Clarissa Assis

19 primaveras, leonina e persistente. Estuda Comunicação Social, é apaixonada por livros, música, séries e culturas. Não gostava de chá, mas agora seu passatempo favorito é ler um bom livro tomando uma xícara de chá fumegante e meias fofinhas nos pés.

@proximaprimavera

RESENHA: Suzy e as águas-vivas - Ali Benjamin

Suzy e as águas-vivas
Ali Benjamin
Editora: Verus
Ano: 2016
Páginas: 223
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Às vezes, quando nos sentimos mais solitários, o mundo decide se abrir de formas mágicas. Suzy Swanson está quase certa do real motivo da morte de Franny Jackson. Todos dizem que não há…

RESENHA: Namorado de Aluguel - Kasie West

Namorado de Aluguel
Kasie West
Editora: Verus
Ano: 2016
Páginas: 250
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse:
Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era …

RESENHA: Caixa de Pássaros - Josh Malerman

Caixa de Pássaros
Josh Malerman
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 272
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de termi…

Pequenas e Grandes Conquistas de 2017 + TAG Natalina

Ano passado criei um quadro aqui no blog em que eu faço uma retrospectiva do ano com conquistas, desde pequenas até as grandes, que fizeram meu ano. 2017 foi muito especial pra mim, então compartilhar aqui com vocês tudo que me orgulha significa muito pra mim!
Passei na Federal. Sinto que esse …

RESENHA: Sorrisos Quebrados - Sofia Silva

Sorrisos Quebrados
Sofia Silva
Editora: Valentina
Ano: 2017
Páginas: 232
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.
 



   Já fazia bastante tempo que eu queria ler esse livro e confesso que parte do meu desejo vem dessa capa maravilhosa. Se eu fizer um ranking das capas mais bonitas que já vi, Sorrisos Quebrados de certeza vai estar entre as melhores. Comprei no dia da Black Friday na loja física da Americanas assim que saí de uma prova importante. Como estudo em um polo (meio shopping), a Americanas é 1 minuto da minha sala e eu fui comprar comida. Acabei me deparando com esse livro com 50% de desconto e, por incrível que pareça, era pra eu comprar naquele momento mesmo pois ele custava 12,50 e eu só tinha 13,00 no bolso. Deixei de comer? Deixei, mas valeu a pena DEMAIS!

"Todo dia é um recomeço. Todo dia eu renasço. Todo dia eu me levanto. Todo dia eu não desisto. Todo dia eu vivo como se não tivesse todos os dias."

   Em Sorrisos Quebrados, Sofia Silva conta de forma muito emocionante a história de Paola, uma jovem que passava por problemas em seu casamento que acabaram levando à violência doméstica. Isso faz com que ela fique com problemas sérios psicológicos e com cicatrizes permanentes que sempre a lembrarão que sobreviveu, e isso significa uma nova chance. Na clínica onde Paola mora, ela acaba conhecendo Sol, uma criança que é extremamente amorosa, mas que passou por uns maus bocados que acabaram a transformando completamente. O amor à arte, as tintas e a superação uniu Paola e a pequena Sol que de quebra leva seu pai, André, a adentrar no mundo maravilhoso de Paola, onde as cores dão vida a cada momento de felicidade e tristeza.

RESENHA: O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry

O Pequeno Príncipe
Antoine de Saint-Exupéry
Editora: Agir
Ano: 1943 (edição de 2015)
Páginas: 96
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Livro de criança? Com certeza. Livro de adulto também, pois todo homem traz dentro de si o menino que foi. Como explicar a adoção deste livro por povos tão vari…

4 livros para te inspirar a viver intensamente

Resolvi trazer pra vocês como indicação os quatro livros que mais me inspiraram ultimamente e que me fizeram refletir sobre a vida e o quanto ainda temos que passar para crescer espiritualmente, independente das dificuldades. Os livros que vou citar nesse post já foram comentados aqui no…

RESENHA: O Diário de Anne Frank - Anne Frank

O Diário de Anne Frank
Anne Frank
Editora: Geek
Ano: 1947 (edição de 2017)
Páginas: 239
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: No auge da Segunda Guerra Mundial uma garota ganha em seu aniversário de 13 anos um caderno de autógrafos. Tinha um fecho, capa dura de tecido xadrez vermelho e branco. O nome da garota era Anne Frank e ela gostava muito de escrever. Por isso, transforma o caderno em um diário. Menos de um mês depois, Anne, a irmã Margot e os pais vão para um esconderijo secreto, onde passam mais de dois anos, com outras quatro pessoas, para não serem enviados para um campo de concentração. Os nazistas acharam o esconderijo e o grupo não escapou do holocausto. Anne, que era judia, morreu pouco antes de fazer 16 anos. Porém, o diário onde foram narrados os momentos sobre a vida de Anne Frank e as acontecimentos vivenciados no anexo secreto sobreviveu ao tempo. Foi publicado pela primeira vez em 1947 e se tornou um dos livros mais lidos do mundo, traduzido para mais de 60 idiomas.


   Claramente um dos melhores livros que já li na vida, top 5, com certeza. Creio que ele possa disputar com Novembro, 9 como a melhor leitura de 2017. Sempre quis ler O Diário de Anne Frank, mas nunca tinha tido a oportunidade de comprar até a Bienal de Pernambuco desse ano. Vi que estava por apenas R$ 10 e aproveitei. Ele faz parte não só da minha Meta de Leitura do Skoob como também do projeto Rory Gilmore Books Project, em que temos que ler os mais de 300 livros citados na série Gilmore Girls. Anne Frank se tornou minha amiga e eu nunca vou esquecer do quanto ela me inspirou.

"Por isso que escrevo um diário. É para eu fazer de conta que tenho uma grande amiga. A este diário que vai ser minha grande amiga, vou dar o nome de Kitty."

    O Diário de Anne Frank é literalmente o diário que Anne Frank escreveu enquanto se escondia dos nazista com sua família e alguns conhecidos em um esconderijo. Ela relata acontecimentos diários, atualizações sobre a Segunda Guerra Mundial e também compartilha com Kitty, o diário, seus medos, anseios, vergonhas e orgulhos. Nos quase 2 anos registrados por Anne, vemos o quanto ela cresceu e nos ajudou a crescer espiritualmente. 

    Eu sabia que ficaria mal depois que lesse esse livro, mas não sabia que ficaria TÃO mal. Não, não. Se você ainda não leu e tem medo de ler por ser muito triste, não se preocupe. É triste sim, mas, infelizmente, Anne teve sorte por conseguir se esconder por tanto tempo. Tantas milhares de pessoas  foram capturadas e levadas para campos de concentração que é impossível falar do Holocausto sem ficar mal. Mas Anne é única. Ela te inspira de um jeito paranormal. Ela começa a escrever o diário bem monótono mesmo sobre alimentação, a vida reclusa, dificuldades, momentos engraçados em família. 

RESENHA: Princesa Mia (O Diário da Princesa #9) - Meg Cabot

Princesa Mia
Meg Cabot
Editora: Galera Record
Ano: 2008
Páginas: 304
Adicionar no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Mia precisa discursar em um baile de gala da Domina Rei, uma sociedade de elite, cheia de poderosas mulheres de negócios. O que diabos ela teria a dizer? Agora que o namorado terminou com ela de vez, Mia não consegue sair da cama, sua melhor amiga a odeia e todas as suas roupas estão ficando apertadas. Para piorar, está sendo obrigada a ver um terapeuta, Lana Weinberg agora quer ser sua melhor amiga, e Mia descobre o diário de uma antepassada, com revelações que podem mudar o destino da Genovia para sempre. Como uma princesa poderia resolver tantos problemas?


ESTA RESENHA NÃO CONTÉM SPOILERS DOS OUTROS LIVROS DA SÉRIE

       Eu nem tinha blog quando li a maioria dos livros da coleção O Diário da Princesa de Meg Cabot, mas isso não significa que eu não tenha reservado um lugarzinho aqui pra ela também, principalmente quando não li todos os livros. Essa série é certamente a mais longa que já li até agora e lembro que devorei os oito primeiros livros de uma vez só de tão gostosos de ler. A Meg Cabot é mestre em escrever chick-lits e YA mesmo né? Resolvi que iria sim ler Princesa Mia em 2017 e por isso coloquei na minha Meta de Leitura do Skoob. Chegou a hora de falar o que achei desse livro fofo!

"Às vezes, na vida, a gente cai em buracos dos quais não conseguimos sair sozinhos. É pra isso que os amigos e família servem - para ajudar. Mas eles só podem ajudar se você informar a eles que está pra baixo."

        Nesse livro, Mia Thermopolis, a princesa de Genovia, que vive uma vida normal em Nova York, entra em um momento depressivo de sua adolescência por causa de um término de namoro e uma amizade desfeita. Ela precisa lidar com seus pensamentos tristes e ainda assim se descobrir como pessoa e princesa. Ela precisa discursar em um baile de gala e mal sabe que todos os últimos acontecimentos da sua vida levaram a uma grande descoberta acerca de Genovia.

RESENHA: The Kiss Of Deception - Mary E. Pearson

The Kiss Of Deception
Mary E. Pearson
Editora: DarkSide Books
Ano: 2016
Páginas: 406
Adicione no Skoob - Compre aqui
Sinopse: Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro? Quando se vê refugiada em um pequeno vilarejo distante o lugar perfeito para recomeçar ela procura ser uma pessoa comum, se estabelecendo como garçonete, e escondendo sua vida de realeza. O que Lia não sabe, ao conhecer dois misteriosos rapazes recém-chegados ao vilarejo, é que um deles é o príncipe que fora abandonado e está desesperadamente à sua procura, e o outro, um assassino frio e sedutor enviado para dar um fim à sua breve vida. Lia se encontrará perante traições e segredos que vão desvendar um novo mundo ao seu redor.
 

      Talvez The Kiss Of Deception seja um dos livros que eu mais li e ouvi falar em 2017. Nada como ler no final do ano, quase fechando com chave de ouro as leituras. Não imaginava que o livro seria como foi e ao mesmo tempo esperava mais da narrativa, mas ainda assim a leitura foi para um lado mais misterioso do que ficcional, o que me fez gostar bastante. 

"Pode-se levar anos para moldar um sonho, mas é preciso apenas uma fração de segundo para despedaçá-lo."


      Em The Kiss Of Deception conhecemos Lia, a Primeira Filha de Morrighan, que devido a acordos comerciais do Reino de Morrighan com o Reino de Dalbreck, precisa casar-se com um príncipe de Dalbreck. No dia do casamento de Lia, ela e sua melhor amiga Pauline realizam o maior plano de suas vida: uma fuga. Elas passam dias plantando pistas falsas que escondam seu verdadeiro destino. Quando finalmente se situam em Terravin, Lia não é mais uma princesa e sim uma garçonete em uma taverna. É lá que ela conhece dois cavalheiros que disputam pelo seu coração: Kaden e Rafe. Enquanto isso, um assassino fora enviado de Venda para matar Lia. Em quem ela deveria confiar agora? 

      Eu já tinha tentado ler The Kiss Of Deception muitos meses atrás, mas o começo totalmente sem sentido me fez desistir. Não sei o motivo, mas a autora fez com que o começo só fosse explicado depois de vários capítulos e eu fiquei sem entender até que pelo menos o livro se desenvolvesse. Mas, apesar disso, a cada capítulo as narrações diferentes se intercalam, dando varias visões do que está acontecendo. A sacada da autora foi genial, sinceramente. Até pensei que eu tivesse pulado alguma informação importante porque de repente eu já não sabia quem era quem no livro.

Revisando minhas metas para 2017

Imagem relacionada
Foto: Tumblr

         Resolvi trazer algo diferente aqui pro blog em relação a minhas metas pra esse ano de 2017 que está quase no fim. Bem, em 2016 postei aqui no blog algumas coisas que gostaria que acontecessem nesse ano e agora chegou a hora de ver se realmente consegui e o que consegui e porque não consegui algumas.

AS METAS EM VERDE FORAM CUMPRIDAS, AS EM VERMELHO NÃO

Pessoais

Reclamar menos (por favor)
(Concluído com sucesso. To bem, to zen)
Respeitar mais
(Sim, senhor)
Ser mais saudável
(Depois que passei na faculdade, me mudei e passei a morar com uma amiga, é IMPOSSÍVEL ser saudável. Universitários não são saudáveis!!!)
Cuidar mais da minha saúde (Já disse: IMPOSSÍVEL)
Aproveitar esse ano para me cuidar e fazer a cirurgia de estrabismo (vem, coragem)
(Não fiz porque tive pouco tempo de férias em Julho e não daria pra ter repouso. Vem, Janeiro!)
Tentar deixar meu cabelo hidratado principalmente se ainda estiver rosa
(Passei pela transição capilar então hidratação é meu nome do meio)
Estudar até passar e não para passar
(Estudei e passei <3)
Ser mais educada com as pessoas
(Sim, obrigada)
Mostrar mais minha opinião tanto pessoalmente quanto aqui no blog
(Fiz isso bastante esse ano. Tanto que algumas vezes achava que estava sendo demais até)
Fazer um Caderno da Gratidão (escrever uma listinha das coisas boas diárias a partir do dia 1)
(Tive preguiça de escrever, gente)
Fazer um Pote da Gratidão (escrever a melhor coisa do dia em um papel e colocar em um pote a partir do dia 1)
(Tive preguiça de escrever, gente 2)
Fazer um Bullet Journal (um moleskine em que eu possa escrever minhas tarefas diárias que preciso realizar e também as futuras)
(Não vivo se não escrever o que devo fazer no dia seguinte mais)
Guardar em um pote tudo que eu quero para 2017 e abrir apenas em 2018 e ver o que consegui.
(Fiz isso e vou postar os papeizinhos no meu Instagram (@proximaprimavera))
Conseguir me exercitar direitinho esse ano (na academia amém)
(Fiz academia por um mês e aí fui aprovada na UFPE e comecei a ser o contrário de saudável)
Fazer trabalho comunitário
(Fiz estágio não remunerado que era com projetos sociais e como não recebo nada, considero nesse ponto)
Colocar minhas séries em dia (preciso)
(Coloquei a maioria que precisava)
Conhecer novas séries
(MUITAS!)

RESENHA: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares - Ransom Riggs

O Orfanato da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares
Ransom Riggs
Editora: Leya
Ano: 2015
Páginas: 336
Adicione no Skoob - Compre aquiSinopse: A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas.

       A leitura desse livro foi algo que sempre quis fazer, mas tive minhas dúvidas por ser fantasia e eu não estar muito acostumada a ler esse gênero. Fui com fé me baseando nas resenhas e indicações que li e mergulhei no universo de Ransom Riggs, ficando totalmente envolvida na história. Já espero ansiosamente pela minha leitura dos próximos livros. 

"Essa era a ilha encantada; essas eram as crianças mágicas. Se eu estava sonhando, não queria mais acordar. Pelo menos, não por um bom tempo."

      O livro é narrado em primeira pessoa por Jacob "Jake", um garoto de 16 anos que desde pequeno cresceu ouvindo histórias do seu avô sobre o período em que ele viveu no País de Gales, em um orfanato. O que encantava Jacob, no entanto, era a fantasia envolvida nas histórias de ninar com monstros e crianças peculiares que podiam levantar uma pedra grande e pesada e até mesmo voar. Quando o avô de Jacob morre pede que o menino volte ao País de Gales e procure pela dona do orfanato, a Srta. Peregrine, pois as crianças peculiares estariam em perigo. Jacob tem que descobrir se tudo que o seu avô contou era verdade e o porquê de ele ter morrido repentinamente. 

"Só posso dizer que não era o tipo habitual de crianças órfãs, não como as do Orfanato Barnardo, que você vê quando aparecem na cidade para desfiles e coisas assim, sempre têm tempo para conversar. Não, essa turma era diferente. Alguns não sabiam nem falar inglês direito. Ou, para ser bem honesto, não falavam inglês de maneira nenhuma."

SORTEIO HOJE A FESTA É SUA!

Geeente, tem sorteio rolando e é dos grande viu?? Vários blogs se juntaram para formar kits de livros e tem muita coisa legal! Quem quer ganhar um presentão desses de Natal?

REGULAMENTO
. As inscrições para o sorteio começarão no dia 01/12/2017 e terminarão no dia 24/12/2017.
.Os participantes de…