5

Meu Nome é Albert!
Ronaldo Viana S.

1

Duff
Kody Keplinger

2

Quando a Noite Cai
Carina Rissi

3

Lola e o Garoto da Casa ao Lado
Stephanie Perkins

4

(Im)Perfeição
Helena Souza

RESENHA: A Menina Que Colecionava Borboletas - Bruna Vieira

01 abril 2017
A Menina Que Colecionava Borboletas
Bruna Vieira
Editora: Gutenberg
Ano: 2014
Páginas: 151
Sinopse: Bruna Vieira está cada vez mais longe dos quinze, e sabe que crescer nunca é tão simples. Considerada uma das blogueiras mais influentes do mundo, mais uma vez ela dá vazão ao seu talento como escritora com este seu novo livro de crônicas e pensamentos, em que mostra o quanto amadurecer e conquistar a independência é maravilhoso, mas tem seus desafios e poréns. A garota do interior que usa batom vermelho e que realizou seus maiores sonhos continua inspirando adolescentes de todo o país. Para ela, as páginas deste livro significam o bater de asas das borboletas que colecionou dentro do peito por algum tempo e que agora, finalmente, pode deixar que voem livres por aí.





            Nada melhor do que começar o primeiro BEDA aqui do blog resenhando um dos livros da Bruna Vieira. Aproveito também para dizer que este post faz parte do Clube do Livro 2017 em que alguns blogs resenham livros de acordo com o tema proposto. Juntei tudo e com a temática livro pequeno + livro ilustrado, trouxe A Menina Que Colecionava Borboletas. 


Li esse livro em 2014. Acompanhei a Bruna Vieira enquanto o livro estava em lançamento e lembro de estar em São Paulo com meus tios (era meu presente de aniversário de 15 anos) quando minha mãe ligou dizendo que havia encontrado A Menina Que Colecionava Borboletas que eu tanto queria. Eu ainda não tinha completado 15 anos na época. Era Julho de 2015 quando comecei a folhear o livro e me sentir cada vez mais próxima da Bruna. Todas as crônicas descreviam uma menina que parecia tanto comigo que parecia ser minha irmã gêmea. Devorei o livro em algumas horas. Depois disso fiquei ainda mais fã da Bruna como pessoa e como influenciadora digital e a coleção de livros dela acabou se tornando minha parte favorita da prateleira. Assim que vi que o desafio do mês seria um livro ilustrado, pensei na Bruna e nas ilustrações lindas que seus livros continham. 


      Eu não esperava ler A Menina Que Colecionava Borboletas novamente e sentir emoções totalmente diferentes das que senti em 2014. Passaram-se quase três anos desde a última vez que li e inevitavelmente eu mudei bastante. É assim que percebemos que amadurecemos e as opiniões que tivemos anos atrás foram reformuladas. Assim que comecei a ler a primeira crônica do livro que resenho neste post, senti uma proximidade ainda maior com a realidade que Bruna vivia naquela época. Pra quem não sabe, ela saiu de casa aos 17 anos para tentar a vida em São Paulo. Uma cidade grande e ainda por cima longe dos pais e sem conhecer nada por lá. Quando a eu de 14 anos leu isso, acho que pensou "que coragem, eu nunca conseguiria fazer isso". A eu de agora só riu e assentiu a cada descrição do que ela sentia com aquele novo ambiente. Assim como Bruna, saí de casa aos 17 anos para tentar a vida em uma cidade grande onde eu não conheço ninguém. E sim: naquela época eu só idealizava esse momento. 


     É aí que Bruna conta um pouco de como foi assumir tantas responsabilidades antes dos 18 anos e a liberdade que parecia bater na porta, mas onde estava? Eu não havia me identificado na primeira vez que li. Disto eu tenho certeza. Eu posso ter achado que sim por ter me apaixonado mais ainda pela escrita da Bruna. Mas foi dessa vez que senti que aquela era eu de alguma forma. Meus medos e anseios que tanto guardo pra mim foram expostos e nem eram meus apenas. Eram da Bruna. E de milhares de meninas que também dividem esses sentimentos conosco. Não devorei cada página como da última vez. Li e reli alguns parágrafos. Me identifiquei. Grifei. Repeti mentalmente e por fim: me acalmei. 






      De repente você está tão dentro das crônicas que lê imersx nas palavras. Bruna migra de aceitação, relacionamentos, desapego, felicidade, liberdade e chega até em diálogos que te faz pensar um pouco sobre a vida. Não tenho muito o que falar de A Menina Que Colecionava Borboletas já que são crônicas e cada uma delas toca em um assunto diferente, porém importante na vida de todos nós. Creio que muita gente deve pensar "ah, mas é o livro de uma blogueira!". Gente, eu amo essa fase de blogueiros e youtubers porque acima de tudo temos a oportunidade de nos guiar no que queremos ouvir ou ler. Temos uma infinidade de assuntos que podemos encontrar tão rápido que chega a me impressionar. E o fato de a Bruna Vieira ter escrito tantos livros e ser reconhecida por tanta gente é porque essa menina do interior de Minas Gerais tem talento. Todos nós temos um talento aliás! E agradeço por termos mil oportunidades de mostrarmos para as pessoas que podemos fazer e sermos o que queremos e sem limites. Sonhar alto hoje é sinônimo de perseverança. Para as blogueiras que estão lendo isto aqui eu peço que não tenham medo ou vergonha de continuar fazendo o que ama. Aproveite seu espaço e faça dele um de seus lugares favoritos do mundo. Antes de qualquer resultado que vier disto saiba que fazemos tudo isso porque amamos. Assim como a Bruna Vieira e o Depois dos Quinze.











POSTAGENS DO BEDA (BLOG EVERY DAY APRIL)

01/04 Resenha de A Menina Que Colecionava Borboletas



  1. Nossa, eu já tinha muita vontade de ler esse livro, mas depois de ver essas ilustrações maravilhosas dele, só me deu mais vontade ainda, sem contar que a história parece ser linda e de super aprendizado para nossa vida :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmm. A Bruna arrasa e cada livro você se apaixona pelas ilustrações!

      Excluir
  2. Oie tudo bom?
    Confesso que nunca tive muito vontade de ler este livro. Mas essas fotos que você postou na resenha *-------* acho que preciso ler.

    Beijos,
    Paixão Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, precisa sim! É quase necessário pra viver haha

      Excluir
  3. Essa capa é maravilhosa demais, amei a resenha <3
    Através da Estante

    ResponderExcluir
  4. Essa menina tem um talento incrível mesmo. Gostei muito das ilustrações que você colocou do livro.
    Gostei do seu espaço e te convido para visitar o meu.
    Bom domingo!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São muito lindas e realmente te tocam. A Bruna é f@da!!

      Excluir
  5. Ainda não senti nenhuma vontade de ler algum livro da Bruna, mas admito que essa história parece ser interessante. Quem sabe dou uma chance por esse. Adorei a sua resenha bjs

    Taynara Mello www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Séeeerio? Mas os livros dela são um amor, viu? ><

      Excluir
  6. Nossa, já faz 3 anos que esse livro foi lançado! =O Parece que foi ontem, e também acompanhei o lançamento bem feliz porque amava/amo a Bruna e toda a perseverança dela. Mas ainda não li! Achei super fofo, nem sabia que tinha tantas ilustrações. Acho que conforme a gente cresce e muda, a nossa crítica e percepção das coisas também, então a leitura passa por isso junto. Gosto dos relatos da Bruna porque são inspiradores pra todos que passam por situações parecidas <3
    E eu também adoro livro dos YouTubers que assisto, os da Bruna Vieira, então, são os que mais quero ler x)

    Beijoss
    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Que livro maravilhosoo, eu já conhecia e morro de vontade de ler! <3
    AMEEEI a resenha!
    Bisous,
    Blog Pequeno Muffin | Lara Reis
    www.pequenomuffin.com.br

    ResponderExcluir
  8. nao gostei muito do livro, prefiro o primeiro livro dela. amo muito a bruna
    amei seu blog, seguindo
    https://dose-of-poetry.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Acredita que esse livro está na minha lista de leitura mas eu nem fazia ideia de quem é a autora?! Achei a proposta do livro muito legal, deve mexer bastante com os sentimentos.

    Garota do 330

    ResponderExcluir
  10. Oioi bonita!

    Esse livro parece incrível, né? Amei as fotos e sua resenha.

    Beijão
    www.cretinaliteraria.com

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!