5

Meu Nome é Albert!
Ronaldo Viana S.

1

Duff
Kody Keplinger

2

Quando a Noite Cai
Carina Rissi

3

Lola e o Garoto da Casa ao Lado
Stephanie Perkins

4

(Im)Perfeição
Helena Souza

Sorria, estranho. Sorria estranho. - 12 cartas em 12 meses

18 abril 2017



Olá, estranho.


Minha mãe sempre disse que eu não falasse com estranhos. Nunca. Eu até vejo o lado dela, mas também vejo o meu lado que todas as pessoas são estranhas antes de conhecermos. Não sei sobre você. Não sei se você estuda, trabalha, divaga pelo mundo. Gostaria de saber. Gostaria de saber se você está lendo essa carta com desprezo ou com animação por ver que existe alguém nesse mundo que ainda se interessa por cartas e pela escrita. Espero que a última opção. Não tenho muito o que escrever por aqui, mas desejo muito que o que quer que você esteja passando de ruim consiga melhorar em breve. Por que digo isso? Bem, acredito que cada um tem seus demônios e eu luto para que os meus não tomem proporções gigantes e acabem tirando minha essência. Aquela que faz eu ser eu. Você tem sua essência, você tem seus demônios. Lute. Mas também ajude para que outras pessoas possam fazer o mesmo, como eu faço agora. Saiba que os menores gestos também contribuem para um sorriso no rosto. Às vezes, até mesmo um sorriso para um estranho como você, faz o dia de alguém. Não acredita? Bem, hoje vim pra casa bem mal e desgastada de uma prova que fiz na faculdade e na saída do ônibus, já no meu ponto, um moço deixou que eu descesse primeiro e sorriu. Simples assim. Sorri de volta agradecendo sua simpatia e educação - que sinceramente não era preciso. Pra ilustrar o que eu digo, cito uma imagem que uma recém amiga acabou de postar no Stories do Whatsapp. A imagem diz: "Morar sozinho em outra cidade é uma tarefa complicada. A geladeira está cheia de comida estragada. A cidade está cheia de gente desconhecida. E o coração cheio de saudade." E é bem assim, estranho. Você morando sozinho, ou não. A cidade está cheia de gente desconhecida. Cada uma com suas histórias, seus amores, suas saudades, seus demônios e seu sorrisos guardados. Não guarde o seu. O seu ônibus já deve ter chegado a esse ponto, e se você ainda está lendo isso aqui é certamente porque ficou curioso para saber o que uma pessoa estranha teria a lhe dizer. Bem, era somente isso. Queria poder saber pelo menos seu nome, mas deixei essa carta no banco antes que pudesse ver alguém se aproximando justamente para evitar fantasiar uma amizade com você. Eu amo fazer amizades. Aposto que seria sua amiga facilmente, e se você me magoasse, eu talvez só iria perceber quando a ferida doesse. E quando isso acontecesse... Bem, eu iria tentar ver o seu lado mesmo se você estivesse errado. Eu sempre faço isso com as pessoas. Talvez esse seja meu defeito... Ou seria qualidade? Acho que não... Enfim, cuidado para não perder o seu ponto! Não quero te atrapalhar. Queria apenas que se sentisse um pouco querido e que esboçasse um sorriso. Ainda não fez isso? Que tal fazer agora?

Um grande abraço de alguém tão estranho quanto você.


P.S: A carta foi deixada no banco em um ponto de ônibus. 
P.S 2: Estranho está em masculino, mas foi apenas o jeito que escrevi. Quis dizer qualquer estranho ou estranha, pessoa em geral.


Projeto 12 cartas em 12 meses:

Janeiro: Uma carta para você no passado, há dez anos atrás. 
Fevereiro: Uma carta para um personagem fictício.
Março: Uma carta de agradecimento.
Abril: Uma carta para um desconhecido.
Maio: Uma carta para nunca ser enviada.
Junho: Uma carta para a infância.
Julho: Uma carta de revolução.
Agosto: Uma carta ao seu reflexo no espelho.
Setembro: Uma carta aos seus sonhos.
Outubro: Uma carta para seu melhor amigo(a).
Novembro: Uma carta de perdão.
Dezembro: Uma carta de despedida.

  1. aaaaaaaaaaaa que amor, eu amo quando pessoas no ônibus sorriem pra mim <3 e não se preocupe uma prova não pode nunca destruir seu sorriso!

    ResponderExcluir
  2. Cara,te admiro de mais,amo seu jeito singular de escrever.Já estou ansiosa para a próxima carta!!!

    ResponderExcluir
  3. Que projeto legal! Achei linda sua carta, senti como se estivesse falando pra mim haha' Fiquei curiosa pra saber a reação da pessoa que a encontrou :D

    Bjs!
    31 de Março

    ResponderExcluir
  4. Tu é uma ótimaaa escritora! Se eu achasse essa carta, ia ganhar meu dia, ficou linda demais. Acho que um sorriso é o gesto mais básico e simples que a gente tem a dar, e sempre tem alguém pra receber e fazer bom uso dele. Sorrir é mais que uma ação, é uma virtude.

    Beijosss
    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Nossa, que demais isso de você ter feito a carta e deixado para algum estranho! Se eu visse uma carta do tipo, eu iria ficar mega feliz, hahaha. Adorei! <3

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  6. Oiii tudo bem?
    Primeira vez no seu blog e achei super legal o texto...diferente o projeto!!
    Top!

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
  7. Mano. Eu queria ter pego essa carta, ficaria muito felizínea hahaha eu coleciono cartas achadas, tenho algumas, inclusive uma de amor q foi muuuito difícil de capturar.
    Beijos
    Se Esse Mundo Fosse Meu

    ResponderExcluir
  8. Gente... gente.. sem palavras. que coisa mais incrível.
    'Bem, acredito que cada um tem seus demônios e eu luto para que os meus não tomem proporções gigantes e acabem tirando minha essência.'


    http://bookecoffee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!