junho 2017
A Pequena Vendedora de Fósforos
Hans Christian Andersen
Editora: Zahar
Ano: 2014
Páginas: 8
Adicione no Skoob - Compre aqui ☺❤ 
Sinopse: Na véspera de Ano Novo, uma menina descalça, frágil e desamparada tenta vender fósforos aos passantes. Morrendo de frio, na neve, ela acende alguns palitos para se aquecer. Aos poucos, abandonada e faminta, a vendedora de fósforos vai produzindo alucinações a cada lampejo de luz.



Talvez você já tenha ouvido falar desse clássico ou tenha até ouvido a história quando criança. Mas talvez você não fazia ideia de que existe um conto de fadas chamado A Pequena Vendedora de Fósforos. No meu caso, foi a segunda opção. Conheci o livro através do Rory Gilmore Books Project, onde devemos ler todos os livros citados na série Gilmore Girls. To meio parada nesse projeto, mas prometo que a partir do segundo semestre irei ler pelo menos metade dos livros do mês só do projeto. Quando vi que esse livro estava entre os gratuitos do dia na Amazon, logo cliquei pra baixar. Enganada eu que confundi com o preço do Kindle Unlimited e acabei comprando o ebook. Mas tudo bem, o que vale é que o livro é realmente muito lindinho e me deixou com o coração apertado.

RESENHA: Seis Anos Depois - Harlan Coben

01 junho 2017
Seis Anos Depois
Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Páginas: 272
Adicione no Skoob - Compre aqui ☺❤
Sinopse: Jake Fisher e Natalie Avery se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas. E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento, ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la. Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa... durante seis anos. Ao ver o obituário de Todd, Jake não resiste e resolve se reaproximar de Natalie. No enterro, em vez de sua amada, encontra uma viúva diferente e logo descobre que o casamento de Natalie e Todd não passou de uma farsa. Agora ele está decidido a ir atrás dela, esteja onde estiver, mas não imagina os perigos que envolvem procurar uma pessoa que não quer ser encontrada. Em Seis Anos Depois, Harlan Coben usa todo o seu talento para criar uma trama sensacional sobre um amor perdido e os segredos que ele esconde.

Devo falar logo que li Seis Anos Depois somente por causa de uma promoção surreal das Americanas. Lá estava eu na minha primeira semana de aula quando entro na Americanas (minha faculdade é do lado da loja) e vejo vários livros em promoção. Dou de cara com Harlan Coben. Esse cara que muita gente fala maravilhosamente bem e que eu nunca tinha tido oportunidade de conhecer. Quando vi que Seis Anos Depois estava por apenas R$ 4,99, me agarrei no livro e só soltei no caixa. Foi o melhor achado da minha vida até hoje porque afinal, o livro já é um dos meus favoritos.