5

Meu Nome é Albert!
Ronaldo Viana S.

1

Duff
Kody Keplinger

2

Quando a Noite Cai
Carina Rissi

3

Lola e o Garoto da Casa ao Lado
Stephanie Perkins

4

(Im)Perfeição
Helena Souza

Cidade grande, baratas, miojo e eu - MÊS 1

05 abril 2017
Sim, a foto do post tem que ser Mike Wazowski com o sonho de estudar na Monsters University! Os dois filmes de Monstros S.A são meus favoritos já que mostram bem a relação entre sonhos e capacidade de seguir nossos sonhos. Somos todos Mike Wasowski!


                  Eu queria escrever esse post quando eu acabasse o primeiro período da faculdade falando pra vocês como está sendo sair de casa aos 17 anos, morar em uma cidade grande desconhecida e a pressão da faculdade. Mas enquanto eu pensava no tema pro post de hoje - que não fosse resenha (haja tema pra um BEDA) - , minha roommate sugeriu que eu falasse sobre como está sendo a minha experiência que é realmente uma fase nova e diferente na minha vida. Quando olhei para o calendário e vi que hoje é 5 de Abril, fiquei chocada porque faz um mês que eu me mudei e que minha vida virou de cabeça pra baixo. Grande coincidência! Então resolvi que vale a pena falar o que aconteceu nos últimos dias e vai ser mais um post divertido sim.


  • A casa: Começando pelo momento em que cheguei aqui, devo dizer que fiquei um pouco perdida. Não só na cidade como também na minha própria nova casa. Mesmo que ela se situe perto da parada de ônibus, lembro que senti muito medo de me perder no começo. Bem, logo esse medo passou, pois eu me perdi e sobrevivi sim ao fim do mundo! Também tive que fazer meu próprio almoço sozinha e inúmeras coisas que eu não fazia ideia que se precisava fazer em uma casa. Também aprendi (estou aprendendo ainda) a lutar contra baratas! Gente, existe tanta barata nesse mundo, né? E a caça às baratas continua todos os dias. Pelo menos eu sei que não vai faltar histórias pra contar sobre isso!
  • A cidade: Talvez eu esteja um pouco fascinada pelo fato de eu estar em uma "cidade grande". Só deixando claro que uma cidade com shoppings é grande. Na minha antiga cidade tínhamos o Subway e era a sensação do momento. Gosto de pegar o ônibus pra faculdade na janela, pois fico observando o quanto essa cidade é diferente da minha antiga cidade e também da capital do estado. É como se fosse uma cidade grande com espírito de interior. Sempre sonhei em sair de casa e me virar sozinha longe dos meus pais, agora que aconteceu a gente chora. Mentira, mas eu sofro bastante com as dificuldades diárias de morar longe dos meus pais. 
  • A faculdade: Esse com certeza vai ser o tópico maior, já que era o que eu realmente queria falar. Pra quem ainda não sabe, curso Comunicação Social na Universidade Federal de Pernambuco. Por que Comunicação? Além de ser um pouco óbvio que sou apaixonada por essa área, devo dizer que minha primeira e única opção era o Jornalismo. Deus e minha nota do ENEM 2016 não me ajudaram nesse quesito, mas me guiaram para uma escolha ainda mais minha cara. Era pra ser Comunicação Social. Na primeira semana de aula tivemos palestras abordando as diversas áreas do curso (Jornalismo, Publicidade e Audiovisual) e as ênfases (Produção Cultural e Mídias Sociais) e isso me deixou bem apaixonada pela área que eu ainda tinha dúvidas se realmente seria o que eu tenho que ser da vida. É bem complicado decidir isso e ter sucesso na escolha quando se têm 17 anos e muita pressão de pais e escola nas suas costas. Mas eu realmente sinto que eu fiz minha escolha certa, pois mesmo que eu deseje não ficar no Jornalismo no futuro, a área de Comunicação é muito ampla e essa é a minha área de certeza. 
  • As aulas: Quem está no Ensino Médio pensa com certeza que assim que escolher um curso vai aprender o que sempre quis e amou. Sim e não. Quando me disseram isso duvidei e disse que ia sim amar poder estudar o que gosto. Eu amo sim. Mas assim como no Ensino Médio, temos coisas que são um pouco irrelevantes. Como Filosofia. Sempre gostei de Filosofia, mas confesso que certos assuntos são chatos. Assuntos como filósofos, por exemplo. Então sim, estou no curso que gosto, mas tenho cadeiras e assuntos que eu vou sim odiar e/ou não simpatizar com a matéria. É aí que o papo da escola volta: você tem que amar mais o que não gosta e dar tudo que pode pra conseguir alcançar a mesma nota que as matérias que ama. Falando nas amorzinhos, eu sabia desde que vi o horário do 1º período que cairia de amores por Técnicas de Redação e isso aconteceu instantaneamente. Acabei de chegar da aula e sempre chego inspirada e feliz porque é a única aula até agora que eu realmente sinto a essência do Jornalismo e ah, eu amo né. 
  • Os amigos: Muitos. Nunca pensei que ia fazer tantos amigos na faculdade. Na escola eu tinha meu grupinho de 6 pessoas ou menos e eu praticamente só falava com elas diariamente. O resto era de vez em quando ou quase nunca. Acho que éramos tão diferentes e queríamos coisas tão diferentes que até o assunto era difícil de fluir. Na faculdade você encontra gente que é parecida com você em tantas coisas, mas ao mesmo tempo diferentes a ponto de querer ser amiga delas pra sempre. Fiz amizades incríveis! Falo com todos na sala bem tranquilamente e falo com tanta gente todos os dias que me sinto acolhida de verdade por eles. E ah, o pessoal aqui é muito prestativo e nos ajudam bastante em qualquer urgência da vida! Momento divulgação: conheci Thainara Amorim do Se Esse Mundo Fosse Meu por lá e ela me chocou dizendo que já conhecia meu blog então ela merece ser divulgada aqui para sempre. 
  • Crushs: Um em cada lugar, claaaaro!
  • Comida: Não cometam o mesmo erro que eu. Faculdade é sim pesada sendo um curso de Exatas, Humanas ou Saúde, mas assim alimentação é fundamental. Digo isso porque tentei almoçar miojo algumas vezes e não deu certo! Não façam isso pessoal ☺
       Minha roommate disse que agora seria o momento de fazer uma reflexão de quem eu era antes para quem sou agora. Em um mês. Bem, podem rir, mas eu mudei sim e bastante. Citando uma pessoa próxima, digo que não só os acertos te fazem crescer, mas cada erro. Não que eu tenha errado. Quis dizer no modo geral. Eu saí de uma fase conturbada da minha vida onde eu sentia que era pressionada por coisas que não faziam sentido. Por que eu precisava tirar nota boa em Física mesmo? Eu nem sei a fórmula do sorvetão! Quando essa nova fase da minha vida chegou, senti que eu ainda estava presa na anterior e que eu precisava primeiramente me sentir na de agora. Fiz algo que nunca pensei que ia fazer na vida e talvez tenha sido uma das melhores escolhas do ano. Cortei meu cabelo. Curto. Sinto que agora posso dizer que me sinto eu mesma, mas acima de tudo: sinto que cresci.


POSTAGENS DO BEDA (BLOG EVERY DAY APRIL)



  1. Oeeeeeeeeeee!
    Obrigada pela divul hahaha Sei que sou a melhor amiga nesse curso e nessa cidade, bjs
    Genteee, como assim tu não tá gostando de Filos?? Eu tô amando muito essa matéria, é a minha preferida depois de T.R., claro <3
    Minha fia, sei como é viver sem os pais. Acaba com muito conforto que a gente tem, né? No meu caso, melhorou demais nossa relação(porque somos MUITO diferentes)!
    Sim, nossa city é grandinha visse. Gosto que só daqui mesmo sendo perigoso pra caramba.
    Queria ter um crush, mas tá difícil viu hahaha já conheço esses galerosos de outros carnavais, não dá pra se apaixonar por ninguém aqui! Tem que garimpar mesmo!
    Verdade, comer bem e dormir bem é uma NECESSIDADE! Se o professor passou 3000 textos pro dia seguinte, massa, mas a prioridade é a sua saúde e a Rainha Streisand mesmo dizia:
    "Only can die once, right, sir
    Ooh, life is juicy, juicy and you see
    I gotta have my bite, sir"
    Beijos!!
    seessemundofossemeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Sou suspeita para falar, já que o que mais amo nesse mundo blogueiro são os posts-diarinho, mas AMEI seu relato. Lembrei de cada segundinho longe da mãe, quando eu entrei na faculdade também, e como foi um período assustador e incrível da minha vida. Confesso que chorava bastante, e comia muito miojo, confesso rs, mas, se pudesse, voltaria e faria tudo de novo, com a maior paixão.
    Em tempo, perdi a batalha para as baratas. Quando uma apareceu no meu apartamento, lá no meu ano de caloura, sai batendo na porta dos vizinhos para ver se tinha alguém apto a matar. No fim, uma outra caloura super corajosa me ajudou. Quero ler suas histórias com esses bichinhos asquerosos tb.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Faculdade é uma experiência única. Até hoje eu tenho boas memórias dos meus tempos de academia. Também sou formado em jornalismo e eu me encontrei nessa área. Não me vejo fazendo outra coisa. Que essa paixão pela profissão só cresça. Falando em crescer, amadurecer é bom para o nosso desenvolvimento. Fico feliz que tenha se virado na nova cidade.
    Bom restante de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  4. Eu acho tão engraçado que seguia o blog de vocês e agora vocês estudam juntas! =O Isso é muitooo legal *-* O primeiro mês de faculdade é o mais tumultuado, ainda mais quando se muda de casa. Que corajosa! Acho que você está se saindo muito bem ^_^ Todo mundo fala que na faculdade você vai estudar o que quer, mas sério, desde que entrei, o que menos vi foram coisas legais. As vezes a matéria é legal e o professor é muito despreparado, ou acho que vai ser um saco e me apaixono por causa do professor... é uma caixinha de surpresas.
    Achei o Mike Wazowski a cara do post, mas me lembrei mais da Rory com a fixação com Harvard x)

    Beijo, boa sorte nessa jornada!
    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!