5

Meu Nome é Albert!
Ronaldo Viana S.

1

Duff
Kody Keplinger

2

Quando a Noite Cai
Carina Rissi

3

Lola e o Garoto da Casa ao Lado
Stephanie Perkins

4

(Im)Perfeição
Helena Souza

O assédio nos impede de ver o mundo à cores

11 dezembro 2016
     
miwa

           Não era pra sair post hoje, não era mesmo. Eu procuro manter as postagens aqui moderadas e sempre postando com um intervalo de um dia, mas hoje eu não consegui não abrir uma postagem nova e começar a escrever. Muita gente pode dizer que esse post é um entre vários e que não são centenas de palavras que vão mudar a atitude de milhares de homens pelo mundo. Mas eu cheguei no meu limite e quando isso acontece a única forma que eu tenho de seguir a minha vida é escrevendo tudo que aconteceu. No caso de hoje, o que vem acontecendo há tanto tempo e não só comigo, posso deixar bem claro.

              Como o título diz, eu quero falar do assédio. Infelizmente muita gente ainda acha que assédio é apenas aquele físico que causa em estupro. Não mesmo. Assédio abre um leque para tantos tipos de abusos contra mulheres que me aprofundar neles não é o meu ponto aqui. Só quero falar nesse post de um tipo de assédio que todas nós mulheres sofremos todos os dias.

Por que escrever esse post hoje?

Eu acabei de chegar da casa da minha avó que mora um pouco longe e o caminho inteiro de volta pra casa eu só pensava em como eu iria abordar esse assunto no blog porque eu preciso. E assim eu começo dementindo as famosas frases machistas.



"Ela pediu"

"Também né, olha a roupa que ela tá vestindo"

"Andou de short tá pedindo"
think olga chega fiu fiu cecilia silveira 3 net
Devo deixar claro que eu deixei de usar short pra sair de casa. Sim, pode estar 40 graus lá fora, mas se eu tiver que andar eu prefiro ir de calça. Faz alguma diferença? Nenhuma! Hoje fui pra casa da minha avó de short porque o calor está anormal com sensação térmica de quase 40 graus mesmo e eu não fazia ideia de que teria de voltar à pé. Grande coisa. Levanta a cabeça, engole o medo e vai.



Foi o que fiz.

Eu fui. Saí com o medo pulsando no meu corpo e o celular escondido dentro do short (que tem literalmente mais de um palmo de tamanho), claro. Logo quando saí da rua da casa da minha avó passa a primeira moto com um ser humano que confesso que nem observo mais.

"Gostosa"

Ignorei e continuei andando sentindo o celular colar no meu corpo de tanto calor, mas eu não podia trocar de lado e correr o risco de ser assaltada, certo? Continuei caminhando e abaixando meu short mais ainda, naquele momento eu queria que ele chegasse á altura do joelho. Continuei andando e um grupo de homens estava mais a frente conversando. Fui andando na pista com medo de passar na frente deles mesmo sendo uma calçada espaçosa. Ouvi assobios e murmúrios. Continuei andando só que dessa vez mais rápido e respirando fundo. Isso não mata né? Que drama das mulheres, achar bonito não é crime!

S5300008 (2)

Depois desse segundo assédio já comecei a pensar que chegaria em casa e escreveria esse post e colocaria tudo isso pra fora. É realmente necessário que uma mulher, uma menina, uma pessoa tenha medo de sair de casa por causa de homens? De frente à farmácia fechada (hoje é Domingo), dois "garotos" estavam encostados em uma Shineray e qualquer pessoa teria medo disso em uma rua deserta por ser Domingo e estar um Sol de rachar. Eu revi minhas opções.

Opção 1: atravessar a rua
Opção 2: passar por eles reta e confiante

Não atravessei a rua. Pelos meus cálculos não daria muito certo e então eu ameacei passar por eles. Percebi que sim, um deles apontava pra mim disfarçadamente. Eu sou muito observadora. Não dei dois passos e os mesmos sujeitos me pararam no meio da calçada. Olhei ao redor como um extinto de salvação e não havia nenhuma alma e mesmo que houvesse... não acho que faria diferença. O mais baixo disse o seguinte: "Ei moça, espera aí". Meu coração estava tão disparado que eu sinceramente acho que nem a pior experiencia da minha vida se compara à esse momento. Eu poderia correr? Em segundos pensei e olhei para os bolsos dos rapazes, com certeza não estavam vazios. Eu não entrei em pânico. Parei e já pensei nos meus movimentos para tirar o celular escondido o mais rápido possível. O mais alto que tinha ido para trás de mim me olhou de baixo à cima e o outro falou: "Onde tem outra loja de bolos que não seja aquela dali?". O outro saiu de trás de mim e bufou. Juro que senti meu celular perfurar meu corpo onde ele estava. Neguei com a cabeça e consegui abrir minha boca pra falar. "Não sou daqui." E saí andando sem parecer estar em pânico. Se eles estavam procurando meu celular no bolso... ele não estava. Mas o que mais me surpreendeu foi o que ouvi assim que me afastei. "Mas era gostosa."









Mas


Era 


Gostosa









Eu queria que um dia alguém pudesse me dizer o que se passa na cabeça de homens nesses momentos. Eu não pedi. Ninguém pede. Acha bonita? É liberado. Agora ache bonita só pra você na sua cabeça. Não solte comentários. Não assedie.


Eu tenho certeza que não sou a única que anda com medo do mundo. O assédio definitivamente nos impede de ver o mundo à cores. Tá na hora de um basta. 

S5300004  fiufiu3 (1)

Campanha Chega de Fiu Fiu do site Olga. Entre na campanha você também e vamos lutar dos nossos jeitos para o fim do assédio sexual.
  1. Nossa que situação horrível mesmo. Eu já ando com medo na rua, uma falta de respeito e segurança total. Indo pra escola ouço demais isso e, é, constrangedor. Infelizmente você pode estar de burca mais eles continuaram com esses comentários idiotas. Forças!! Bjos ♥️

    Click Literário 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. É isso que nos espera fora de casa e precisamos de forças e de união mesmo!

      Excluir
  2. Eu também não sei o que se passa na cabeça desse tipo de gente. Sériooo, parece que a única coisa que você faz no dia é escolher a roupa pra, quando passar por eles, eles largarem alguma piadinha. Eu odeioo, fico braba demais! Procuro nem sair de short ou saia por causa disso, mas às vezes tá tãão calor que não tem como. Aí já me preparo... Acho que o jeito é a nossa geração educar bem os filhos pra que isso não aconteça, não levo fé que os homens de hoje mudem :( triste demais x.x
    Beijo!
    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. A chave dos maiores problemas atuais é a educação que infelizmente está sendo deixada de lado... :(

      Excluir
  3. É tão bom ver posts sobre este assunto porque ainda tem muitas mulheres que também tem essa visão machista, não por culpa delas mas por culpa deste sociedade horrivel que vivemos. É bom ver posts assim!
    Beijos.

    http://lesjoursdemarcela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Tem muita mulher por aí achando que isso é normal e NÃO é!

      Excluir
  4. Post incrivel, me permite coloca-lo nos links de domingo?

    Beijos
    Lua Mariano
    www.meumundodalua.com
    (por favor, se inscreva no blog)

    ResponderExcluir
  5. Odeio essa sensação! É horrível!
    Já passei por muitas situações constrangedoras!
    http://thaydreams.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Clara, você é como eu, não consegue ficar sem postar mesmo moderando o blog.
    enfim.. realmente o que você passa aí é tudo que eu passo aqui, foi incrível ver tudo que você falou e ser tudo que sinto. aqui é do mesmo jeito, coloco o celular de baixo do meu short, e como é muito calor aqui em Goiânia fica transpirando muito, ainda mais quando saaio de roupa de academia, até porque um cara me seguiu de moto para perguntar se tenho WhatsApp. é constrangedor do que ele nos chamam, nomes que até pessoas que tem o máximo de intimidade com a gente fica pesado.
    Adorei o tema abordado, arrasou na postagem e principalmente nas fotos! A rua para nós é um campo de batalha.

    http://thesweetmomentts.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que todas nós temos uma história de assédio que nos deixa envergonhadas e isso em si é uma vergonha! A rua não deve ser um campo de batalha jamais :(

      Excluir
  7. Isso é muito revoltante! Algo que era para ser algo tão natural ter essa proporções. Seu corpo, sua vontade! Me desanima muito pq cada dia mais piora a situação =/
    Espero que esteja bem.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso. Eu estou bem, mas alguém pode não estar nesse momento. É horrível ter que ver tudo isso acontecer e não poder fazer nada...

      Excluir
  8. Adorei seu texto e ponto de vista, admito que recebo sempre, mas não me sinto com medo por isso. Eu simplesmente não os tomo para mim, não importa o que achem, pensem ou falem, não me define, não me ofende e não me amedronta. Acho que por isso eu sempre fui muito confiante, por não aceitar. Simplesmente, eu ignoro. Como se não fosse comigo. É chato sim, mas se eu me importar com tudo que vejo ou ouço, não irei viver, deixarei de ser quem sou por causa disso. Da mesma forma como aparenta que tu faz.
    Só uma dica, nunca diga "eu não sou daqui", isso te torna um algo muito mais fácil, pois se eles estavam com más intenções poderiam pensar: "que ótimo, posso fazer o que quiser que ninguém vai reconhecer ela". Essa é uma dica que repasso pois recebi de um antigo colega de faculdade que era bombeiro. Ele me deu altas dicas sobre como reagir a certas ocasiões, como em caso de rapto, assédio, estupro ou até mesmo as abordagens mais simples, como a sua.


    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei o seu comentário Gaby, além de me inspirar a ignorar isso tudo enquanto nada está ao meu alcance, essa dica foi chave e eu nunca mais vou dizer isso porque você e seu amigo tem toda a razão!!

      Excluir
  9. Essas "cantadas" (que na cabeça de certos seres são inofensivas ) nos machucam , eu frequento um certo mercado aqui onde moro , e sempre que ia lá tinha um funcionário que ficava me olhando (e me olhava com um olhar estranho , ele me olhava como se eu estivesse nua ) e isso me incomodava tremendamente , até que um dia , eu estava na companhia dos meus pais e ele se aproximou o soltou uma dessas "cantadas" , eu me senti péssima , aquilo me deu nojo e o pior que o infeliz era casado , fiquei tempos sem ir nesse lugar até esse funcionário ser mandado embora
    Olha eu me sinto humilhada , com medo e nojo desses "homens"
    Bjs
    Aquarela Pink

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Machucam sim! Cada olhar com más intenções machuca de um jeito inexplicável e no seu caso o jeito é parar de frequentar o local!! Você fez bem até porque é melhor nos afastar se pudermos fazer isso.

      Excluir
  10. Realmente é a pior situação a qual uma mulher pode passar. Os "homens" que fazem isso não deveriam ser considerados humanos e sim uns alienados idiotas. Já fui assediada por alguém que dividia o teto com a minha mãe, sofri, fiz terapia e posso afirmar que o trauma permanece. Hoje, tenho pavor de qualquer homem que chega perto de mim. É doloroso, é humilhane, é vergonhoso. NÃO AO ASSÉDIO!!!

    Beijos,

    Gnoma Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses traumas são eternos e pra eles é um grande mimimi. É por isso que temos que agir!!!!

      Excluir
  11. É como uma frase que eu vi:
    - o estuprador ninguém quer saber o passado. Já a menina estuprada, todo mundo procura sobre seu passado e o que ela fez para ser culpada disso.

    Bjinhos,
    ❥AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso! A menina recebe a culpa simplesmente por ser menina? Porque eu não vejo outro motivo pra isso, sinceramente.

      Excluir
  12. Simplesmente nojento!
    A situação está insuportável!
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal

    ResponderExcluir
  13. Adorei o texto e o tema! Foi um desabafo e tanto. É tão chato uma situação como essa, o que se passa na cabeça desses homens? sério, não entendo. Eu também tenho medo de sair na rua com short, saia, só que como anda fazendo muito calor, é impossível usar só calça. Só que mesmo com calça, eles mechem. Ou seja, não é a roupa! Ta, tudo bem que eles podem achar bonita, mas não precisa ficar assediando, nossa isso me da uma raiva. Olha o mundo em que vivemos, onde o respeito é inexistente para alguns. Não podemos nem sair na rua seguras, já saímos com medo e passamos por situações chatas como essa. É horrível, isso acontece frequentemente. As minhas esperanças com esses homens, estão se esgotando.
    Adorei teu blog, já estou seguindo! Poderia retribuir seguindo o meu?
    Beijos
    http://palavrass-ao-vento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem assim, Natalia. O que nos resta é tentar mudar a situação e se proteger infelizmente!

      Excluir
  14. Que situação horrível! e o pior são eles depois vindo reclamar, "odeio essas mulher feministas, que feminista o que"!.
    E o pior é que todas nós passamos por isto...
    Infelizmente!
    Meu sonho é que um dia esse tipo de coisa pare de acontecer.

    Simplesmente Criativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E a grande verdade é que toda mulher é feminista. Feminismo é a defesa da igualdade entre homem e mulher. Qual a mulher que quer ser submissa e ser tratada como "mais baixa"? Essa sociedade tá de um jeito que nem sei mais o que falar...

      Excluir
  15. Oi, Clara.
    Que post incrível, merece ser muito compartilhado.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Camila. Compartilhe mesmo, pois a situação tá complicada!

      Excluir
  16. Nossa, já passei por isso também, Clara. Te entendo perfeitamente. É uma sensação horrível e faz com que vejamos os homens com medo, e isso é horrível porque ainda existem alguns que não são assim. Mas força e se cuida, viu? A violência está cada vez pior, e nós mulheres somos as que mais pagam por ela, infelizmente. :(
    Um forte abraço! Amei seu espaço, ganhou mais uma seguidora. Beijão.
    EU SOU UM POUCO DE CADA LIVRO QUE LI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força pra todas nós, Mirelle! Com fé tudo vai melhorar pra a gente <3

      Excluir
  17. Essa situação e um saco, né Clara? O pior de tudo é a sensação de impotência que fica na gente, a sensação de sujeira é horrível. Ainda tá longe de o mundo mudar, mas enquanto não muda a gente vai se unindo e se apoiando pra ficarmos cada vez mais fortes. FORÇA!

    Um beijo!
    www.heeeymaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impotência. Essa é a palavra certa que descreve o que sentimos. Infelizmente só nos resta fé e força. Essa situação vai se mudar sim!

      Excluir
  18. Oi, Clara!
    Sinto muito que tenha passado por essas situações nesse dia e em tantos outros antes e, infelizmente, tantos outros que ainda virão. É triste ter que escolher o que vestir pensando no que pode acontecer e não no que temos vontade de usar. Ainda estamos longe de resolver isso, mas posts como o seu faz o assunto ser cada vez mais discutido e isso é MUITO importante.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso. Resta discussão e muita conversa pra mudar tudo isso!

      Excluir
  19. As pessoas no geral hoje tem medo de sair, mas sendo mulher esse medo dobra de tamanho, muitas vezes dá vontade de ficar em casa porque viver lá fora não está sendo normal, sinto muito por você, por mim e por todas nós ter de andar na rua com insegurança e orando para um monstro em forma de ser humano não cruzar nosso caminho... hoje eu também penso muito no que vestir para sair de casa, e toda vez que faço isso algo dentro de mim reclama, eu sei que não está certo e nem é justo, mas diante de situações como a que você passou não consigo evitar. É difícil, mas precisamos acreditar que um dia essa situação vai mudar, só não podemos desistir de lutar!

    Beijos
    Dani Cruz
    www.blogemcomum.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é justo MESMO. Nada deve nos colocar em parâmetros, a escolha é nossa. Não podemos desistir e nem aceitar isso!

      Excluir
  20. Olá, tudo bem? Nossa, foram realmente situações super nojentas, mas mais nojento ainda é saber que você não é a única a passar por isso, né?! É bem difícil mesmo...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas nós estamos expostas a isso e é foda... :(

      Excluir

❤ Proibido usar palavras de baixo calão
❤ Não há moderação de comentários
❤ Deixe o link do seu blog para que eu também possa visitá-lo e segui-lo no Google Friends Connect!